01

abr

2013

Amor ou Dependência Emocional?

Dependência Emocional

O que é dependencia emocional?

O dependente emocional demonstra uma dependência afetiva em relação a uma outra pessoa. Ele necessita da aprovação, aceitação e reconhecimento do outro para lidar com as situações da vida, pois não acredita no seu próprio valor, no seu poder de tomar decisões, fazer escolhas e até mesmo na sua capacidade de conquistar alguém e, muitas vezes aceita relações destrutivas como um prêmio de recompensa.

É uma pessoa submissa e insegura, pois sua percepção de si mesma é muito frágil. Sente-se incapaz de agir adequadamente sem o auxílio de outras pessoas e por isso recorre frequentemente aos outros para ser orientada, ajudada e direcionada, sendo que tudo isto surge da necessidade de satisfazer suas necessidades internas e não pelo desejo de estar na companhia da outra pessoa.

Transtorno De Personalidade Dependente
Critérios Para Diagnóstico

Conforme DMS-IV-TR “O transtorno da Personalidade Dependente é um padrão de comportamento submisso e aderente , relacionado a uma necessidade excessiva de proteção e cuidados.

Seguem alguns critérios para diagnóstico do transtorno:
- Dificuldade em tomar decisões sozinho, fato que gera uma necessidade excessiva em pedir opiniões alheias para resolver situações da vida cotidiana
- Necessidade em transferir a responsabilidade de suas ações para outras pessoas
- Geralmente apresentam dificuldade em discordar das opiniões das pessoas por medo de ser desaprovado e perder o apoio delas, já que não acreditam ser capazes de “funcionarem” sozinhos
- Por não acreditarem em si próprios, sentem-se incapazes de iniciar projetos ou fazer coisas de forma independente. Precisam de supervisão para realizar as coisas, ou seja, alguém que “garanta”, de alguma forma, que as coisas vão dar certo
- Sentem-se inseguros e desamparados sozinhos, pois acreditam ser incapazes de cuidar de si próprios, demonstrando um medo excessivo de serem rejeitados ou abandonados
- Quando um relacionamento amoroso é rompido, sentem a necessidade de procurar um novo relacionamento para suprir uma carência e um sentimento abandono

Dependente Emocional

Uma pessoa dependente emocionalmente demonstra em suas ações e sentimentos uma fragilidade e carência que pode afetar negativamente seus relacionamentos, seja nas relações amorosas , como entre amigos, colegas de trabalho, pais e filhos, entre outras

O fato que torna mais grave essa situação é que o dependente emocional, muitas vezes, aceita qualquer tipo de relação por medo de perder a outra pessoa. Com o medo de ser abandonada, muitas vezes tolera abusos sexuais, verbais, físicos, entre outros.

Origem Da Dependência Emocional

A maneira como as crianças são criadas na infância são fundamentais para o desenvolvimento de adultos seguros, confiantes e independentes emocionalmente, portanto, a forma como somos educados e preparados por nossos pais, professores, avós e parentes mais íntimos possuem um papel prioritário em nossas vidas.

Os adultos dependentes emocionalmente geralmente foram crianças que não se sentiram amadas, queridas e importantes, desta forma, sentem a necessidade quase que vital de dependerem do amor de outra pessoa, já que não viveram isso em sua fase mais tenra.

Dependencia Emocional

Existem pais que culpam, desprezam, humilham e que não respeitam os sentimentos de seus filhos. As crianças que são tratadas assim sentem que não são dignas de serem queridas, amadas e passam a omitir seus sentimentos porque não sentem estes como sendo importantes.

O fato não é que os pais não amem seus filhos, mas muitas vezes com a intenção de acertar, supervalorizam o que seus filhos fazem de errado (apontando frequentemente uma falha) e desprezam totalmente as vitórias e as conquistas dele.

Outros tipos de pais protegem demasiadamente seus fillhos. É bastante comum que muitos pais protejam seu filho em excesso, satisfazendo todas as suas necessidades, como uma forma de compensar sua ausência frequente no papel de pai. Outros protegem demais por medo de “perder” o filho e ficarem sozinhos, desta forma, induzem os filhos a acreditarem que só debaixo de suas asas estarão seguros.

Os pais tornam-se permissivos em excesso, pagando todas as contas do filho, cedem coisas materiais sem limites e não incentivam os filhos a trabalhem fora para ganhar seu próprio sustento, ou seja, propiciam ao filho um mundo de fantasias que na realidade não existe.

Os filhos que não precisam fazer muito esforço para conquistar as coisas por si próprio, apresentarão dificuldades a ser mais independentes no futuro quando forem adultos , já que os pais supriram todas as suas necessidades.

Como Os Pais Podem Ajudar?

Dependente Emocional

Os pais precisam estimular seus filhos a adquirir autonomia e auto-confiança.
Como conseguir isso?

Demonstrando amor e confiança nas ações de nossos filhos, desenvolvemos adultos com uma boa auto-estima, seguros de si e pouco dependentes da aprovação dos outros.

Tanto a falta de demonstração de amor e carinho como a superproteção exagerada podem desenvolver adultos dependentes. A criança que não sente que é amada, pode se tornar insegura em relação ao amor dos outros, pois cresce com a crença que não será amada nas relações futuras no decorrer de sua vida.

A criança precisa se sentir valorizada e amada para acreditar em si própria e na sua capacidade de se nutrir principalmente emocionalmente. Assim, se tornam pessoas completas e não pessoas que ficam à espera dos outros para se completar. Essas pessoas acreditam que são incapazes sozinhos (porque em algum momento alguém o fez acreditar que era incapaz). Por outro lado, não devemos superproteger nossos filhos para que ele possa aprender a caminhar com suas próprias pernas adquirindo segurança.

Necessitamos de uma forma de proteção mesmo depois de nos tornarmos adultos. Esta proteção significa um apoio emocional, mas muitas pessoas “dependem “ deste apoio como algo ou alguém que poderá salvá-lo de situações extremas e impedir suas frustrações. Essa é a dependência doente que faz com que muitas pessoas se mantenham em relações destrutivas e de muito sofrimento.

Dependência Emocional Ou Amor?

Muitas vezes as pessoas justificam a entrega total ao outro dizendo: “olha como eu amo essa pessoa!!!” e não percebem o quanto as suas fragilidades estão embutidas neste pensamento…

A pessoa anula-se de tal forma que perde sua identidade e exige do outro este empenho na mesma proporção. Quando não recebe esse retorno afetivo revoltam-se pela falta de gratidão e reconhecimento, chegando ao ponto de sentir uma raiva incontrolável sobre os outros e sobre si próprios porque fica com o sentimento: “Eu dei tudo de mim e não percebi mudanças”.

A pessoa estrutura a sua vida em torno da vida do “outro” de tal forma que é difícil para ela imaginar sua própria existência sozinha. O dependente emocional demonstra uma forma de dependência em relação às pessoas semelhante à dependência de drogas ou álcool, sexo ou compulsão alimentar e necessita de tratamento, pois pode destruir a própria vida.

São pessoas que apresentam baixa-autoestima, se auto-depreciam frequentemente e magoam-se facilmente com as opiniões alheias, além disso, apresentam dificuldade em expressar seus sentimentos por medo de sentirem-se vulneráveis.

Quando o relacionamento amoroso do dependente emocional chega ao fim, este tem a tendência em procurar outra pessoa problemática para dar início a um novo ciclo. O problema é que muitos adultos não amadurecem e permanecem como crianças por toda a vida num relacionamento amoroso. O ser humano se torna maduro no momento em que ama e não somente necessita do outro. Abastece sua relação de trocas e não só recebe…. Este é um amor verdadeiro!

Uma flor que nasce no meio de uma grande floresta, exala seu perfume, demonstra sua beleza e leveza independente da admiração dos outros…..

Dependente Emocional

Assim é o verdadeiro amor!!!

Psicoterapia

Psicoterapia Dependente Emocional

O primeiro passo para reduzir esta dependência é iniciar um processo de psicoterapia para adquirir auto-conhecimento e consciência do seu próprio valor.

O psicólogo irá auxiliá-lo a identificar em que áreas da vida essa dependência surge e de que forma está afetando sua vida e suas relações, além de buscar as causas e tratá-las.

Neste processo fortaleceremos a sua auto-estima, tornando-o mais seguro e dependente de si próprio. Quando as pessoas começam a gostar de si mesmas, aprendem a cuidar de suas próprias feridas. Quando nos amamos, procuramos pessoas que nos valorizem e nos respeitem pelo que somos.

Este ciclo de dependência pode ser interrompido e desfeito quando a pessoa dependente, com auxílio do psicólogo, compreende que a solução do seu problema mora dentro de si próprio, pois precisa tomar responsabilidade por si, tomar conta da sua vida e assim ficar disponível para poder verdadeiramente amar.

A psicoterapia irá auxiliar a pessoa a expressar os seus sentimentos e necessidades de forma mais adequada e, a partir daí, ela adquire noção dos seus limites e ganha perspectiva sobre si própria. Utilizaremos técnicas que auxiliam na busca da individualidade dentro de um relacionamento amoroso, por exemplo, para que cada um tenha seu espaço de tempo e privacidade que é fundamental para a auto-estima de ambos.

A dependência emocional pode influenciar negativamente, cegar e impedir seu crescimento. Aprove-se mais, ame-se muito mais e dependa especialmente de você!

140 ideias sobre “Amor ou Dependência Emocional?

  1. Lendo tudo oq acabei de ler,vejo o quanto preciso de ajuda.Precido muito descobrir quem eu sou,o q eu sou e saber oq é o amor de verdade.Eu tinha uma pessoa q esteve ao meu blado durante quase dez anos e sempre ouvi q eu ñ o amava mas q eu tinha por ele um sentimento de posse.Hoje sofro pois ñ tenho mais ele ao meu lado.Temos um lindo bb juntos e ñ sei viver sem ele ao meu lado.Lendo tudo isso,eu só tenho uma certeza”preciso de ajuda”…

    • Infelizmente também sou assim, em criança tive problemas ou imagino ter tido, não sei, com minha mãe, não lembro dela me fazendo carinho, embora ela fosse uma pessoa doente, e meus irmãos me chamavam de bastarda, pois sempre fui a mais clarinha, embora me parece muito com meu pai que também era claro, sempre tive dúvidas sobre minha maternidade, achava que ela não era minha mãe. Enfim, em relação a isso, sou mais tranquila, já perdoei e pedi perdão a minha mãe, que também já desencarnou. Mas, creio que devido a isso, não consegui e não consigo ser feliz afetivamente, meu “namorado” de 18 anos entre idas e vindas, faz o quer de mim, sempre fez, eu não sei se o amo ou o odeio, só que, sinto muita necessidade dele, e raiva de mim por não me livrar desse relacionamento que me faz tanto mal. Quando estamos separados me sinto triste, embora fique mais feliz, junto dele me sinto usada, idiota, infeliz, a não ser quando ele fica carinhoso e aí eu me derreto, me sinto um cãozinho carente ganhando um carinho. Já estou com 56 anos, acho que não tem mais jeito prá mim, até porque minhas chances diminuiram. Valeu pelo desabafo, e caso possa me ajudar, serei grata.

  2. meu nome e ricardo sou empresario tenho 35 anos a minha vida toda tive problemas em relacionamemtos não sei lidar com as pessoas ,sofro muito quando acaba um relacionamento fantasio que tem que ser para vida toda ,praticamente vivo para outra pessoa e não sou valorizado ,cheguei a conclusão que precizo de ajuda ,,bjus a todos

    • Meu nome é Angelica tenho 30 anos, já fui assim e acabo sofrendo muito por isso, uma maneira que me ajudou a entender que eu não preciso do outro pra sobreviver, foi começar a fazer atividade fisica, começar a dar valor para coisas simples, como ir almoçar com uma tia que não tinha contato a tempos, no começo é difícil mas depois você começa a entender o verdadeiro sentido da vida, e percebe que se você se amar as outras pessoas vão te amar!

      • preciso de ajuda com certeza acho que não irei ser feliz sem ele quero ele o tempo todo ao meu lado e quando ele esta perto de mim e nao demontra carinho em exesso me sinto mal trsite me acho gorda tenho vergonha de mim e acho que se largasse dele nao acharia outro que me kizesse vou procurar ajuda pke sou dependente dele e fko mal triste msm

        • Sei como é isso. Sou gay e atualmente passo por isso com meu namorado. É horrível porque penso nele o tempo todo e não vejo isso de volta. Quando estamos juntos é maravilhoso, mas quando ele está na casa dele e eu na minha, ele some, muda.

