Cigarro-Parar de Fumar!

cigarro_apagando

Vencendo um “falso amigo”….

É necessário que você tenha VONTADE de parar de fumar. Isso é mais do que apenas conhecer os malefícios do cigarro e achar que tem que parar!!

São comprovados os malefícios da nicotina, além de outros componentes da fumaça do tabaco, tais como: doenças no pulmão, e são importantes coadjuvantes em doenças cardiovasculares.

Para compreendermos o que leva alguém a se transformar em um dependente do cigarro, precisamos primeiro compreender a questão da dependência física e psicológica dos vícios de modo geral.

Quase todos nós temos um tipo de dependência psicológica tais como: trabalho, dinheiro, compulsão para comer, jogos, consumismo, relações amorosas, etc. As causas das dependências psicológicas estão relacionadas a fatores internos do indivíduo, ou seja, nossa subjetividade, o nosso eu interior, é aí onde precisamos curar.

Quando o indivíduo pára de fumar, substitui este vício por outro, geralmente comer ou beber em excesso.

Para os não fumantes o ato de parar de fumar lhes parece simples e estes não conseguem compreender a dimensão do problema fazendo cobranças e rebaixando a auto-estima do fumante que sente-se fracassado. É necessário compreender que a dor envolvida no processo de ruptura de qualquer tipo de dependência é muito intenso, pode levar a depressão e recaídas.

A nicotina é um tipo de droga que provoca malefícios ao organismo dentro de um prazo longo (40 a 50 anos após o início do vício).

O comércio do tabaco é grande em todo o mundo e o consumo é incentivado devido aos interesses econômicos, privados e públicos dentro de nossa sociedade.

Hábito, Vício e Dependência.

cigarro4Vamos diferenciar hábito e vício para entendermos melhor o problema. Quando temos um hábito e precisamos parar por qualquer motivo, o fazemos sem problema nenhum. Já o vício é o tamanho da falta que sentiremos em relação a ele, além de sensações e sentimentos como ansiedade, depressão, saudade e dor frente à sua ausência. Os hábitos são comportamentos constantes e também nem tão fácil assim de serem mudados, mas não são maléficos à saúde.

O maior vício é o da dependência psíquica ou psicológica, ou seja, o apego que a pessoa estabelece a certa substância ou situação. De forma que não podemos subestimar o grau de importância da dependência física que é um grande reforçador do vício.

A nicotina é um estimulante, mas também tem efeitos calmantes, porém, as reações individuais quanto a seus efeitos são muito variáveis. Quando a pessoa pára de fumar, seu organismo sente falta destas substâncias e podem sinalizar alguns sintomas tais como: sonolência, moleza, irritação, impaciência e irritabilidade.

Desta forma, se a pessoa não estiver convicta e determinada a parar, dificilmente conseguirá e retornará ao vício resgatando de volta “o vigor e as boas sensações” que o cigarro lhe proporcionava.

O que gostaria de salientar é que a dependência psicológica precisa ser melhor compreendida neste contexto, pois pode levar o indivíduo à depressão, à substituição de um vício por outro vício, além da grande dor da saudade da nicotina.

Nosso maior obstáculo é compreender a tendência do ser humano a estabelecer vínculos tão intensos com coisas, pessoas ou situações que nos deixa totalmente dependentes de tal forma que não conseguimos viver sem.

A nicotina é uma droga com maior potencial para viciar do que o álcool.

Todos nós temos tendência a ter dependência a alguma tipo de droga, objeto ou situação e as CAUSAS que determinam a dependência psicológica devem ser as mais comuns do nosso dia a dia.

Compreendendo as origens………..

Temos dois instintos básicos: o do amor e do sexual.

O amor: a gestação e o nascimento: Enquanto estamos na barriga de nossa mãe, vivemos um conforto absoluto, somos protegidos de sensações ruins do mundo externo, porém, abruptamente quando nascemos somos sujeitos a muitas novas sensações desconfortáveis que nem sequer conhecíamos.

Desta forma aprendemos a buscar esta mãe porque ela volta a nos dar o conforto que perdemos em algum momento.

cigarro3Passamos a amar várias pessoas e também as substituir esta figura amada por objetos e nos apegar verdadeiramente a eles. Criamos uma certa dependência ao objeto de forma que até o humor do indivíduo é alterado quando um objeto que gosta muito é danificado.

É o que acontece também em relação às pessoas. A mãe sofre quando um filho está doente por exemplo. Não há amor sem dependência e um certo risco de sofrimento. As pessoas que possuem menos tolerância ao sofrimento amam menos, se apegam a objetos ou excessivamente aos filhos por acreditarem que tem mais domínio sobre estes e acredita que o risco de sofrimento será menor.

