01

dez

2012

Controle de Peso

A obesidade é considerada hoje em dia como um dos problemas de saúde mais preocupantes em função do seu crescente aumento e as graves conseqüências que esta pode acarretar.

Atualmente a cirurgia bariátrica é considerada como um método bastante eficaz no tratamento da obesidade mórbida e no controle do peso a longo prazo.

Existem dois tipos de cirurgia bariátrica:

1º. Tipo: trata-se de uma cirurgia que tem como objetivo reduzir o tamanho do estômago.
Ação no organismo: Há uma restrição causada pela diminuição do volume do estômago, além de ocorrer uma pequena disabsorção dos alimentos, pois estes deixam de passar pela primeira parte do intestino delgado.

2º.Tipo: é a cirurgia disabsortiva: Não ocorre grande diminuição do estômago. O estômago fica com 2/3 do tamanho original. Neste procedimento é realizado um grande desvio do alimento dirigindo-se ao intestino grosso.

Ação no organismo: O paciente terá mais liberdade de comer uma maior quantidade de alimentos (em função da menor redução do estômago).

O que é fundamental em qualquer um dos casos é que o paciente tenha obrigatoriamente um conhecimento profundo acerca das características, necessidades, riscos e limitações de cada cirurgia. Deve participar de palestras e reuniões com uma equipe multidisciplinar para se certificar de sua decisão.

Controle de Peso

O que o paciente precisa saber na fase pré-cirúrgica?

A cirurgia bariátrica é um procedimento complexo tal como em qualquer outra cirurgia, já que apresenta risco de complicações. Desta forma, é necessário que o paciente conheça muito bem o tipo de procedimento cirúrgico, seus riscos e benefícios. Além das orientações técnicas, o acompanhamento psicológico é aconselhável em todas as fases do processo.

O que o paciente precisa saber na fase pós-cirúrgica?

A fase pós-cirúrgica é considerada como um dos períodos mais difíceis. É a fase de recuperação da intervenção cirúrgica em si que gera um desconforto , uma necessidade de se adaptar a uma nova dieta, uma reeducação alimentar e, além de tudo isto devem ser considerados os fatores emocionais que estão envolvidos em todo este processo: expectativa, a ansiedade e a insegurança desta nova fase.

O Papel do Psicólogo

Quem decide submeter-se a cirurgia bariátrica deve realizar uma avaliação psicológica antes da cirurgia. O papel do psicólogo neste caso é avaliar se o indivíduo está apto emocionalmente para a realização da cirurgia, além de auxiliá-lo na compreensão de todos os aspectos pertinentes ao pré e pós–cirúrgico: seus conhecimentos sobre a cirurgia, riscos e complicações, benefícios esperados, exames e seguimentos requeridos em longo prazo, conseqüências emocionais, sociais e físicas e responsabilidades esperadas.

Esta avaliação se trata de um documento complementar solicitado pelo médico para a realização da cirurgia. As contra-indicações possíveis podem ser:

  • Presença de alguma psicopatologia grave
  • Tendência a distúrbios psicológicos
  • Dificuldades intelectuais para compreender como funciona todo o processo.
Controle do Peso

A pessoa portadora de obesidade geralmente apresenta um sofrimento psicológico em conseqüência do preconceito social com a obesidade. Pessoas obesas tendem a apresentar maiores graus de sintomas depressivos, ansiosos, alimentares e de transtornos de personalidade.

O emagrecimento pós cirúrgico é inevitável e o ex-obeso tem que aprender a lidar com uma nova realidade. As mudanças internas e externas serão bastante significativas em relação a todos os setores da vida. A psicoterapia ajuda na reorganização desta nova vida diante de um corpo diferente. Tais mudanças rápidas exigirão do paciente uma reflexão e poderão surgir neste período questões emocionais importantes que devem ser trabalhadas para evitar possíveis transtornos psicológicos.

O trabalho psicológico é de extrema importância porque auxilia o paciente no seu auto-conhecimento e compreensão de si mesmo, fato que possibilita a sua adesão de forma mais eficiente ao tratamento e estimula a sua participação efetiva no processo de emagrecimento .

No pós-cirúrgico o acompanhamento psicológico é fundamental no sentido de auxiliar o paciente a adaptar-se a um novo estilo de vida . O paciente terá que lidar com situações de privação de alimentos que antes eram ingeridos indiscriminadamente. O que ocorre com muitos pacientes hoje que não realizam um trabalho psicoterapêutico após a cirurgia é que não suportam a privação do comer compulsivamente e transferem esta compulsão para drogas, álcool, sexo e compras, por exemplo.

O tratamento da obesidade é clínico. Baseia-se na reeducação global (nutricional,física e psicológica). Essa reeducação deve ter um de uma equipe multidisciplinar e deve ser mantida por toda a vida do ex-obeso.

Controle do Peso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>