    • Ricardo, sei como vc se sente e age com as pessoas com quem se relaciona, pois isso q acontece com vc e o mesmo q acontece comigo. Fico as vezes pensando pq nao encontro alguem q age como nos. Seria tao mais facil os relacionamentos. Senti-me muito frustrada com meu ultimo relacionamento, por ter feito o meu melhor p a pessoa com quem estava e nao ter sido valorizada, era o minimo q eu esperava…

        • Daniel tb me identifiquei com essa situação, mas vendo seu relato só posso te dizer que fazer mal a nós mesmo não irá contribuir para melhorar esse caso em nada. Eu tb me sinto assim, mas sei que acima do amor do meu marido( ou ex) tem um amor incondicional por nós que é o amor de Deus. Consigo sentir o amor do Pai e é isso que me conforta a prosseguir a caminhada…

        • Meu nome é Joelma tenho 35 anos…. Não faça isso Daniel nada vale mais que sua vida…. Sei bem oque vc ta sentindo pois me sinto tbem uma idiota em relção a pessoa q estou hje. mais tenho fé em Deus que vou me livrar disso um dia e vou ser muito feliz…. Bjusss querendo conversar estamos aki… fica com Deus.

        • Te entendo completamente … me sinnto extremamente sozinha. .. sinto falta de alguem p dormir ao lado… vejo o quanto me entrego a quem estou amando… sempre ouco: “como vc esta sozinha, sendo linda desse jeito”? Vejo os casais… minhas amigas casando, noivando e meus relacionamentos(quando tenho) indo p o buraco… mesmo me dedicando ao maximo, amorosamente,sexualmente, sendo amiga… a algum tempo pensei em acabar com tudo, sabe? Vontade de pular de um andar alto do shopping… entrar na frente de um carro… qualquer coisa p acabar c o choro… a dor de ficar sem o Eder a um mes eh ate fisica… não quero outra pessoa… quero acordar c ele… quero carinho… quero uma ligaçao, um olhar… um carinho… uma ligaçao…

          • Também me sinto assim desde a minha adolescência, sempre sofri com as perdas de amigos, colegas e namorados. Casei 2 vezes, no primeiro eramos muito jovens e ele queria ficar na farra e me deixava em casa só esperando com as desculpas de trabalho, aí não deu outra, nos separamos. Levei 10 anos pra casar de novo e o segundo um homem aparentemente maduro em muito confiava, me traiu com uma menina de 22 anos e ele com 52. Minha relação com ele durou 7 anos, e 4 anos estive casada. O término foi início de 2012 e até hoje não recuperei, pois muito apoiei este homem, no emocional e durante a crise financeira, que já foi superada e encontra-se muito bem financeiramente e profissionalmente. E eu que fiquei com as lembranças, revolta, raiva de mim por ter sido uma idiota e ter tanto ajudado e quando ele se recuperou , me trocou por uma menina. Sinto solidão pois não consigo esquecer até hoje. Conheci um colega de trabalho que é uma pessoa excepcional procuramos nos ajudar, mas ele é casado e quando tento sair disso, ele desespera e eu também não consigo pois é um amigo e homem que me cuida, da carinho e me ajuda até profissionalmente.Mas nunca pensei que fosse aceitar uma situação dessas, pois sei que fico com ele mais por medo de perder até esse pouco de carinho que ele me dá. Hoje ele é a única pessoa que eu tenho pra desabafar e conhece e entende a minha vida, pois vivo com uma família que nunca percebeu meus sentimentos ou finge não perceber, criação antiga onde os filhos não podiam expor suas idéias só ouvir e concordar e os cuidados eram com a alimentação e somente. O carinho, atenção e valor não existiam, passar de série na escola sem repetir sequer um ano, nunca foi um elogio era mais do que uma obrigação. Já tinha concluído que tenho problemas emocionais, mas só que agora vejo é que to mesmo doente, pois nem vontade mais de conhecer ninguém, crer m um novo amor , já não ta fazendo diferença to preferido o meu quaro e o eu computador. É como se pra mim não tivesse mais jeito e isso já se internalizou e não consigo mais me ver com outra pessoa num relacionamento verdadeiro e sólido. Preciso de ajuda pois não sei mais até onde esse isolamento parar

  3. Como é bom saber q existe pessoas para nos ajudar, como não conseguimos ser felizes e as vezes não vemos nada aparente.
    Sei como minha infância influenciou bastante no que vivo hj, mas procurarei ajuda o qto antes.
    Obrigada!

  4. gostei mt do seu artigo,
    se encaixa perfeitamente ao momento que estou vivedo agora
    eu tenho 17 anos e estou a beira de uma depressão por causa de um namoro em que eu sou totalmente dependente dele pra tudo.

    • oi , eu to assim também por causa de um namoro há 5 anos que acabou , eu e minha ex agente converssava no face mas agora ela deu um fim nisso to péssimo !

  5. Nossa, fiquei espantado. Acho que tenho dependido emocionalmente de alguém, mas…Como diferenciar isso de amor verdadeiro? No meu caso, uma amizade, um amor fraterno, não platõnico ou erótico. É uma pessoa que me ajudou quando eu mais precisei, esteve ao meu lado num dos piores momentos da minha vida e me ajudou a tratar de feridas que havia no meu coração. Mas briguei com ele por um outro amigo que me perturbava. E não quero perder a amizade daquele que me ajudou… =/ Como proceder?

    • O QUE VC, VIVENCIOU COM SEU AMIGO, E VIVENCIEI COM MEU.
      EXISTE ALGO DE MUITO PRODUTIVO, VC TEM OU TEVE UM AMIGO Q SE IMPORTAVA COM SUAS FERIDAS, VC VIVIA FALANDO DE SUAS DORES, E SOU AMIGO SEMPRE A LHE OUVIR…EH UM VINCULO FORTE, UM AMOR DE AMIZADE, UM FORTE VINCULO. AFINAL NAO NOS ABRIMOS A QUEM NAO GOSTAMOS, EU NAO SOMOS ACEITOS CERTO?

      MAS EH CLARO Q VC TEM UMA DEPENDÊNCIA AFETIVA , PODENDO SIM EXISTIR AMOR, AFETO OU VINCULO, MAS VC TEM Q SABER ADMINISTRAR ISSO, ELE NAO VAI PODER, SER SEMPRE A PESSOA PARA VC, MOSTRAR AS FERIDAS,,,, ISSO INFANTIL EMOCIONALMENTE, ,,,,,,,,, SOU EXATAMENTE ASSIM, E DIGO, TERAPIA COM PSICOLOGO, NAO HA NADA A FAZER, SO TERAPIA, COMO O PROPRIO TEXTO FALA, EH ISSO BOA SORTE PEDRO SIGA EM TERAPIA, Q VAI DAR TUDO CERTO E VCS, VAO SER GRANDES AMIGOS, PRA VIDA TODA…….

  6. tenho um filho de 17 anos,quando esta namorando ele vive a vida da namorada se afasta de todos os amigos ate mesmo da familia ele se transforma,fica transtornado quando esta longe chega., a trocar 600 mensagens por dia
    oque fazer……

  7. gostei muito de ler sobre esse artigo,pois estou no meio de um relacionamento que me faz sofrer muito a pessoa nao me valorizar e ainda por cima e dependente quimico usuario de cocaina,mente muito me engana me abandona varias noites e eu nao tenho forcas de terminar com ele pelo simples fato de ter medo de ficar sozinha.entao aceito essa situacao agora estou vendo preciso de ajuda urgente.

  8. Eu tou num rela cionamento suicida gente tou tao cego qe permito ser controlado por uma mulher qe tem dois filhos um exmarido violento …eu deixei ela pensar na liberdade longe do “ex” q estupra eu tenho ate medo ser infectado mais eui nem sei de onde vem esse sentimento qe me faz depender dela qe usa chantagem emocional para me iludir…vou buscar forças em mim mesmo….tou lolko

  9. Oi gente tenho 22 anos namorei durante 4 anos! Sou muito dependente afetiva! Durante esses 4 anos me isolei do mundo e só vivi para esse namoro. Sofri e ainda sofro muito, permaneci um longo tempo sofrendo e com medo de ficar sozinha!! Foi muito difícil luto todos os dias contra a depressão. Quando estou longe dele fico quase sem energia! Não vejo graça em nada, já até pensei em suicídio e para completar sou muito tímida e não tenho muitos amigos. Obrigada gente. Preciso muito de ajuda!

    • tenho 16 anos e estou exatamente assim. Ignoro meus amigos, principalmente meus pais por causa do meu namorado, digamos que ele me tem na palma da mão dele. As vezes me pergunto o que eu estou fazendo aqui, não me vejo mais valor, cansei de chorar, de ser dependente dele desse jeito. Com certeza eu preciso de ajuda, to ficando maluca e não tenho ninguém pra me ajudar, ninguém mesmo ! as pessoas dizem que eu preciso de mim mesma para mudar, mas nunca consigo e decepciono mais e mais comigo mesma ! Sempre quando estou brigada com ele eu vomito, não como, só quero falar com ele e ele me dispensa, não vejo mais graça em nada ! preciso de ajuda .

    • Ja cheguei a um ponto de querer me matar o fato de uma pessoa falar mau de mim pelas costas me da vontade de matar do jeito mas cruel e lento q existe essa pessoa pois ela n sabe a gravidade de como isso me desfalece

    • Juliana esta acontecendo a mesma coisa cmg . Ja aconteceu muitas vezes na verdade eu sempre soube q sempre fui depende d um homem pra viver .. Sempre me isolei do mundo dava tudo pra ele e do nada começou a me tratar com
      Indiferença , sinto muito ódio por ele ter me deixado!! Eu sempre penso que vai ser pra sempre!! Pq as pessoas tem que ser assim … 4 anos durmindo e acordando cmg pra dizer que nao quer mais!! Isso nao eh um ser humano eh um monstro ..nao estava comendo , nem durmindo pq minha vida sempre rodou envolta dele como todos os meus antigos relacionamentos. Na verdade eu vivia pra ele ! Acordava e ia direto fala com.. D tard .. D noite .. Quando nao ele no estav por perto eu sempre queria fala com ele … Falava com outras pessoas mais o foco da minha vida e a minha vontade de continuar vivendo no nesse mundo e fazendo faculdade era ele .. Entao eu pego varias mentiras dele .. Eu sei qe sempre fui possessiva , ciumenta , sufoco d mais .. Mais fazer uq ele fez cmg!! Me abandonar sem mais nem
      Menos e so dizendo que precisa de um tempo !!!! Fico cmg 4 anosssss como uma pessoa pode termina com a outra assim e sumir .. Nao dar um sinal de vida.. Como uma pessoa pode ter ficado com vc 4 anos e nunca ter te amado ? Será que eh isso ? Ou entao como vc fica com uma pessoa 4 anos e simplismente do nada o amor acaba .. Meu essa pessoa tem que paga , tem que sofrer muito .. Eh muita injustiça nessa terra sabe .. Em todos os relacionamentos que acabaram cmg eu fui atras, me humilhava, ligava noite e dia .. Meses apos meses mesmo sabendo que o relacionamento nao ia dar mais
      Certo .. Pq sempre achei que eu nao viveria sem a pessoa .. E sempre foi muito dificl … Preferia morre a ter que passa por isso d novo agora ..mais dessa vez vai ser diferente .. Nao vou atras e se ele liga nao
      Vou atnder .. Eu vou me valorizar .. Vou aprender a não depende d ninguem .. Vou achar minha identidade e procura alguem que me valorize .. Ou eh melhor ficar sozinha do qe ter que agüentar as pessoas terminando relacionamentos d séculos com vc sabe … O mundo devia acaba .. So existe gente falsa .. Mais eu pensava que so eu era diferente ! Pelomenos vi que tem pessoas parecidas… Melhor agnt morre sozinho galera .. Pq se nao agnt vai fica sofrendo a vida toda .. E so quem sofre pra caramba .. Fica com aquela dor no peito . Aquele desespero de pensar e agora ? Uq vai ser d mim!? Puta que inferno mais um dia assim ?? Eh muito doloroso

      • juliana estou passando exatamente por isso relaxionamento de 4 anos,n sei como superar.. por favor entre e contato comigo e me fale o q vc ta fazendo para superar

        • Juliana namorei um ano com um cara ele terminou comigo pq disse que n aguenta meu jeito, sou igual vc ciumenta, possessiva…eu vivo a vida dele e ele não se dedica tanto a mim,sempre q terminavamos eu ia correndo atras dele ele nunca veio atras de mim,dependo dele sofro quando ele não esta por perto, vi ele acessando pornografia e fiquei revoltada pq não aceito isso pra mim e uma traiçao, ele não precisava disso ia pra cama com ele todas as noites,sou mais nova q ele 12 anos, sou linda e ele fazer uma coisa dessas,agora ele terminou to com nojo dele por isso mas não aguento fica longe dele.