São poucas as pessoas que conseguem viver sem estabelecer vínculos, seja com pessoas ou com objetos. E a nossa sociedade consumista estimula este tipo de elo dependente.

Somos seres com tendência a nos sentirmos desamparados e por isso nos apegamos aos objetos, pessoas ou situações que nos proporcionem aconchego, conforto e algum tipo de proteção.

Da mesma forma somos seres vaidosos e que esperam do “externo” algo que nos faça sentir especiais e únicos e daí qualquer que seja o que nos faz sentir bem faremos o possível para tê-los por perto e aí inicia-se o ciclo do vício.

A fase da adolescência……..

A maioria das pessoas inicia o vício do cigarro entre 13 e 21 anos, ou seja, geralmente na fase da adolescência. A adolescência é uma fase difícil e é a fase em que geralmente os vícios se estabelecem. O corpo rapidamente toma novas formas e o adolescente sente que deve mostrar uma independência, porém, ainda não está preparado.

É necessário que os pais sejam bem estruturados. Devem cultivar um relacionamento sadio e estável entre si para que se sintam fortes e não precisem de seus filhos como tábuas de salvação, criando desta forma um ambiente sadio para seus filhos onde estes possam estar preparados para enfrentar o mundo.

A superproteção faz com que as crianças fiquem dependentes, cresçam com medo de encarar o futuro e se tornem indivíduos totalmente despreparados.

Dos 13 aos 16 anos o adolescente está numa fase de muita vulnerabilidade ao ambiente. Procura se enturmar, buscando aconchego e temendo a rejeição adere aos prontamente aos padrões do grupo. Estar num grupo significa sentir-se mais importante e ter algo em comum entre os membros do grupo o deixa mais forte.

Já no ambiente familiar tende a se rebelar contra os pais na tentativa de se desgrudar dos laços infantis, se esforçando para ser independente.

O adolescente irá buscar o “proibido”, pois quer mostrar sua independência e autonomia geralmente com algo que seja censurado pela família. Contraria os padrões da família para se auto afirmar.

A vaidade nos leva muitas vezes a adesão de padrões talvez não muito coerentes. Muitas vezes pra nos sentirmos “diferentes e especiais” fazemos mal a nós mesmos sem percebermos. E o que é ser alguém especial?

O ato de fumar traz diversas sensações às moças e rapazes. Faz com que se sintam mais adultos, com certa maturidade, emancipação, liberdade sexual e simbolização erótica, ou seja, dá pra entender o quanto de dependência psíquica que o cigarro traz.

O cigarro dá ao indivíduo uma sensação de aconchego e amparo que por sua vez acaba se tornando um refúgio num momento em que o indivíduo se vê diante de alguma situação que o deixa inseguro ou desprotegido ou que desestrutura emocionalmente, além disso, faz com que a dependência física também dê seus sinais independentemente do aspecto psicológico. Mesmo que esteja tudo bem no aspecto emocional, o organismo sentirá falta do cigarro, pois seu corpo já está habituado ao vício.

cigarro2Com o passar dos anos, a pessoa entra na fase adulta e o tipo de relação que tinha com o do cigarro muda. O vício antes lhe trazia a sensação de se achar especial e sedutor e daqui pra frente o cigarro torna-se um grande companheiro.

A quantidade ingerida de cigarros aumentou bastante e o cigarro (um objeto) passa a representar uma pessoa, ou seja, alguém de que se tem saudades e não pode se separar.

Desde nossa infância é que alguns objetos de alguma forma passam a substituir os vínculos afetivos que vivenciamos. A chupeta é um exemplo. Esta passa a substituir o seio e o aconchego da mãe.

Criamos tal dependência a esta “amiga” que é difícil abandoná-la mais tarde.

Passamos a partir daí a fazer substituições de pessoas ou situações por objetos com tal intensidade que nos tornamos dependentes deles.

Enfim, chega um momento em que o cigarro se torna seu companheiro inseparável, pois este lhe faz sentir seguro e amparado, ou seja, o indivíduo está completamente viciado física e psicologicamente.

O indivíduo tende a minimizar a dimensão da dependência, alegando que pode parar a qualquer momento e que só depende de sua vontade. Talvez temos que encarar a verdade do significado do vício: perdemos o domínio da nossa relação com o cigarro.

A nicotina tem efeitos mais suaves que outros tipos de drogas, mas seus efeitos maléficos irão surgir a longo prazo. Além disso seus efeitos não prejudicam gravemente a vida profissional e afetiva do indivíduo, porém, é uma dependência considerada das mais severas e de difícil recuperação, detonando a auto estima de quem não consegue vencê-la.

