Atendimento Infantil

atinfantilA técnica utilizada com as crianças é a ludoterapia que pode ser realizada tanto na instituição como no consultório particular.

Ludoterapia é o nome científico da Terapia através do brincar. Brincar é o trabalho da criança. Ela o faz para aprender, ganhar experiência, desenvolver-se, exercitar sua criatividade.

Durante as brincadeiras começa a identificar seus sentimentos: amor, raiva, agressividade. Isto podemos observar durante os jogos dramáticos da criança que procura imitar os adultos em suas atividades e se utilizam expressões e mímicas para representar o personagem. Desta forma o melhor caminho para chegarmos ao mundo mágico da criança é através da brincadeira.

 

5 Comments »

  1. Boa noite…. Eu tenho um filho(Antony) de 3anos e 6 meses …Eu não sei mas o q fazer. Moro na casa de minha sogra q não é avó dele… Na casa q moro tem mais duas bênçãos q vem quase todos os dias .. Um não pode nem encostar um no outro q sai faísca. eu n sei mais o q fazer.. E desobediente. Tem mania de falar alto. Como se ele fosse o adulto, e respondo. Qr fazer o que quer.. Só vive correndo, mexe em td na deixa nada queto, só vive correndo. Onde levo me faz passar a pior das vergonhas.. Se põem de castigo qr sair grita como se estivesse matando e terrível… Costumo dizer q nem pra dormir ele é quieto.. Pq dorme com migo… Acorda as vezes a noite revira a cama todinha, só falta me jogar no chão..
    Confesso vou enlouquecer.
    ME AJUDEM!!

    Comment by Fernanda campos — 21/07/2016 @ 20:18

  2. Boa noite, tenho um filho de 6 anos, já está na escola, ainda não conseguiu ler. Notei que des do que entrou, começou a roer as unhas, a escola é particular, muito exigente no ensino, já fui a duas reuniões com a professora para conversamos sobre o fato de ele ainda não conseguir ler, me foi sugerido levá-lo no neurologista para exames, ainda não fez, mas estou em vias de levá-lo para que faça. Mas minha grande angustia, tristeza, e depressão é sobre o comportamento dele, quando é contrariado, chuta as coisas, ou atira o que estiver na mão, então é castigado, tiramos o que mais gosta, e fica um tempo sem os mesmos. É uma luta diária, parece que muitas vezes ele não ‘teme’ o castigo, ou se castigado, não demora muito para cometer os mesmo erros. Converso com ele. explico tudo que é possível para que ele possa entender o que é certo e errado. Não acho meu filho tão desobediente, ele tem muitos defeitos, mas me esforço como uma moura para educá-lo, mas sempre tem que se falar muitas vezes com ele, parece que não assimila o que se pede, ou uma ordem. Minha mãe me critica profundamente, só sabe dizer coisas negativas relacionado a ele, diz que ele é mau educado, que eu não sei educá-lo., põe defeitos no menino, já o sentencia a tudo de ruim, diz que não tenho pulso com ele.. Enfim, estou ficando depressiva com isso, é tanta critica por parte de minhas irmãs e mãe, que estou passando a achar que só erro, que o Lucas só tem defeitos, e que nunca vai aprender nada, e nem vai obedecer uma ordem dada. Minha mãe, sempre vem com a frase de ‘ ainda bem que não é meu filho, senão já havia endireitado este menino, seria uma surra por dia’. eu não sou adepta de violência, prefiro, conversar, por de castigo se for o caso, tirar o que mais gosta, como o computador. O Lucas, é uma criança muito ativa, inteligente, um pouco quieto, na dele, me atende muitas vezes, não o vejo desta forma que minha mãe o vê, penso que educar um filho é difícil mesmo. Mas ele vai aprender, hoje cheguei a pensar em cortar relações com minha mãe, pois ela vive a fazer comparações com relação a criação que ela deu, e como era minhas irmãs e eu, quando pequenas,com a criação do Lucas, e como é o comportamento dele, isso me fere demais, pois o Lucas têm este lado que precisa e vai melhorar, mas também tem outro lado, de ser companheiro, de conversar, de se pedir que te ajude em algo ele ajuda, em muita coisa ele me escuta. Tenho duas tvs, em casa, uma na sala, e outra no meu quarto, a da sala, deixo mais para a Valentina e o Lucas verem seus desenhos, quando minha mãe vem aqui, ela briga principalmente com o Lucas, pq ele quer ver desenho, e ela quer ver os programas que gosta, dai ele chora, vai para baixo da mesa, em sinal de protesto por ela não o deixar ver seus desenhos, e o chama de mau criado, bobo, diz que ele é muito grande para bancar o bobo deste jeito, o chama de mau educado… quem está errada, eu? ou minha mãe? Eu gostaria que me ajudasse.

    Comment by Cléo Lopes Machado — 08/07/2016 @ 23:51

  3. Minha filha tem 5 anos , e ela e uma criança ótima mais esse ano na escola esta me dando um trabalho , esta batendo em uma colega e sempre com a mesma menina .
    Ela já esta frequentando uma psicologa. mais vou fala para vc esta difícil, eu não sei o que fazer estou muito preocupada.
    Ela e uma criança com um gênio muito forte mais ao mesmo tempo e uma criança carinhosa esperta .
    Nao sei o que fazer por favor me ajude

    Comment by Arcelina — 01/07/2016 @ 01:55

  4. Minha filha e muito agressiva grita fala auto… Só quer mandar nas brincadeiras… Não sei mais o que faço ela não está conseguindo entrar ir com os colegas… E notei que pelo fato de eu falar auto com ela ela estava agindo assim é mudei mais ela está cada dia pior..

    Comment by Renata Amaral — 12/01/2016 @ 21:07

  5. Bom dia,

    Adotei uma criança com 6 anos de idade, percebo que ela necessita de atendimento psicologico, pois anda muito agressiva e chama muito a atenção quando não estamos dando atenção e principalmente quando tem pessoas estranhas entre nós.
    Gostaria de conhecer o trabalho de vocês.

    Comment by MARILANE ROCHA — 26/08/2014 @ 11:37

Deixe o seu Comentário


© psicologaregina.com.br - Todos os direitos reservados