  10. Jesus tem poder de mudar qualquer história de vida, mas precisa querer e crer que Ele pode. Ele veio para nos dar vida e vida em abundância. Paz verdadeira só com Jesus! Ele é o nosso melhor amigo, é Aquele que nunca nos decepciona e ainda nos dá a vida eterna. Leia a bíblia (ela é a palavra de Deus) e procure uma igreja evangélica. Esta é mais uma oportunidade que Deus está te dando, pois não sabemos o dia de amanhã. Você é especial, porque Deus não perderia tempo criando algo que não tivesse valor. Pense nisto!

  11. Ola li este artigo, e pelo que vi e o que ela me fala me encaixo nesta depend~encia, estou confuso, pois a pessoa a quem Amo, não acredita no meu amor por ela, tenho dificuldades de me abrir,falar e até dar mais carinho, fico mudo sem ação, não quero discutir, tudo que penso em fazer não faço pois tenho medo de ela não gostar ou achar que fiz por cobrança, e tudo que faço dependo da opinião dela pois se fizer sem seu concentimento, acho que ela vai se magoar, como demonstrar meu amor verdadeiro ou melhor reconquistar a confiaça dela e voltarmos a ser felizes, não quero perder essa pessoa.

  12. É triste saber o quão enferma se está das emoções, é nessa hora que se percebe o quanto a Palavra de Deus faz diferença na vida daquele que a pratica. “ame-se”, “guarde seu coração e sua mente” , lance as ansiedades sobre Deus”, esforça-te, anime-se “, “viva um dia de cada vez”.

  13. Quando passamos a depositar nossa confiança nas mäos de DEUS começamos a nos livrar dessa dependëncia. As vezes tenho recaídas… nesses momentos oro e peco forças a DEUS. Claro que é muito bom termos ao nosso lado pessoas que nos ajudem a vencer esses traumas e medo, além é claro de uma terapia, mas nem sempre encontramos pessoas tao sensíveis assim. Eu tive a sorte de encontrar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  14. tenho 37 anos sou casada vou fazer 22 anos de casada, nao trabalho e meu esposo esta em outra cidade a emprego e agora estamos distantes, pra mim esta sendo muito dificil, dependia dele p tudo, comer , beber , sair , dormir, faziamos tudo juntos e agora, parece q to sem chao, o ar, sem saber p onde ir, nao tenho vontade de tomar banho, comer, me arrumar p ficar bonita, sei que nao é bom p mim , estou vivendo em funçao dele e nao sei o que fazer, preciso de ajuda estou gravida de 8 meses e tenho q ter forças p cuidar da minha bebe, mas tenho q procurar um grupo de auto ajuda sei que preciso de tratamento p saber lidar com a distancia e aprender me amar mais e saber ama lo e nao amar demais. Tbm tenho DEUS na minha vida, nao tenho tanta fé p sair, mas ele vai suprir, dar forças so ele sabe das nossas vontades e ansiedades, e tem o poder de curar.

  15. Tenho 25 anos, tenho um emprego relativamente bom e quase formando na faculdade.
    Quando li esse artigo, quase que foi um colírio para meus olhos, tudo haver comigo
    eu nem percebi que esta assim, agora estou correndo para buscar ajuda, quero continuar
    isso já esta prejudicando toda minha vida e minha carreira. Quem quiser discutir assuntos relacionados pode me enviar email.

    • oi, vi seu comentário no post mas não identifiquei seu e-mail e estou respondendo por aqui. gostaria de debater mais sobre esse assunto pois cheguei a esse post tb procurando orientação.

      • oi sabrina lhe seu comentario e gostaria muito de saber mais sobre vc estou passando por algo parecido quem sabe podemos se ajudar deus esta no comando não podemos baixar a cabeça e deixar que pessoas façam de nos o que bem querem e sair se achando temos que achar uma saida e acreditar em nos mesmo que somos capazes beijos

    • Ontem uma amiga me disse que sou mt boa em mt coisa p ser tão dependente de namoro e ficar com pessoas que me fazem mal. Li este artigo e caiu como luva.
      Mas acredito que será muito difícil saber qual a causa disso e trata la.
      bjs

      • vivo sofrendo tambem com um homem q me trai muito vivo perdoando e sempre sofrendo com medo doe por um fim e sofrer mais vivo assim e muito triste meus filhos ja nao liga mais disem q gosto de sofrer mas so quem passa por isso e q sabe bjs boa sorte

        • ola marcia meu nome eh andreia tenho 30 anos eu tbm passo por isso ja a algum tempo ,eh muito dificil e soh quem passa para entender,,,eu queria muito criar coragen e dar um basta mas toda vez q me separo dele eu quase morro,,,,preciso de ajuda nem sei por onde começar,,,deixo aki o meu Email

          • Olá,Andreia me identifiquei com sua história,há muito tempo tento entender porque amo tanto o meu marido a ponto de aceitar tantas coisas que me machucam,somos casados ha 18 anos,namoramos por 05 anos ao todo estamos juntos há 23 anos,e pode acreditar ainda sou muito apaixonada por ele,só que ultimamente ele não me procura mais,a a gente quase nem conversa mais ,nada além dos problemas cotidianos,filho,contas,ele e´uma pessoa tranquila mais está tão insuportável a nossa convivência,além do mais o nosso filho não tem um bom relacionamento com ele,não sei o que fazer…ás vezes penso em deixá-lo mais tenho muito medo por mim e por meu filho,nem uma traição que descobri não me deu coragem de deixá-lo,perdoei,ás vezes acho que ele se aproveita desse amor tão intenso que tenho por ele,pois sabe que não tenho forças e condições de deixa-lo,não tenho com quem conversar e nem condições de começar uma terapia,pois com tanta coisa acontecendo ainda estou passando por sérios problemas financeiros,busco forças todos o dias para continuar…mais é tão difícil.

  16. Engraçado isso, a gente acha que é único e descobre um monte de gente parecido. Faz até a gente se sentir um pouco melhor, sabe, uma pouco mais normal.

    • É realmente assim mesmo, Patrícia. Pensamos que essas coisas são assim somente com nós, e que todos estão bem na vida emocional. Percebi agora com 46 anos que tive uma infância carente, você volta no passado e tenta relembrar como eram seus pais e todos à sua volta com você, e analisando os fatos eu verifiquei que pequenas coisas que faltaram me transformou num adulto inseguro. Acho que sou forte…mas não resolvo tudo sozinho…preciso de terapia.

  17. Olá… li este artigo e achei muito interessante. Já sofri com dependencia emocial por conta de problemas na infancia… situações mal resolvidas.
    Com o tempo aprendi que não tem como eu amar outra pessoa se eu não me amar primeiro.
    Um dos mandamentos da Bíblia é amar o outro como a você mesmo, e não amar o outro mais que você… quando deixamos de lado a nossa própria vida em função do outro, acabamos perdendo nossa identidade, ficamos desiquilibrados emocionalmente… não agragremos nada de bom a outros…e por consequencia acabamos afastando as pessoas.
    Concluo que primeiramente devemos descobrir quem somos, encontrar nosso valor e reconhecer isso. Quando eu sei quem sou, não preciso de aprovação de outras pessoas e me sinto mais em paz :D

    • uaal é isso que eu quero para mim. Como você conseguiu ? tudo que esta escrito no artigo, tudo tem haver cmg, tenho apenas 16 anos, não quero perder minha vida desse jeito. Preciso de ajuda .

  18. parabéns, adorei saber. Tenho problemas de infância. Tenho dependência emocional do meu ex namorado. É que ele é meu melhor amigo e nos conhecemos desde sempre. depois que terminamos nós voltamos a ficar, só que não deu mais certo por que ele foi estudar longe. Eu me tornei dependente quando a gente voltou a ficar. Eu me sinto vazia quando não consigo falar com ele, me da um desespero, e medo. Como se ele estivesse me abandonado. Mas eu não sinto necessidade de substitui-lo. É mesmo dependência?

  19. estou fora do pais , deixei tudo pra comecar uma vida aqui,com pessoa que amava, mas descobri uns email, estranhos ,no face dele,nao gostei, pois era de uma relacionamento com outra pessoa de meu convivio, fiquei assutada pois estou sozinha aqui ele esta em outro ,pais da europa, pedi esplicacoes , mas nao obtive , chutei o pau da barraca , e disse tudo que me deu vontade, o engracado e que ele nao desmentiu, e sim tentou consertar a situacao com a outra parte dizendo que foi um mal entendido, e comigo ,disse que quando chegar iria me bater, chamar a policia, eu sai da casa onde estava estou na casa de outra brasileira ,todos ficaram contra ele, agora ele ja comecou a dizer para outros , que e para voltar pra casa que tudo foi um mal entendido,e que pra cuidar do bar que temos. eu estou em frangalhos tenho passagem pra setembro, estou aguardando a chegada, para receber meu dinheiro investido nesse bar e voltar ao brasil, nunca fui tao humilhada em minha vida, ate pode ser que nao aconteceu nada, mas a atitude dele e que me feriu, nao me procurou pra dar explicacoes mas sim a outra parte foi a prioridade dele, eu sou apenas um cofrinho

  20. adorei o texto. Desde a adolescencia tenho esse tipo de pensamentos.
    Minha mae sempre foi muito amorosa, sempre fazendo reforço positivo.
    Sempre elogiando tudo que eu fazia bem.
    Se eu pudesse aconselhar as maes, diria pra fazerem isso mesmo. Minha mae sempre carinhosa e elogiando… meu pai sempre criticando. Hoje, adulta, tenho plena consciencia de que se eu tivesse sido criada só pelo meu pai, seria problemática. Se tivesse sido criada só pela mae, seria até mais segura do que sou.
    Já namorei gente insegura, dependente, ciumento… sinceramente, a pessoa assim deveria procurar ajuda, ler auto-ajuda, ler chico xavier, ler budismo, fazer terapia… enfim deveria buscar seu tratamento, pois esse comportamento destroi demais o relacionamento.

  21. As pessoas sempre me dizem que eu sou muito independente, muito segura e auto-suficiente.
    Eu escuto e nao falo nada. Posso até transmitir essa impressao, mas nem sempre estou me sentindo tão segura.
    Tbm tenho meus medos e receios.
    Mas meu segredo é que quando eu sinto medo de perder um namorado, ou um amigo, ou alguém, eu sempre penso:
    “Estou com medo, mas vou encarar o ‘medo’ nos olhos, cara a cara. O problema que me amedronta, vou olha-lo de frente, peito aberto e queixo erguido.Vamos ver se esse problema tem ‘peito’ de me encarar”

    E o maior dos medos que eu decidi encarar de frente, eu tinha 31 anos, foi o “medo da solidão”.
    Resolvi enfrentar, encarar essa condição.
    Tipo: não estou em liquidação, não estou aqui pra pegar premio de consolação.
    Estou aqui como um ser importante no universo, tenho uma finalidade aqui, um propósito.
    Se ninguem quiser me acompanhar na minha “estrada”, beleza, eu tenho pernas fortes e sei o caminho… rsrsr
    Se tiver que enfrentar a solidão, beleza, eu tô pronta pra pagar o preço.
    Claro que acompanhantes sao sempre bem vindos, ainda mais se tiverem propósitos parecidos.
    Recebo com amor.
    Mas se eu tiver que implorar, ou se eu tiver que vender minha alma (sacrificar minha paz, auto-estima etc) pra ter alguem ao meu lado… nao preciso de ninguem nao.
    Muito ajuda quem nao atrapalha.
    Nada me fez mais bem do que esse sentimento. Sinto que respiro isso todos os dias, há muitos anos. Nao tenho medo da solidão.
    aliás, tenho observado que ninguem fica sozinho quando tem amor no coração.

    parabens pelo texto do site.
    drasvc@gmail.com

  22. Comecei a fazer terapia quando não aguentava mais minha situação emocional. Mesmo sem saber que era uma dependente, cheguei na analista e pedi ajuda para parar de sofrer.Hoje, depois de 2 anos de tratamento me sinto muito mais confiante e descobri coisas na minha infância que me fizeram ser tão dependente emocionalmente. Quando encaramos nosso problema, podemos transforma-lo. Ficamos cegos numa relação destrutiva pelo simples fato de não confiarmos em nós mesmos. Amar mais o outro mesmo que te faça sofrer não é mais fácil que descobrir a amar a si próprio primeiro. Todos temos que iniciar essa transformação pois é um ciclo muito doloroso. O que me ajudou também foi o mantra budista NAM MYOHO RENGUE KYO. Procurem saber mais a respeito. Este mantra evidência a sua mais elevada força, seu estado de buda! Experimentem, mas junto com uma boa análise. Sugiro a Reichiana. Tudo dará certo! Acreditem e transformem este carma.