O vício do cigarro apresenta alguns graus que representam uma base de intensidade da dependência:

Até 20 cigarros por dia: O indivíduo não fuma quando gripado e o seu primeiro cigarro do dia inicia-se na hora do almoço = VICIADO LEVE

Até 25 cigarros por dia: O indivíduo fuma mesmo gripado e o seu primeiro cigarro inicia-se logo após o café da manhã. = VICIADO INTERMEDIÁRIO

Mais de 40 cigarro: O indivíduo fuma mesmo gripado e o seu primeiro inicia-se antes do café da manhã = VICIADO SEVERO

Na tentativa de diminuir o uso do cigarro, nossa sociedade tem adotado a estratégia de proibir o ato de fumar em várias situações e lugares.

Muitas pessoas pararam de fumar buscando caminho mais viável para si, porém, soluções frustradas muitas vezes.

Algumas substituem por comer mais, outras pelo álcool ou por outros tipos de drogas. Desta forma criam outros problemas e acabam retornando ao vício quando sentem-se emocionalmente abalados por qualquer adversidade.

Todos nós passaremos por situações difíceis na vida, mas temos que estar preparados para enfrentá-las sem a necessidade de nos apegarmos a vícios como sendo nossa salvação.

Nosso aparelho psíquico está estruturado para desejar o prazer. De um lado temos a razão que adia os desejos, pois visa objetivos mais a longo prazo e de outro lado temos os desejos imediatistas buscando o prazer a todo o custo. Temos que achar o equilíbrio, ponderando a respeito de cada situação e decidindo o melhor a fazer.

O consumo regular do cigarro provoca uma sensação de bem estar, pois ampara e também provoca uma sensação boa para a nossa vaidade em algumas situações que consideramos especiais. São várias as boas sensações de prazer imediato que o cigarro traz.

As razões para que o indivíduo pare de fumar precisam ser bastante atraentes, já que a “dor” psicológica e física é grande. A falta de nicotina no corpo causa uma inquietação e depressão para o organismo.

Temos que ser honestos com nós mesmos. Temos que compreender os motivos pelos quais estamos tão envolvidos neste vício e a partir daí assumir nossas inseguranças e erros, que estamos viciados e quem manda nesta relação é o cigarro. Temos de ser honestos e admitirmos que estamos diante de um forte adversário e a batalha será difícil. Admitir que se é um viciado altera bastante a auto estima e dependendo da personalidade da pessoa, pois sentem-se impotentes e com sua razão enfraquecida o que a faz sentir-se fraca diante do cigarro.

VAMOS PARAR DE FUMAR???
Alguns passos …..

1-) Preparar-se para batalha:

Rompimentos abruptos nos fazem em determinado momento voltar ao vício e acreditar cada vez menos em nós mesmos. Vencer o cigarro é sem dúvida uma grande conquista que resgata a auto estima do indivíduo, sua força e sua confiança na própria razão e para isso precisamos estar preparados. O resultado será válido quando não tivermos mais vontade de fumar, caso contrário, ainda teremos que aprimorarmos nosso auto conhecimento e nossa honestidade conosco mesmo.

Temos que compreender as sensações de abandono e insignificância que nos fizeram em algum momento de nossas vidas começar a fumar. Temos que nos preparar com calma, pois as mudanças interiores são lentas e necessitam deste tempo para uma vitória mais consistente.

2-) Assumir que você é um viciado:

É difícil assumir que somos viciados porque isto nos deprecia, então tentamos minimizar o problema rotulando como “é apenas um hábito, etc” ou buscando qualquer outra explicação que diminua nossa pena. Devemos ser honestos: Preciso do cigarro e não é apenas um hábito! Só que esta constatação nos deixa tristes porque queremos ser especiais e únicos. Será que não pode se considerar como ser humano normal e passivo de erros e acertos? Será que não está sendo exigentes demais consigo mesmo?

A pessoa que se reconhece como viciada não pode imaginar que poderá fumar aleatoriamente em ocasiões especiais. Para viciados não existe meio termo: ou pára ou continua fumando.

3-) Pensando seriamente em sua saúde:

São cada vez mais preocupadas com sua disposição física e aparência, fato que contribui e muito para o abandono do vício do cigarro.

Na busca de uma vida mais saudável, fazendo exercícios, tendo uma alimentação equilibrada almejamos uma boa qualidade de vida, enfim, uma vida mais longa.
Estamos continuamente buscando uma vida mais feliz, fato que nos deixa mais fortes e com nossa auto estima preparada para enfrentar os obstáculos, lutando por algo que nos faz bem.