  23. Realmente é bom saber que somos normais embora tenha pessoas que nos considere anormais! Á uma semana resolvi procurar ajuda ja que há mais de um ano e meio sofro com uma relação problemática. Dependo emocionalmente dele que as vezes chega a doer mas agora com a psicoterapia a com fé congregando certinho irei vencer essa barreira!!!

  24. Sou casada há dez anos o amor virou amizade… depois que tive minha filha parece q as necessidades de casal foram todas supridas.. n tenho mais vontade de ter vida a dois…. vivemos como dois amigos e tenho pavor quando ele me toca… parei de trabalhar para ter minha filha agora vivo isolada dentro de casa n consigo ter reação pra nada… n tenho vontade se quer de ir a rua… tenho medo de ver pessoas olhar para elas, conversar não sei mais. Gostaria de me separar mas parece que se eu fizer isso n vou dar conta de me cuidar e cuidar da minha pequena… quando tenho que resolver alguma coisa ligo pro meu marido para ver o que acha e sempre é a vontade dele prevalece parece que n tenho vida própria… o que faço?

    • Sabrina,você precisa parar de se colocar na dependência do seu marido.Se esse casamento não te faz bem,melhor você se separar,cuidar de sua vida e criar a sua menina normalmente,pois depender de opinião dos outros não leva a nada.

    • oi sabrina.eu senti a mesma coisa .quando minha filha nasceu .,mais eu resolvi ,mudar ser feliz. pra poder.fazer minha ,filha feliz .

      por isso resolvi deixar meu marido .um casamento de seis anos ,sofri pir que eu era dependente dele vivia a vida com o que ele queria que eu fissese ,mais .amor pela minha filha foi mais forte .,sai de casa .e hoje sou muito feliz .com minha princesinha .ate tenho amizades que jamais pensei em fazer mais agora estou muito feliz .
      E tomara quevc tbm seje boa sorte .,,!!

      • OLA ! VEJO MUITOS CASOS AI SOBRE MULHERES , MAIS EU PASSO POR COISA BEM PARECIDA SE NAO IGUAIS , SINTO QUE M7NHA ESPOSA SO TA COMIGO POR CAUSA DAS CRIANCAS NOSSOS FILHOS , JA ERREI MUITO COM ELA E ELA COMIGO , SINTO QUE ELA NAO ME AMA MAIS .TENHO 9 ANOS DE CASAMENTO JA ERREI MUITO MESMO ACHO QUE ATE DE MAIS , MAIS ELA TB DEU UMAS PISADAS FEIA NA BOLA ,MAIS TUDO ISSO PASSOU GRACAS A DEUS ,MAIS CINTO QUE SOU DEPENDENTE DELA NAO COMSIGO FAZER NADA SEM ELA E SE SAIU COM ELA OU ALGUNS MOMENTOS QUE TEMOS A SOS SEM NOSSOS FILHOS SINTO UE ELA NAO ME TRATA COMO UMA PESSOA QUE ME AME VERDADEIRAMENTE .
        ESSAS COISAS NAO ACONTECEM SO COM MULHERES ,COM HOMENS TB ,NAO SEI SE SOU FRAGIL COMO HOMEM MAIS TENTO SER FORTE OU PELO MENOS FINJO SER FORTE.
        PRECISO DE AJUDA GOSTARIA QUE MINHA ESPOSA ME AJUDASSE ,EU CONVERSO COM ELA FALO MINHAS NESSECIDADES O QUE ESTOU SENTINDO MAIS NAO OBTENHO RETORNO , TENTO FAZER DE CONTA QUE NADA ACONTECE COMIGO MAIS FICO ME SENTINDO MAU ,AS VEZES NE DURMO .
        SOU MUITO ESPERIENTE EM RELACIONAMENTO MAIS MINHA ESPOSA E A MULHER DA MINHA VIDA E NAO CONSIGO ER FELIZ COM ELA MESMO TENDO A CERTEZA QUE ELA E INHA METADE .
        MEU CONTATO :

        DESDE JA AGRADECO

        FOI SO UM DESABAFO

        ………..

  25. me identifiquei muito com esse artigo…não consigo fazer nada sem meu companheiro,gosto da opinião dele pra tudo…não só a opinião mas não faço nada se ele disser que não vai dar certo ou não me apoiar,ou seja,sou completamente dependente dele…nao faço nem um curso sem ele,não consigo..me sinto incapaz de tudo sem ele…preciso de ajuda d+ ate..

  26. Sofro diariamente com isso. Sinto uma dependencia enorme de alguem do meu lado. Quando meu pau faleceu, tinha minha mae como minha posse, nao a deixava fazer nada sem que eu tivesse. Mas logo em seguida, comecei a namorar. Ja faz 4 anos que estou num relacionamento que dependo totalmente dele, Parece que quando ele nao pode estar comigo, nada faz sentido. Gostaria muito de poder ter eu mesma de volta. Tudo que eu faço, é para ele, e quando eu nao sinto ele presente, me sinto só,triste e abandonada. Nao sei mais o que fazer.

  27. Sinto esse sentimento,estou em um relacionamento de 2 anos e sinto-me muito dependente,estou quase pensando em suicídio.
    Já tentei e tento procurar a Deus,mas essa dependência dela não me deixa em paz,queria ser de volta o que eu era,me amar mais e fazer planos para mim sem sentir esse sentimento que me machuca.
    Não consigo ficar longe dela e ela parece que nem liga,se o namoro terminar ou não,acho que devo procurar pessoas e fazer novas amizades.

  28. tbm sofro muito com dependencia emocional, sou uma mulher madura, bem sucedida , independente financeiramente, pois atuo a 15 anos numa empresa com cargo de chefia. Finjo ser forte, bem resolvida, porém é tudo fachada. Atualmente vivo um romance com um rapaz bem mais jovem, e muito simples, estou apaixonada por ele, para piorar a situação ele tem companheira e um filho pequeno. Não tenho expectativa que ele fique comigo, na verdade não qro isso, não qro interferir na vidinha dele, só qro que esteja comigo qdo sinto falta dele. Ele me trata com muito carinho, respeito, diz que me adora! Mas confesso que não é uma situação confortavel. Atualmente só vejo graça na vida qdo estamos juntos, ou qdo nos falamos enfim…preciso de ajuda…se alguem vive uma situação parecida com a minha, podemos conversar…Regina vc pode me ajudar??

    • ola mary, ,vivo uma situação parecida com a sua, so que é com uma mulher, isso mesmo, sou lésbica,me apaixonei por uma moça que já tem outra pessoa, mesmo assim fico com ela,,,já tentei sair da relaçao mas nao consigo. ela é casada, tem uma otima condição financeira , mas diz que me adora. porem não consigo ser feliz. Fico bem quando estamos juntas, alias temos ate muito tempo juntas, mas o fato de saber que ela tem alguem, e que não tenho nenhuma chançe de ficar somente com ela , é pessimo. Ela sempre foi sincera desde o inicio, eu é que embarquei nessa, me arrependi ,,quero sair mas não consigo ela é maravilhosa, me ajuda muito em tudo, mas mesmo assim sou insegura, dependente, ciumenta, e muito infantil…Sei que vou perdê-la tambem mais dia menos dia,,sempre é assim. Quando começo a exigira atenção demais é o fim.. sofro demais, queria ser mais madura nas relações, queria ter mais amigos, ter um foco na vida, ser bem sucedida,,,acho que esse vazio é que me deixa assim tão dependente,,,

  29. ACORDEI PROCURANDO AJUDA PARA MEU FILHO DEPENDENTE A TRES ANOS POR COCAÍNA, JÁ ESTEVE INTERNADO E FAZ TRATAMENTO COM UM PSIQUIATRA MARAVILHOSO, FAZ FACULDADE DE ODONTO E TEM TUDO PRA DAR CERTO, SOU SEPARADA E O PAI DELE NÃO BUSCA CONHECIMENTOS SOBRE O ASSUNTO E E AINDA ME CRITICA QUE NÃO CUIDO DELE QDO TEM AS RECAÍDAS.
    O QUE POSSO FAZER PARA AJUDÁ-LO, FINANCEIRAMENTE O PAI DEIXA A DESEJAR; SEI QUE TENHO QUE LEVÁ-LO A UM TERAPEUTA OU PSICÓLOGO’, ME DESESPERO PORQUE SEI QUE ELE TEM CONDIÇÕES DE VENCER. ME AJUDEM, POR FAVOR

  30. Tenho 37 anos de idade e nunca tive muita sorte em meus relacionamentos. No ultimo que tive, minha ex terminou o namoro em um momento dificil para mim, o que me deixou ainda mais abalado. Ate ler este texto estava muito aborrecido e me sentindo por demais solitário. Mas percebi que este meu sentimento de tristeza em verdade parece ser mais esta dependencia emocional, pois quando estavamos juntos eu não era tão feliz assim, a ponto de me causar esta tristeza que ate hj eu sentia. Vou procurar ajuda de uma amiga psicóloga e procurar me tratar desta dependencia. Com a ajuda dela e claro, a de Deus, vou apreender a lidar mais com meus sofrimentos. Assim, aprendo a gostar mais de mim do que dos outros, não correndo o risco de quando ser abandonado sofrer tanto assim pela separação. Muito obrigado pela postagem, realmente muito interessante.

  31. Vivo numa dependencia emocional dessas de acabar com uma pessoa agora pouco perdi uma vó q era tudo p mim,notei q a dependencia emocional só piorou meu casamento já não vale mais apena ele tem um caso ja de anos e eu fico nessa,já separei passei um ano e numa recaida mais forte voltei,hoje estou infeliz,e com muito medo de ficar sozinhade novo,de não refazer a minha vida tenho 2 filhos e não tomo nenhuma atitude as veses mim odeio por não reagir sei o q teria q fazer e não tenho a coragem ja não tenho vontade de mim arrumar,saiu de qualquer jeito,nem um batom as veses até o perfume esqueço de colocar,gostaria de saber se o tratamento p dependencia emocional é só terapia ou com medicamentos.Preciso de ajuda!

  32. Tenho 28 anos, e tive uma namorada na minha adolescencia, e mesmo sabendo que ela só ficava comigo por pena, eu preferiria acreditar que ela me amava, mas aos poucos fui percebendo que ela só me usava, e estava comigo porque ela estava na pior. e o pior é que os outros me avisavam, mas eu não queria dar bola, achava que estavam com inveja de mim. e de repente, ela começou a me tratar com indiferença nem ao menos eu saber o porque. até que um dia, eu a vi com outro rapaz o beijando na boca, e confesso que não acreditei, mas aos poucos fui entendendo que ela só me usou, e quando estava numa boa, nem lembrava mais de mim. mas o pior que quando ela brigava com o namorado, ela me procurava, e mesmo sabendo que ela só estavá me usando, eu ficava que nem um bobo por ela. faz 10 anos que não a vejo, mas mesmo assim, mesmo sabendo que ela se casou, e teve filhos, continuo apaixonado por ela, e se ela me propor que eu fosse amante dela(o que eu acho dificil acontecer), pior que eu aceitaria, mesmo sabendo que eu ia sofrer por isso. eu preciso tirar ela da minha cabeça, e do meu coração, mas não consigo. preciso de ajuda!

  33. Meu Deus! Estou muito assustada com o que acabei de ler… Parece que o texto foi escrito baseado na minha história… Ontem meu namorado conversou comigo e me abriu os olhos para algo que eu nunca tinha notado: SER UMA PESSOA DEPENDENTE EMOCIONALMENTE! No meu caso, não apenas dele, mas, muito mais da minha família, não faço NADA, não tomo atitudes alguma se não tiver a aprovação, a aceitação da minha família, sempre me preocupo com o que eles vão achar se eu tomar minhas próprias decisões e por acaso vir a dar errado… Fico com medo de eles não mais me apoiarem… Com esse medo todo, acabo não tomando minhas decisões, automaticamente, não vivendo a minha vida, e deixando sempre que minha família a viva por mim, decidam o que vou fazer, e o que será melhor pra mim… Esse problema é tão grande, que meu namorado ontem veio me dizer que desse jeito não dá pra continuar, que pareço ter 15 anos e que ele não está disposto a continuar um relacionamento com alguém que não sabe nem tomar suas próprias decisões, que ainda é extremamente imatura. Gente, estou desesperadaaaaa. O que faço???

    • Tbm vivo a msma coisa, deixo minha familia decidir tudo por mim, despolis eles acabam brigando cmgo por eu nao decidir sozinha, sendo q desde q eu era criança ,tudo tenho q ter a aprovação decisão deles,pois eles sempre me deixaram no mundo fantasia q vou ter eles smpre decidindo tudo e q nao preciso de mais niguem,por isso quaze nao tenho amigo meus relacionamentos duram pouco sou mto anti social , :(

  34. sou diagnosticado dependente emocional e sempre muito doloroso saber que o tempo todo vc tem que estar ligado para não sofrer mais que preciso para não se anular e saber que amo de forma errada e patologica e viver em eterna vigilância. fabio

  35. sou diagnosticado dependente emocional e sempre muito doloroso saber que o tempo todo vc tem que estar ligado para não sofrer mais que preciso para não se anular e saber que amo de forma errada e patologica e viver em eterna vigilância. fabio

  36. Este artigo foi perfeito e reflete o que ocorre com muitos homens e mulheres da nossa sociedade moderna, temos tantos afazeres nesse dia a dia corrido que não sobra tempo para nos expressarmos. Tenho 22 anos, sou filha de mãe solteira, sempre vivi com ela e com minha avó, a poucos meses conheci o meu pai biológico. Sempre fui uma excelente aluna e com 15 anos conheci uma pessoa que a época tinha 33, era segurança, recém separado, e usuário de drogas (maconha, cocaina, maconha e crack – Mesclado, e bebida), acabei criando uma dependência dele,não fazia mais nada além de estar ao redor dele, acabei indo morar com ele por alguns meses e devido ao ciume doentio que ele tinha parei de estudar, passei um sufoco, entre agressões e afins, depois disto terminamos e …… conheci outra pessoa, tive um relacionamento que durou cerca de 7 meses, terminado pois nos viamos todos os dias… Fim deste relacionamento no final do ano passado vindo de uma entrevista reencontrei um amigo e ficamos, e ficamos denovo e estamos namorando desde então. Ele é bonito, chama muito a atenção e tenho um ciume excessivo, eu sou estudante do curso de Direito, quando o conheci trabalhava em uma seguradora e estudava, agora apenas estudo, PAREI DE TRABALHAR E NÃAO VOLTEI PARA FICAR AO LADO DELE, todos os dias busco ele na volta do trabalho, ficamos durante a tarde e a noite ele estuda, ultimamente as brigas são frequentes, não me sinto amada o quanto deveria em certos momentos, faço tudo para ele … desde lavar roupas,limpar a casa e emprestar meus cartões, mas parece que não é suficiente …. PRECISO DE AJUDA, PRECISO ME ENTENDER, POIS TENHO A NECESSIDADE DE APROVAÇÃO ALHEIA NÃO SÓ DELE MAS DA MINHA FAMILIA. PRO FAVOR AJUDEM NÃO AGUENTO MAIS TANTAS BRIGAS E ESTE SOFRIMENTO E CONFRONTO COMIGO MESMA POR UM AMOR SEM MEDIDAS

    GRATA….

  37. Dra Regina

    Desde os 15 anos sou depressiva, meus relacionamentos nunca deu certo, no meu atual sou totalmente dependente do carinho, da atenção, se não me liga cobra, e quando estamos bem eu fico bem, se briga, fico mal e sempre quero morrer, tenho esse pensamento há muito tempo,não vejo graça na vida, sou dependente dele pra ser feliz, mas sei q sou eu q tenho q ser feliz, mas não consigo, realmente eu prefiro morrer, eu sou dependente de elogio,carinho e atenção e quando não tenho eu choro sem parar, fico depressiva, tomo remédio pra dormir pro tempo passar logo (rivotril e fluoxetina). O que eu faço? qual o primeiro passo? por favor, me ajude!

  38. Eu tenho 28 anos, namorei por cinco anos uma rapaz 3 anos mais novo e me dediquei a essa relação integralmente.Ele usava maconha, tivemos muitos problemas por conta disso e eu condicionei a minha felicidade ao fato dele parar com isso, imaginava que somente seria feliz no dia em que ele parasse e enxergasse toda minha dedicação.Levei ele para morar na minha casa, minha familia acabou descobrindo o q ele fazia e nos separamos; ele foi morar sozinho e eu continuei dando a ele toda assistência, lavava, passava e cozinhava para ele, o ajudei a comprar um carro, auxiliava com dinheiro e assim foi por mais ou menos 9 meses após a nossa separação. Ele, após insistir muito para que voltássemos, começou a namorar outra moça, pouco mais de uma mês terminou com essa, deixou a coitada aos prantos pedindo para voltar e está com outra de 17 anos, segundo ele essa última chegou no coração dele onde ninguém havia chegado, trocou todos os telefones dele e disse que quer cortar todos os vínculos comigo.Afirma ter parado com o vício por causa dessa menina e faz questão de jogar na minha cara todas as vezes que ainda fala comigo, que não voltamos por minha culpa e que hoje ele é um homem de verdade, e por ela parou com os vícios.(ou seja fez por ela tudo o q passei todo o nosso relacionamento pedindo que fizesse).Essa atitude dele está acabando comigo, oscilo momentos de profunda vontade de falar com ele, uma vontade tão grande que chega a beirar o desespero, em outros momentos sinto tanta raiva que chego a ter vontade de matá-lo…Sei que um dia isso vai passar, mas por enquanto só posso dizer que ainda não tinha experimentado uma sensação tão ruim assim, minha vida hoje se resume em dormir até bem tarde, ir trabalhar no período da tarde e atravessar noites na internet, não tenho vontade de fzer mais nada…Passo o resto do tempo a pensar: – Será que ele vai ser feliz depois de tanto mal que fez?E eu, será que um dia vou me perdoar por ter vivido esse relacionamento sozinha tanto tempo?

  39. de tudo o q eu li aqui, eu tenho um pouco. estou em um relacionamento a 4 meses. ele quase não me beija, sexo ja tem duas semanas q não fazemos. em 2004 conheci um rapaz ficamos juntos durante 4 anos, nesse periodo ele me bateu inumeras vezes, sou cheia de cicatrizes. mais achava q amava ele. hoje eu me pergunto pq me sujeitei a tudo isso e pq estou nesse relacionamento atual? eu sou independente, tenho varios amigos, pessoas q gostam de mim de verdade, tenho meu trabalho… em fim eu não preciso me submeter a tudo isso, mais não tenho forças para ficar sozinha. eli

  40. Tenho um filho de 2 aninhos, e minha vida conjugal está um tormento. Porém não consigo me imaginar longe dele, penso em não me divorciar por causa dele. As vezes acho que só minha mrte pode alentar isso.
    Não sei o que fazer, não guento mais chorar.

  41. Realmente , descobri que sou dependente emocional. Estou sempre precisando conversar, falar de mim. Sempre buscando dar conselhos ou ate mesmo tendo a necessidade de falar algo com alguem , estar certa em alguma coisa.
    Essa dependencia me faz mal , pois acabo sufocando , amigos , esposo, colegas de trabalho, familia , alunos etc.
    As vezes quando estou sozinha , me sinto mal e ansiosa ,por estar com alguem . tenho até mesmo “taquicardia “

  42. Olá, me identifiquei muito com esse artigo e com todos os comentarios feitos de pessoas com problemas igual aos meus, estou passando por uma fase terrivel em minha vida, sou noiva, mais meu relacionamento esta pessimo, o que eu sei fazer é só chorar e chorar e me humilhar, aceitei tipos de violencias que eu sempre achava um absurdo alguem que se submetia a esses tipos de coisas. Não sei mais o que fazer, preciso de ajuda mesmo, hoje tive a plena certeza que preciso de tratamento para voltar a viver!!

  43. Oi, tenho uma grande dúvida sobre o assunto: eu tive muito amor na minha criação, fui até superprotegida pelo meu pai e de certo modo, ainda sou um pouco. Tenho muitos medos e sinto uma enorme dependência emocional do meu namorado, que é muito bom pra mim e às vezes me sinto rejeitada por ele, mas acho que o sufoco, mas é como se nada que ele fizesse fosse suficiente. Ele se sente triste com isso e eu frustrada porque gostaria que ele pensasse como eu. Ontem tivemos uma discussão e cheguei a conclusão que eu estou muito apegada a ele e a nossa relação, coloco muitas expectativas e cobro muito dele que ainda não tem uma situação financeira estável. Eu não consigo viver o agora plenamente e me preocupo demais com o futuro tanto profissional como na relação com meu namorado. Eu não consigo sair sozinha com meus amigos, pois como vejo meu namorado somente aos finais de semana, quero estar com ele nos dias que posso e se meus amigos não podem estar conosco, eu dispenso suas companhias. Acredito que já perdi alguns amigos por isso, que se sentem excluídos da minha vida, embora eu sempre convide para as coisas mas eles aparecem raríssimas vezes e nunca me chamam pra nada. Gostaria de me desapegar mais mas ainda não sei como fazer isso. Nossa relação é estável e boa, porém eu desenvolvi um comportamento um tanto doentio e gostaria de saber se isso pode ser dependência emocional. Todos os relacionamentos que eu tive eu cobrava muito das pessoas e acho que se sentiam pressionados e tínhamos muitas incompatibilidades e tive algum parceiro duvidoso e mau caráter, mas isso há muito tempo. Pode-se desenvolver esse problema com alguém que foi “bem criada porém superprotegida” e que vive uma relação estável e confiável?

  44. As vezes a vida nos traz situações inesperadas, onde temos que lidar com nossas dificuldades ou nos escondermos atrás dela … terminar um relacionamento que aparentemente esta bem, não é tarefa fácil … é como se nos jogássemos aos leões por vontade própria, é como se nos jogássemos de um abismo sem saber se sobreviveremos à queda…
    Ser dependente é achar que o outro sempre esta certo e que ele tem mais maturidade, mais competência, mais razão, mais beleza … e que se nos desvincularmos dele estaremos fadados ao fracasso emocional, profissional e pessoal … que provavelmente estamos velhos para poder ser interessante para outra pessoa, e que ficaremos sozinhos para o resto da vida … sem amor, sem dinheiro, sem os pais que morrerão em breve, sem os antigos amigos em comum, e ninguém dará espaço para alguém adulto e separado e muitas vezes “depressivo”…
    Acredito que este pequeno resumo de medos do dependente, congele seus comportamentos e decisões, seus afetos são compactados num ambiente intocável, pois se acessá-lo, corre o risco de tomar decisões e… isso é terrível, tenebroso, é a morte para o dependente…
    Eu estou prestes a me jogar de um precipício. Um precipício obscuro e desconhecido, onde nunca pensei me jogar … estou com muito medo e tenho feito força para não desistir, mesmo sabendo que posso ser destruído por isso … Acredito que só assim conseguirei sentir tudo aquilo que me assombra nesta vida e… que quero que acabe antes que meu tempo nesta vida termine …

  45. Meu Deus! Lendo isso acabo de perceber o quanto sou dependente emocionalmente. Sempre tive esse problema mas nunca parei p pensar, achei q fosse meu jeito, algo normal. Desde pequena, nunca consegui me sentir amada, tanto pelo fato de minha mãe não me dar amor, carinho e quanto por descobrir q quem eu achava que era meu pai na verdade não era. Descobri que meu pai biologico era outra pessoa, sem contar que os dois me abandonaram, e minhas irmãs sempre jogando na minha cara que não era p mim ter nascido. Enfim, passei por muita coisa dentro de casa que me afetou muito e sou depressiva desse jeito. Foi daí que surgiu minha dependência emocional. Hoje, tenho 18 anos, tenho um namorado, e sou completamente dependente dele, vivo por ele. Qualquer briga, ou ameaça dele de querer terminar acaba comigo e eu fico sem chão. Sinto que ele me ama, mas nao demonstra da forma que eu espero, se eu fico longe dele, sinto q ele não da a mínima e mando mensagens toda hora e fico muito mal… e quando estamos juntos, eu sinto q ele nao me da a devida atenção. Ja faz 7 meses que estamos juntos mas nao me sinto feliz, mas tambem nao consigo me imaginar sem ele, mudei muito por causa dele, deixei de fazer muitas coisas ate de ver minha melhor amiga por causa dele. Ela ate me diz que sou muito submissa, com ele e com minha família. Necessito do carinho, atenção e elogios dele. Eu nao sei .ais o que eu faço, realmente não sei e preciso de ajuda.

    • Sei o que é isso. É incrível essa dependência. Não sei mais o q fazer também. Já me superei em comportamentos adequados e em comportamentos péssimos. Minha identidade já perdi. Vivo por ele. É muito chato. Tenho consciência disso, mas não consigo me desvencilhar dessa dependência. Parece q gosto de sofrer mesmo. Me cobro por uma atitude mais independente e adequada e quando não consigo, me cobro mais ainda, É um saco. Uma avalanche.