4-) Mudança de hábitos:

A mudança de hábitos talvez seja o passo mais difícil e importante para “largar” o nosso “amigo” cigarro. 1º. Você pode reduzir parcialmente a dependência física com a nicotina.

Exemplo: Pode-se cessar o ato de fumar durante o período do sono. O período da noite até o período da manhã é longo e poderá provocar tontura e formigamento das extremidades, associando este período a uma atividade física perceberá que se sentirá bem mais disposto e sentirá um prazer emocional ao estar cuidando de si mesmo e tendo sua vontade de fumar reduzida. Pode além disso fumar no final do café da manhã, pois com o estômago cheio a vontade pelo cigarro também diminui.

Você irá percebendo na prática o quanto é doloroso ficar sem fumar neste processo, mas por outro lado gradativamente percebe que tem forças para permanecer certos períodos sem o cigarro.

Em alguns momentos será mais difícil, mas perceberá que aos poucos adquire certo controle da situação.

Em um certo momento que acreditar que esteja mais preparado, fume somente após o almoço no final de semana .

Aos poucos se estabelece uma relação de sofrimento diário com o cigarro e este é associado a algo negativo e que lhe faz mal: é o lado negativo da dependência. Mas tudo isto deve ser devagar. A idéia é que o vício se torne moderado ou leve gradualmente.

5-) Paixão pela independência:

Com este cessar gradual da ingestão de nicotina, você começa a perceber no seu organismo o quanto é dependente dela por poucos instantes, diferente de saber racionalmente que está viciado.

O cigarro deve trazer alguns prazeres pra quem fuma, mas quais serão? Há o companheirismo, mas as sensações físicas da inalação da fumaça não existem ou são desagradáveis. Diferente de outras drogas que até provocam algum prazer até que momentâneo.

É quase uma prisão. Fumamos e nem sabemos exatamente porque. O que sabemos é que ficamos dependentes de algo que fazemos porque se não fizemos o desprazer é intenso e insuportável.

Compreendendo dentro deste mundo do vício nossas limitações e fraquezas, tende a surgir uma imensa vontade de conhecer o mundo da independência.

6) Escolha o momento certo e pare de fumar!!:

Não tenha pressa. Sua voz interior lhe dirá qual é o momento certo de parar de fumar e não defina isto aleatoriamente. Certamente sentirá quando estiver preparado para esta que é uma grande batalha. Geralmente dois anos é um período de tempo ideal para parar, porém, isto varia do amadurecimento de cada um.

Se possível, pare de fumar ao mesmo tempo que parentes, amigos ou colegas de trabalho. Isto possibilita poder compartilhar os momentos difíceis, ajudando-se e policiando-se uns aos outros nestas primeiras 24 horas que serão dificílimas sem a companhia do cigarro.

O ideal seria que você entrasse de férias uns 15 dias em um lugar tranqüilo, fazendo coisas que realmente lhe agradem e acompanhado de pessoas que gosta.

7) Estar preparado para o intenso sofrimento….

Sentindo-se psicologicamente preparado para largar o cigarro e enfrentar a dor que isto irá causar, podemos dar um passo para a ação. Mas estar preparado não nos dá a dimensão da dor que iremos sentir na prática. Como também iremos descobrir certas facilidades que nem tínhamos idéia.

O principal aqui é ter conhecimento de tudo o que pode ocorrer com a ausência do cigarro para que você consiga enfrentar melhor e não ter surpresas desagradáveis, fazendo com que desista no meio do caminho. A sensação da falta do cigarro é muito ruim e difícil de distinguir se ela é uma causa da falta da nicotina no organismo ou da dor da decisão de ter parado.

As sensações são várias: depressão, calafrio, tensão, irritabilidade devido a algumas horas sem fumar. É uma espécie de crise de abstinência. Acredito que a proibição interna ou externa é um fator fundamental causador de tais sensações e o desespero desta falta é similar ao que os viciados de drogas mais pesadas sentem.

A hora que bate o desespero parece que é algo que não irá passar mais, porém, se conseguir suportá-la por alguns minutos ela irá passar.

A pessoa fica numa instabilidade emocional, pois sente-se feliz pela vitória e triste pela saudade do cigarro. Passados os três primeiros dias sem fumar surge um sentimento de felicidade pelo início de uma conquista.

A vontade e o descontrole vai e vem, mas como resistimos das outras vezes sabemos que somos capazes de continuar resistindo e que este estado é temporário e logo passa.