  46. eu sou muito ciumenta e não tenho comdiçoes financeiros pra poder mim trata já tentei de todos os jeito não comsigo mim comtrola eu sei qui isso e uma doença nós briga todos os dia por tudo só morra eu e ele não sou feliz no casamento já pensei em mim mata e mata ele eu não era assim fiquei assim depois qui conhecie ele tenho ciúme até de ele usa um perfume fazer uma barba eu já acho qui ta se arrumando pra outra não imagino meu marido conversando com outra mulher ou mesmo da uma carona eu acho qui se eu ver eu morreria por favor mim ajude ele não aguenta mais meus ciúme e nenhe eu

  47. Quero compartilhar com vcs a experIencia que tive, namorei dois anos um homem muito bacana,eu o amava,mas ele era emocionalmente muito confuso, com um ciume doentio de mim estava me ferindo,por isso decidi terminar o relacionamento, foi muito difícil, mas como a minha vida pertence a Deus, eu sei que Ele me sustenta e cuida de mim. Um abraço à todos, e confiem em DEUS.

  48. Bom, eu quando comecei a me sentir abalada por um sentimento que queria tomar conta de mim, observei a situação em que eu me encontrava, e vi que tinha familiares que me amavam e que me amam, estava em um relacionamento que a única pessoa que estava desfalecendo nosso relacionamento era eu mesma com meus pensamentos de ciúmes, de sentimento de perda, de auto-confiança, sendo que ele queria me ajudar mais eu me sentia angustiada, sempre querendo mais e mais dele, cobrava muito, e percebi que eu estava querendo tomar conta dele,queria contato com ele todos os dias umas 5 vezes por dia, se falasse poucos minutos no telefone eu me sentia triste,me perguntando o porque não ficar horas comigo,pensava que ele estava desgostando de mim,até que eu resolvi conversar com ele sobre este assunto, e mostrei a ele que eu estava desconfiada de tudo, me sentindo mal todos os dias, e foi ele quem me ajudou porque eu passei a falar com ele para continuar me amando, mais para me deixar um pouco de lado para que eu pudesse estabelecer na minha cabeça que o que importa antes de tudo é o sentimento que eu sinto por mim mesma. Hoje estou revigorada, sou uma mulher melhor,não estou triste e nem dependente dele pra nada, sei até onde posso ir, estou com ele 2 anos e 3 meses e sinto nosso relacionamento bem melhor,pois não brigamos mais desde o dia em que eu tomei essa atitude que partiu de dentro do meu coração.

  49. Eu sofro diariamente. A minha infância. N tive pai e a mãe q Eu tenho lógico Ela mi amar muito dar a vida por mim. Mas n tenho carinho dela. Ai procuro Em minhas companheiras, ai quando vem um fim d um relacionamento Eu sofro. Meu autoestima caí. Sofro choro muito. Mas tenho Deus a cima d Tudo e q nunca mi deixou Em cair Em tentação d mi fazer algo a mim mesmo. WElder

  50. Tenho 39 anos, e ja passei por algumas decepçoes amorosas, hoje madura e em um relacionamento estou quase a ponto de acreditar que amor só o nosso por nós mesmos, eu sou carinhosa,nem melosa nem ciumenta, valorizo quem esta comigo, agrado a pessoa faço o melhor, mas tenho sentido que preciso de carinho p me manter bem com a pessoa, meu relacionamento mais duradouro foi de 13 anos, terminei pq nao sentia q a pessoa não retribuia o carinho q eu dava, enfim, me senti carente e fui viver minha vida, nao encontrei nenhum homem a altura do que penso ser bom p mim, estou triste e tentando achar uma soluçao p isso, afinal criei vinculos c essa pessoa e nao gostaria d terminar por falta de uns cafunés.foi bom falar aqui e dividir c outras pessoas a experiencia,força a todos os carentes de plantão.beijosss

  51. EU SABIA QUE EU ERA UMA PESSOA DEPENDENTE EMOCIONALMENTE. LENDO ESSE ARTIGO SÓ TIVE A CONFIRMAÇÃO. SOU TÃO DEPENDENTE DE UM NAMORADO QUE TENHO DEPRESSÃO DE TANTA CARÊNCIA. JÁ TEM MAS DE DEZ ANOS QUE NAMORAMOS E NESSES DEZ ANOS JÁ SOFRI DE MAIS. JÁ TENTEI ME LIVRAR DESSE SENTIMENTO MAS NÃO CONSIGO, PRECISO DE AJUDA URGENTE.

  52. oi meu nome é vicente tnho 32 anos eu tenho mta depedencia emocional conseguir acabar c 2 relacionamentos d forma imatura por extrema carencia hj sofro c os erros q cometi e gostaria mto d conversar a respeito sou do RJ.

  53. Meu nome é Priscila tenho 19 anos, e há quatro anos sofro com essa ” dependência” de colocar meu namorado como centro de tudo, já passei por 2 relacionamentos e desde o primeiro colocava o parceiro como prioridade na minha vida, hoje namoro e mesmo tentando controlar essa mania vejo que não consigo. Esse texto mostra claramente o como sofremos e o que passamos quando dependemos de alguém, eu quero fazer diferente e preciso mudar, porque eu fico me imaginando daqui uns anos quando eu for constituir uma família não vou poder continuar nessa dependência por que afetará a vida do meu filho(a), preciso de ajuda e com certeza vou atrás disso .

  54. sou uma dependente do ex namorado, já voltei várias vezes pensando que poderia ser melhor mas só fiquei na mesma, só que ele tem muitas coisas que me atraem isso absorve ainda mais minha mente, acho que não encontrarei outro igual apesar de todos os defeitos que tem. Penso que o amo, mas já começo a entender que é mesmo dependência. É muito cruel, ser dependente querer alguem que não dá certo e que acaba nos usando como estepe. e o que é pior com o nosso consentimento, triste. Situação que oscila entre momentos lindos e tb momentos muito ruins, não dá pra ser feliz pela metade.não dá pra suportar um relacionamento assim. Sem segurança, sem comprometimento, só pra passar momentos, pois na verdade o outro não te quer de verdade, ele só está com vc. por um momento.

  55. Olá, sou Valéria e também me identifiquei com essa situação, porém não quero mais que isso continue, pois acredito que posso ir mais além e esse tipo de situação só tem me feito sofrer. Passei por uma série de coisas em minha vida muito traumatizantes que não vale a pena citar, mas que contribuíram pra me tornar assim. Só quero que isso acabe. Como posso fazer pra que isso aconteça?

  56. Oi, Vicent…também sou do RJ… já sofri bastante…até perdi as contas(tive muitos namorados) e todos foram mal-sucedidos creio que por imaturidade e infidelidade dos meus ex…Estou mal, na fase de não acreditar mais nos sentimentos de ninguém…sou evangélica e venho pefindo forças a Deus e ajuda com terapia. Não se desespere!Abraço

  57. é hoje tive uma BRIGA DAQUELAS COM MEU ESPOSO. briga essa idiota por conta de ciume o magoei muito e acabo arrasada tb, tudo por causa de um descontrole emocional e possessivo. Mas isso vai sair de mim em nome de Jesus Cristo, este sentimento de posse, procurarei a partir de hoje um psicologo e tentarei me desvincular dele o quanto antes. Sei tb que nesse processo Deus me ajudará muito paralelo a tudo isso, pois ele é o meu criador e sabe tudo de mim, estou pedindo a Deus, para me ajudar. acredito que já está me ajudando vendo no que estou meida, em meus proprios sentimentos. oração do dia: PAI AJUDA-ME, MAIS UMA VEZ! AMÉM

  58. Desde o meu primeiro relacionamento eu percebi que havia algo de errado comigo ou com o meu jeito de ”amar”. Cheguei ao ponto de anular escolhas e oportunidades que tive ao longo de meus quase trinta anos em detrimento de paixões que sempre, sempre foram rompidas pelo o outro e devido à minha dependência emocional. E vivendo essas experiências destrutivas e desgastantes, comecei a me interessar pela leitura de autoajuda, principalmente na Internet. Até que mergulhei de cabeça nesse universo. De fato, me ajudou bastante e com meu próprio mérito consegui detectar onde estava a raiz do meu problema: é que na verdade eu sofri um trauma, trauma este que foi causado pela separação dos meus pais, quando eu tinha quatorze anos. Eu nunca superei. E foi mais difícil ainda lidar com a rejeição dos mesmos em relação à mim, quando se casaram novamente com seus(as) atuais companheiros(as) e me deram a responsabilidade de viver sozinho quando minha idade vinha avançando. E desde então, percebo que sempre que entro em um relacionamento amoroso, já entro com o pensamento no término. Vivo na desconfiança de ser trocado, rejeitado, humilhado. É um sofrimento constante com o qual tenho convivido nos últimos anos e em todos os meus namoros. Mas eu acho que agora realmente é a hora de procurar uma ajuda especializada. Adorei o artigo!

  59. O final do artigo descreve totalmente o meu ex, são as falas dele, como ele demonstrava se sentir e o que ele fez ao término do relacionamento!

  60. Tive um relacionamento de dependência, fiz terapia um ano e melhorei bastante. Aconselho a procurar um Psicologo que é um personagem principal na busca pela melhora considero dependência uma doença.

  61. OLA tbm sou assim, percebir q tenho essa dependencia emocional, nunca procurei ajuda tento descobrir o motivo, talves seja por nao ter tido uma precensa de meu pai, n sei bem se e isso, hoje eu tenho 40 anos e estou envolvida com um homem de 60 q o mesmo tem dois filhos pequenos um de 2 e de 5, em 2 ezes no mes ele os pegam para o final de semana eu mi sinto mal e insiumada pois quando ele estar com com os filhos n pode mi ver pora evitar problemas com a ex, mas quando chega o final q estamos juntos quero estar sempre colada recebendo carinho ou ate mesmo dando a ele tudo q tenho penso q ele vai me retribuir mas nao , ele e totalmente frio da carinho quando ele quer e dai mi sinto mal, sinto a necessidade de querer estar sempre ao lado dele mas ele nao, quando estou so n tenho vontade de nada, so do trabalho e para casa, e quando estamos juntos ja mi sinto bem , mi sinto segura e muito mais, moro em outro país e dependo dele pra quaze tudo, fui casada e agora separada, nao tfnho muitos amigos e nem familia aqui , mi sinto praticamente so e ja tenho 2 anos com ele eu moro so e ele tbm, o problema e que ele nao se decide o que ele quer, dai o tempo passa e aceito as coisas como sao por medo de perder o que ele faz por mi em questao de mi ajudar em tudo q preciso, e quando fala q n pode fi o mal e mi ponho triste, n quero isso na minha vida o que faco?

  62. ola galera boa noite amei o artigo e os comentarios de todos axei q so eu tinha esses poblemas emocionais mas percebo q muintas pessoas sofre com isso.no meu caso ja fui muinto depente emocionalmente mas depois do uma certa idade ja nao sou mais assim tenho 39 anos to em um relacionamento de 6 anos ele tem 38 anos vivemos em estados diferente porq ele trabalha la nosso relacionamento esfriou muinto por conta disso eu ate ja quis separar mas tenho pena dele porq ele e muinto dependente emocionalmente fala se nos separar a vida dele
    acaba e sem mim a vida nao tem graca.eu gosto dele mas nao e desa forma doente as veses quando ele ta aqui en casa mim sinto sufocada ele e muinto melosso e eu sou uma mulher seca nao sou tao romantica ja sofri muinto na vida perdi um filho de 21anos tenho mas 2 filhos gemeos q mim dao inumeras dor de cabeca e hoje o meu pensamento o meu foco e os meus filhos vivo pra eles e esqueco de mim tenho um apego uma prucupacao esse siva pelos meus filhos tenho medo q eles se vai igual o outro e nisso o meu relacionamento esta esfriando meu marido ate quer q ajente va pra onde ele ta mas meus filhos nao quer mim acompanhar e sem eles eu nao vou os mus filhos mim domina isso mim faz mal preciso de uma solucao nurgente os meus filhos tem 19 anos mas nao quer nada da vida isso mim pertuba e briga
    todos os dias eles nao mim escuta nao mim respeita crie los sozinha o pai e nada e a mesma coisa
    mim sinto presa a eles talves eu esteja doente da alma

  63. “Os adultos dependentes emocionalmente geralmente foram crianças que não se sentiram amadas, queridas e importantes, desta forma, sentem a necessidade quase que vital de dependerem do amor de outra pessoa, já que não viveram isso em sua fase mais tenra.”

    Me idenfitiquei tanto com isso que chegou a doer.

  64. Olá, meu nome é Karina, tenho 24 anos, e há cerca de 6 meses meus pais se separaram, minha mãe saiu de casa, e mora com minha irmã. Falo com ambos todos os dias por telefone,mas meu pai, me abala muito com certas coisas, às vezes ele culpa por eu não ajudá lo, mas como se minha mãe não o quer de volta, cresci no meio de muitas brigas, agressões verbais e corporais, só agora vejo que minha mãe esta em paz, mas não sei como reagir diante dessa situação, hoje por exemplo não me alimentei, fiquei o tempo todo no quarto trancasa,sou casada, e não sei como disfarçar todo sofrimento e angustia diante do meu esposo, nem ao menos conversamos. Me ajudem!

  65. Tenho vergonha de mim…
    Agora que começo a perceber melhor …
    É ridículo…sempre me considerei uma pessoa maravilhosa , simpática, culta … intercalado com momentos de extrema loucura e instabilidade emocional, e agora somente me acho me um monstro e ridícula!
    Porque será que isto me aconteceu?Penso se terei retido uma imagem de infância e em relação aos meus pais ( mesmo só da minha cabeça) que no meu inconsciente sem eu saber manipulou toda a minha vida, algo que talvez nunca existiu, mas que eu considerei como real.Sempre me senti sem bases, insegura com uma opinião muito negativa de mim…eu queria ser normal…mas nunca consegui, a única vez que me senti com bases foi me envolvendo com alguém que se revelou ser muito complicado egoísta e manipulador, mas que sem ele parece que perco o chão e não sou feliz…nem de uma maneira nem de outra…
    Mas ás vezes penso que ele foi abusando por eu ser tão dependente…outras vezes acho que é dele…vai uma confusão enorme na minha cabeça…eu sei bem o que tenho que fazer mas por algum motivo pareço gostar do comodismo de uma relação dependente…talvez porque nunca soube o que era vencer!!! Quero mudar …não mereço isto…não aceito….
    Talvez seja extremamente romântica….mas não quero ser, não é gratificante…ver o outro a decidir toda a sua vida com base somente na sua opinião e eu sentir me tão sozinha quando o faço….

  66. Bom , eu tenho a consciência baseado em minha historia de vida e infância que sou totalmente dependente emocional em relacionamentos sejam eles quais forem, sempre sou a piada da turma o motivo do riso , sofro muito com isso já fui agredida fisicamente , verbalmente e me coloquei em situações ridículas só pra ter a pessoa do meu lado , mas hoje decidir mudar não aguento mais essa situação e dependência onde a pessoa falta te matar e eu ainda tenho a coragem de pensar na pessoa depois de tudo isso e nutrir sentimento isso so com tratamento cheguei a essa consciência. ufaa falei.

  67. OLA. Tenho 19 anos, e tive relacionamentos conturbados. O meu se fosse preciso dava minha vida por ele, embora ele não desse valor. O meu atual, não me da valor. Ja me agredio fisicamente, verbalmente, não me respeita mas mesmo assim continuo o amando, arrumando desculpas para perdoa-lo embora muitos amigos meus para não dizer todos imploram para eu terminar. eu acho que tenho medo de estar sozinho. Como se uma migalha bastasse para me satisfazer. E eu dou tanto valor por migalhas…..
    meu pai sempre me abandonou, nunca demonstrou qualquer afeição por mim. De minha mãe sempre fui alvo de criticas.
    Da minha vo ouvia que eu era um erro ter nascido. Que ela me odiava e que todo mundo também me odiava. A verdade e que Não quero mais sofrer.

  68. Gente por favor preciso que me ajudem eu tenho um amigo muito importante pra mim ele me contou a sua história de amor que acabou de um jeito muito triste e por causa dessa garota que transformou ele em praticamente um monstro pois ele não acredita em amor verdadeiro, nunca quer casar, nunca quer ter filhos e não acredita em contos de fadas e mais ainda ele não tem mais coragem de embarcar em um amor de verdade. Não sei mais o que eu faço com ele preciso que vocês me ajudem ou que me sem conselhos! Muito Obrigada
    Maria Eduarda

  69. OLA ! VEJO MUITOS CASOS AI SOBRE MULHERES , MAIS EU PASSO POR COISA BEM PARECIDA SE NAO IGUAIS , SINTO QUE M7NHA ESPOSA SO TA COMIGO POR CAUSA DAS CRIANCAS NOSSOS FILHOS , JA ERREI MUITO COM ELA E ELA COMIGO , SINTO QUE ELA NAO ME AMA MAIS .TENHO 9 ANOS DE CASAMENTO JA ERREI MUITO MESMO ACHO QUE ATE DE MAIS , MAIS ELA TB DEU UMAS PISADAS FEIA NA BOLA ,MAIS TUDO ISSO PASSOU GRACAS A DEUS ,MAIS CINTO QUE SOU DEPENDENTE DELA NAO COMSIGO FAZER NADA SEM ELA E SE SAIU COM ELA OU ALGUNS MOMENTOS QUE TEMOS A SOS SEM NOSSOS FILHOS SINTO UE ELA NAO ME TRATA COMO UMA PESSOA QUE ME AME VERDADEIRAMENTE .
    ESSAS COISAS NAO ACONTECEM SO COM MULHERES ,COM HOMENS TB ,NAO SEI SE SOU FRAGIL COMO HOMEM MAIS TENTO SER FORTE OU PELO MENOS FINJO SER FORTE.
    PRECISO DE AJUDA GOSTARIA QUE MINHA ESPOSA ME AJUDASSE ,EU CONVERSO COM ELA FALO MINHAS NESSECIDADES O QUE ESTOU SENTINDO MAIS NAO OBTENHO RETORNO , TENTO FAZER DE CONTA QUE NADA ACONTECE COMIGO MAIS FICO ME SENTINDO MAU ,AS VEZES NE DURMO .
    SOU MUITO ESPERIENTE EM RELACIONAMENTO MAIS MINHA ESPOSA E A MULHER DA MINHA VIDA E NAO CONSIGO ER FELIZ COM ELA MESMO TENDO A CERTEZA QUE ELA E INHA METADE .
    MEU CONTATO :
    DESDE JA AGRADECO
    QUERO DEIXAR BEM CLARO QUE AMO MUITO MINHA ESOSA E MEUS DOIS FILHOS NEM PASSA PELA MINHA CABECA SEPARACAO MUITO PELO CONTRARIO AMO MINHA FAMILIA , SO FALTA DETALHES QUE AS VEZES FAZEMOS UMA TEMPESTADE , TODOS NOS TEMOS SENTIMENTOS E FAZEMOS DELES BONS OU RUINS . AMO MINHA ESPOSA ANA PAULA , SAO DETALHES ,

    ANTES DE TOMAREM QUALQUER DESICAO PENSEI MAIS UMAS 10 VEZES ANTES POIS SOMOS LIVRES PARA FAZER NOSSAS ESCOLHAS POREM PRICIONEIROS DAS CONSEGUENCIAS .
    TODOS VCS TEM FAMILIAS FILHOS ,LOGO FORMAM UMA FAMILIA E A FAMILIA E MUITO IMORTANTE PERANTE DEUS NOSSO SALVADOR .
    HORO POR TODOS , E DEUS SEMPRE TEM O MELHOR PRA TODOS NOS

  70. !Ola!
    o meu caso ja é diferente, desde criança nasci com uma deficiência na perna,
    poiz nao tive coragem de contar pro meu namorado pessoalmente. .pois mandei uma mensagem dizendo p ele…
    sera que ele vai terminar comigo…
    Não sei se ele percebeu quase ninguém percebe…
    tenho medo da reação dele…
    estamos cn 2 meses de namoro me ajuda por favor

  71. Olá, tenho duas filhas, uma de 18 anos e a outra com 10, são muito dependentes de mim, a mais velha está na faculdade e ainda assim depende de mim pra tudo, não tem atitudes próprias, isso está me deixando preocupada e por muitas vezes me irrita… Me ajudem por favor, o que devo fazer?

  72. Meu nome e Diego e tenho 21 anos, estou em uma relacionamento que já dura 1 ano e 4 meses, e minha namorada que pediu para eu ler esse artigo maravilhoso, e eu lendo este artigo vi que eu realmente sofro de dependência amorosa e emocional, eu mesmo estando com ela me sinto só, me sinto menos amado, eu tendo dar o possível e o impossível e parece que nunca a deixo satisfeita, e sentir isso e horrível, eu nunca passei nada igual e nem parecido na minha vida, mais hoje eu passo por isso e isso já está me deixando louco, não me sinto bem, não me sinto feliz, e meu maior medo e entrar em uma depressão por nada, por coisas da minha cabeça, eu perdi todo amor que eu sentia por mim mesmo, e dei tudo para ela, e não me sinto correspondido, perco noites e noites de sono, e sempre achei que tudo isso que eu sentia era muito amor e um amor que não estava a altura dela e lendo esse artigo vi que isso e um grande problema meu, meu relacionamento está horrível, está me fazendo muito mal, nos só brigamos e brigamos por que não me sinto amado, não consigo confiar na minha parceira, esse artigo abriu meus olhos e me mostrou que estou com muitos problemas.

  73. Olá . primeiramente quero parabeniza ao site pela matéria. , me ajudou a ter certeza do que eu tinha em mente do que eu estava passando ! hj eu tinha acabado de ora e deitado perguntava a Deus pq eu me sentia atraido por homens se não me interessava vive e ter uma vida sexual com eles, e eu fiquei me perguntando tentando achar um pq se este sentimento é algo remetido a carência a se sentir protegido e guiado., não consegui dormi até que liguei o notebook e pesquisei ´´porque alguns homens procuram outros homens para descarregar suas carências afetivas com nenhuma intenção sexual ?“e encontrei o site. Preciso muito de ajuda já me relacionei sexualmente com homens mas sinto que não é de sexo que eu preciso minha intenção era sempre fica abraçado curtindo trocas de carinhos com alguém que pareça ter mais maturidade e força do que eu na verdade eu queria ser cuidado. tenho dificuldade em tudo auto-estima auto-confiança principalmente aquase sempre deixo de fazer as coisas de me relacionar com outras pessoas pelos medo e pelo sentimento de inferioridade,. tenho 20 anos moro sozinho as vezes sinto minha vida destruída sem perspectiva minha casa as vezes fica 1 mês bagunçada se eu estiver como sentimento abalado , sou daquele tipo de pessoa que fica trancado o dia todo em casa as vezes nem vejo o sol tudo fica trancado porta, janelas e só saio a noite para ir para o colégio . eu não entendo também as vezes que a pessoa que me ama e me dá valor as vezes eu me afasto delas já as que não me valorizam de certa forma eu fico querendo perto de mim ex: meu pai eu não foi criado com ele foi criado pelos meu avós maternos. meu pai ele é todo militarizado não é de admitir erros ele sempre esta certo … e por mais que ele me ame não demostra as vezes eu fico pensando se não dá pra liga deixa pelo menos uma mensagem no face o jeito dele é esse eu acho que talvez seja essa a origem da minha dependência. eu me encontrava em um estado que eu ia esta em um relacionamento sem gosta da pessoa achando que eu ia me acostuma e ia gosta dele mas enfim graças a Deus não aconteceu. desde já eu agradeço muitíssimo e peço em carecidamente por ajuda

  74. nunca imaginei q seria assim ou que eu diria isso
    mais sem duvidas
    PRECISO DE AJUDA
    nao aguento mais viver assim com essa insegurança
    me sentindo mal amada
    tem momentos que penso ate mesmo em sumir
    nao tenho um pingo de confiança em me mesma
    isso estar acabando comigo
    meus pais sempre cuidaram mais do meu irmao mais velho
    pq ele e deficiente e depois tiveram que cuidar do meu irmao mais novo
    pq era recenascido e eu por minha vez tiver que aprender o q sei so
    sou tao carente que ate ja sentir vontade d tirar minha propria vida
    meus relacionamentos nao sao nada duradores
    tenho muito medo de ficar sozinha de nao ser amadA
    que ate sufoco meus companheiros que acabam desisitindo de me ou eu deles que o q acontece na maioria das vezes pq acho q nao me amam o suficiente
    nao sei o q fazer quero apenas me sentir em paz e feliz pelo menos comigo mesma
    ME AJUDE A SAIR DESSA
    agora que sei o q realmente tenho……..

  75. Eu estou me sentindo enganado por mim mesmo!!! Sempre fui muito convicto em minhas decisões, mas hoje vejo como me enganei, estive com uma pessoa por 11 anos, no inicio eu estava muito carente e a unica admiração que tive por ela foi que ela me aceitou!! Não conseguia imaginar alguém gostando de mim e ela gostou. Do resto ela eu não admirava em nada, ela era somente um rostinho bonito e uma pessoa que me aceitou, me entreguei profundamente a essa relação e me afastei de amigos, familia, não sentia vontade de fazer novas amizades, não dava importância ao meu trabalho, acreditava que a única coisa que importava era faze-la feliz! Acreditava que esse era o verdadeiro amor, não gostava de viajar, de ficar longe dela, mas por outro lado, sempre a traí com prostitutas mas até isso eu achava normal, mas na verdade o que eu queria com as prostitutas era carinho, atenção, e não só sexo, daí conheci uma mulher ha dois meses que me encantou ela não me deu carinho e atenção, eu a admirei como uma mulher completa, independente, tivemos um romance e mais uma vez ia me entregando perdidamente a esse novo amor, eu queria me entregar mas no fundo sabia que estava errado, pois eu era muito inseguro, muito grudento, ciumento, desejava a mulher só pra mim e ninguem mais, isso é doentio, consigo ver isso agora, sabe as vezes penso nossa como fiquei com uma pessoa que não admirava por 11 anos! Eu sempre soube que eu não a admirava mas me submeti a isso, na minha cabeça foi falta de amor e atenção na minha infancia consigo ver isso hoje, faz um mes que estou fazendo terapia, estou conseguindo me entender, sei que falta muito, mas sinto que estou no caminho, as vezes tb tive pensamento em me causar mal, mas hoje vejo que certamente o que tenho é dependencia emocional, agora fica mais facil de tratar! Essa mulher que conheci mora em outra cidade e veio me visitar ha um mes, avisei minha esposa que eu ia viajar com essa mulher, viajamos foi muito bom, nao me arrependi, voltamos na terça e na quinta minha esposa ia embora, fiquei desesperado, nao sentia que a amava mas sim que estava sendo abandonado assim quando me senti quando tinha 4 anos numa viagem que meus pais me deixaram com meus avos por uma semana, dai resolvemos dela ficar e nós fazermos terapia para nos entender pois ela tb sentia que nao gostava mais de mim a um bom tempo que nem sentiu muito quando disse a ela que ia viajar com essa nova mulher. Nao sei se esse novo relacionamento vai dar certo mais isso nao importa!!! O que importa é que existe muitas mulheres boas por ai!!! Na minha cabeça so existia as duas tinha que escolher entre uma ou outra, mas não é isso! Não sinto admiração pela minha esposa! Isso é real! Mas preciso aprender a viver sozinho, preciso aprender a nao ser dependente emocionalmente, as vezes consigo as vezes nao, mas já é alguma coisa, pois antes não consiguia nunca!!! Por favor se tiver alguem que passou por isso que conte como foi, obrigado.

  76. É difícil aceitar mais também preciso de ajuda!
    Hoje sou noivo tenho esses problemas no meu relacionamento
    Vivi muito de lembranças de um relacionamento passado
    Acho que sufoco minha noiva com essa minha insegurança, não sei se é amor ou dependência
    Já tive vontades de tirar a própria vida
    Quando meu pai se foi tudo parece que ficou mais difícil
    O pior de tudo é que sei que não sou feliz com essa situação mais também não faço nada para mudá-la parece que está ruim assim mais se não for assim pior fica

  77. GOSTARIA DE PARTILHAR O QUANTO FOI IMPORTANTE PRA MIM ESSE TEXTO E PARECE QUE FOI ESCRITO PRA MIM, EU TENHO 40 ANOS E CRESCI EM MEIO AS LUTAS COM A SAÚDE E COM ISSO MINHA MÃE SEMPRE ME CUIDOU, SEMPRE FUI UMA PESSOA QUE TENTEI ABRAÇAR A MINHA AUTO ESTIMA TENTANDO REALIZAR MEUS SONHOS MAS POR CAUSA DA FALTA DE CONFIANÇA DAS PESSOAS EU PAREI NO CAMINHO E POR CONSEQUÊNCIA DEIXEI TAMBÉM DE CONFIAR EM MIM MESMO E ME FECHEI , EU SEI QUE TENHO LIMITAÇÕES MAS O QUE ME DÓI SÃO AS PESSOAS ME DESANIMAREM EM DESISTIR RÁPIDO DAS COISAS E EU ACABO ME FECHANDO.HOJE EU VIVO UM MOMENTO EM QUE EU DEMOREI VIVER QUE É NAMORAR MAS ENFRENTO LUTAS, QUAL?, MINHA MÃE POR CUIDAR DE MIM TEM SENTIMENTO DE POSSO E SUPER PROTEÇÃO E SEI QUE POR UMAS QUESTÕES COMO ACHAR QUE MINHA NAMORADA TER PROBLEMAS E SAÚDE E ELA NÃO VAI SABER ME CUIDAR, O QUE DÓI É QUE MINHA NAMORADA ME ACEITOU COMO EU SOU E MESMO ASSIM ME VEJO UMA PESSOA DEPENDENTE DA MINHA MÃE AO PONTO DE EU NEM PODER OPINAR SOBRE MEU NAMORO, NÃO AGUENTO MAIS COMO PARAPLÉGICO DE NASCENÇA TAMBÉM AS PESSOAS E ESPECIALMENTE MINHA MÃE ME VER COMO UM INCAPAZ, EU NÃO ME SINTO UMA PESSOA DE CONFIANÇA PRA DAR MEUS PASSOS E DECIDIR O QUE PRECISO DECIDIR POR MIM MESMO, JÁ ACONTECEU DE EU OPINAR E SER QUESTIONADO, QUERO MUDAR ISSO!
    Alex

  78. Bem, sou mulher,moro no interior, cidade pequena. Tive um relacionamento de quase 10anos. Desse relacionamento tivemos um filho que hj tem 4 anos. O relacionamento não deu certo e ainda chegou a esse tempo todo, pela minha falta de auto estima que era alimentada por ele. Como se existisse apenas ele que fosse me querer. Logo depois de uns três meses de termino, me envolvi com uma pessoa conhecida(que sabia de grande parte do que já havia vivido e passado nesse relacionamento) no começo do novo relacionamento tu foi otimo, até o momento do meu passado começar a interferir. Comecei a viver nos termos dessa pessoa, deixando pra trás algumas opiniões e desejos queeu tinha como convicção , e agora me vejo vivendo em função dessa pessoa, vivendo e agindo para tentar agrada-la e sem ser reconhecida! Minha baixa estima, está bem baixa mesmo, devido as acusações de que ninguém vai mais me querer , repetindo que meu filho é um peso , e estou prestes a deixar meu filho com minha mãe . Estou desolada, me dedico, e mal recebo elogios. E tenho na cabeça que devo reconquistalo e que de certa forma a culpa e minha. Meu coração está sangrando. Eu amo ou dependo? Me sinto a mais excluída dos meus irmãos . Queria muito viver em paz com meu filho e essa pessoa, que sempre tentou me agradar, mas q agora encherga problemas em tudo. Sou dependente das opiniões dos outros, o que acham,o que fariam no meu lugar.
    Sei q tenho q me tratar, senão isso vai me consumir. E vai me destruir por completo , meus sonhos, planos projetos, pq até nisso eu me preocupo com a opinião de outros.

  79. Esse texto deu um chacoalhão em mim!!!
    Sou casado a 6 anos e eu e minha esposa sempre moramos e trabalhamos juntos, por convivermos praticamente 24 horas por dia, isso acabou desgastando um pouco nosso casamento.
    Mora dor em uma cidade no interior de são paulo, e a 2 meses atras ela foi para a capital ver os pais dela, algumas semanas antes nós já estavamos discutindo muito, dai ela ficou 1 semana em sao paulo e fiquei sozinho aqui morando e trabalhando, nesse tempo eu chorava todo dia de saudade e me sentia culpado pelo nosso relacionamento estar abalado, sempre que fiz e pensei foi pensando nela e no nosso futuro, aceitava as vontades dela mesmo não concordando. eu chorava de medo dela me deixar me sentia inseguro pensava até em morte, quando ela chegou ela sempre falava q eu estava com problemas e eu perguntava sobre nosso casamento e ela sempre falava q nosso casamento nao era o problema q o problema era eu, quase 2 meses de tratamento com psicoterapia, ela ja chegou a me falar que nunca se viu indo em psicologo p fazer tratamento, isso me deixa ainda pior, sabe acho q ela está querendo terminar mas não chega em mim e fala, está esperando eu tomar alguma atitude, e tudo que eu falo ela fala q estou me fazendo de coitadinha, e tudo q falo as vezes q ela fez ela fala q eu estou querendo inverter o lado da historia….
    ela tem problemas de lidar com outras pessoas muito timida, tudo ela pede p mim fazer com ela….
    desculpe o desabafo

  80. Esse texto conversou comigo,me dei conta que meu marido e assim,me sufoca com tanta dependência ,e pior,ele só se da conta disso quando dou uma dura e digo que vou me separar,mas com 2 dias depois ele continua o mesmo,não suporto mais nem ouvir a voz dele,preciso me separar urgente,pois a doença dele tá passando pra mim.As vezes me dou conta que permaneço nessa relação hora por pena,hora por necessidade financeira(já que temos dívidas juntos e ele ameaça não compartilhar se nos separarmos),estou decidida a dá a volta por cima,ele que vá se tratar,não tenho culpa dele ser assim,e parece que o fato de está de saco cheio da pessoa dele,eu só vou piorar seu quadro clinico.

  81. olá doutora. meu marido é extremamente ciumento, sou eu quem tenho que resolver toda a vida dele, e ele me sufoca com tudo isso. já não aguento mais tanta pressão, e tudo ele fala que não sabe, que os pais não lhe ensinaram e etc. além de ser mãe, eu tenho que ser professora/psicóloga/amiga/instrutora e etc, e ele ainda fala que não vai fazer terapia pq não acredita em psicólogo. e eu quero me separar e ele não quer, mas também não muda. mal reconhece seus erros.

  82. Eu preciso mt de ajuda eu namorei dois anos cm uma garota mais nao a valizei sempre a tratava mal mais agora q nois separamos estou sofrendo mt nao sei mais oq fazer

  83. Pois bem, nhá tempo que escolhi namorar um homem aparentemente maduro, nunca me tratou bem , e minha atitude era fechar os olhos e fingir estar feliz num relacionamento que era evidente que não iria prosperar. nesse embate constante da razão versus emoçäo, fiquei perdido no tempo durante 1a e meio, mas quando decidi romper foi definitivo, é doloroso esse processo de cicatrização, porém por força do destino encontrei uma ótima pessoa, o qual está cuidando de mim e estou amando conhecê -lo…De qlqr forma iríamos nos encontrar, tivemos a mesma proposta de trabalho no Rio Grande do Sul e ele também…coincidentemente no mesmo local…
    Então, peço que vocês voltem ao primeiro amor, que é nosso Deus do milagre por meio das nossas orações, iremos superar a escravidão emocional, física… devemos nos amar, para posteriormente atribuir ao outro bons sentimentos sem sufocar e tornar dependentes.
    abraços a todos¡¡

  84. Tenho um companheiro mas ele me sufoca! Amo ele demais, quero viver ao lado dele e criar uma família com filhos, mas ele não respeita meu espaço. Quando preciso sair sem a presença dele, ele fica muito chateado, acaba o dia dele… Cheguei tarde de um evento ontem a noite, hoje estou no trabalho e ele se dopou com medicação para dormir o dia inteiro, para não ficar sozinho sem mim o dia todo…. amo, mas não sei o q fazer…. Acredito que preciso me separar para poupar ele de um sofrimento maior!

  85. tenho 35 anos fui casada 13 anos sofri muito, entrei em depressão ñ queria saber de nada nem ninguém perdi trabalhos por conta da separação,após 7 anos de separados,fiquei novamente com meu ex marido mais percebo que ele ñ quer nada serio, descobri que ele está comigo e com outra falei com ele, ele se irritou e terminou de novo, tou sofrendo muitooo de novo ñ tenho vontade de viver oq fazer me ajudem por favor

  86. Namoro há quatro anos, nossa namoro é incrivel, nunca brigamos, até que no 3 ano de namoro descobri que ele estava me traindo com uma menina de 15 anos, briguei com ele mas nem terminamos, continuamos juntos e ele jurou que nunca iria mais me trair, hoje 8 meses depois descubro que ele voltou com essa menina e os dois marcam dia para irem ao motel, fingo nao saber de nada, mas ele sabe que eu sei de tudo, continuo com ele pois o amo muito, mas não quero mais essa situação pra minha vida, o que eu posso fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>