Toda a forma de dor passa no que se refere à dependência física ou psicológica. A dependência física que causa desespero não ocorre mais passados alguns dias ou semanas sem o cigarro.

O sentimento que fica é uma certa tristeza, pois parece que estamos perdendo algo de muito valor. Isto porque atribuímos muitos valores ao cigarro e quando o perdemos, parece que perdemos parte de nós mesmos.

Ele era a nossa a nossa vaidade e a sensação de sermos seres especiais, únicos e diferentes. Hoje em dia os valores mudaram, pois as pessoas estão buscando mais qualidade de vida e os fumantes de alguma forma estão sendo cada vez mais excluídos do convívio público e a pessoa que não fuma que é considerada especial e admirada.

Na maioria das pessoas a vitória traz uma sensação de bem estar que aos poucos suprime a depressão causada pela falta do cigarro. Em algumas delas a depressão predomina e nestes casos é necessário trabalhar em psicoterapia quais os motivos que fazem com que a pessoa ainda esteja tão dependente psicologicamente de um objeto em recusa à sua individualidade e independência.

Neste momento já vemos ganhos físicos imediatos quanto à interrupção do vício das vias respiratórias, dos sistemas cardiocirculatórios, sistema gástrico, sensação de bem estar, etc..

Nos casos em que a nicotina tem efeito estimulante, quando interrompida é possível uma diminuição da freqüência cardíaca nas primeiras semanas, desta forma o sono flui melhor.

Nos casos em que a nicotina tem efeito tranqüilizante pode deixar a pessoa irritada ou nervosa quando da interrupção e a freqüência cardíaca subir. Nestes casos talvez seja necessário (mediante a uma autorização médica) o uso de um tranqüilizante suave até para viabilizar o sono que se torna difícil.

Quando percebemos que a pessoa estava realmente pronta para parar de fumar?

A pessoa não tenta substituir o cigarro por um outro tipo de vício como o álcool, doces, alimentos ou outras drogas. É importante se policiar para não abrir porta para outro vício, até porque outro vício pode “chamar” a vontade de dar só uma tragadinha. Quem já foi viciado não deve ter acesso à droga, pois pode ter rápida recaída.

Nos primeiros meses de interrupção, o metabolismo do organismo é reduzido devido à falta da nicotina que é estimulante e por isso a pessoa pode engordar de 7-8 quilos. Desta forma é aconselhável fazer exercícios regularmente para evitar um possível ressentimento com o fato de engordar muito.

Para combater o vício precisamos entender o porquê buscamos na relação com os objetos atenuar sentimento de desamparo. Temos que trabalhar mais nossa individualidade de forma que não precisemos mais de atenuadores externos a nós mesmos alcançando uma auto suficiência.

É através da boca que buscamos o prazer e a satisfação desde a mais tenra infância e quando nos sentimos desamparados buscamos algo que levamos a boca para atenuar esse sentimento.

“Para Sigmund Freud (1856-1939), em 1905, a boca seria a via de comunicação com o mundo externo. A relação que a criança faz entre leite (seio) e amor é algo que orienta o rumo de uma boa alimentação e a transição do leite para o alimento sólido. Essa experiência transcende o vínculo primário com a mãe quando é então criado, a partir daí, um modelo de relações afetivas interpessoais posteriores, na sua vida adulta. Enquanto mama, o bebê não esta simplesmente se alimentando, mas, realizando uma das mais importantes experiências de sua vida. Se até aqui concordamos com essa direção do pensamento, podemos supor que a maneira como o bebê vive essa experiência e a possibilidade de simbolizar esta vivência como boa e prazerosa, servirá de base para toda a vida afetiva e diretamente influenciará na forma da alimentação adulta.”

Quando estamos dentro do ventre de nossa mãe mantemos uma relação satisfatória, pois estamos aconchegados e protegidos que chamamos de simbiose. Já quando nascemos entramos em um novo “mundo” nos sentimos de certa forma desamparados e tentamos chegar próximo da simbiose perdida através da amamentação no seio materno.

Parece que temos uma inquietação oral que existe antes do vício do cigarrro e temos que entender e separar esta inquietação do vício do cigarro. E talvez seja por existência desta inquietação que existam a chupeta e a gomas de mascar por exemplo.

Temos questões existenciais que não são curadas por nenhum tipo vício, seja ele qual for, pelo contrário, além de não nos ajudar a resolvê-las destroem a nossa saúde e nossa auto estima diminuindo ainda mais as nossas forças para compreender e resolver nossa problemática existencial.

A vaidade…..

Outra questão que deve ser compreendida é um componente da nossa sexualidade que é a vaidade. Ela está diretamente ligada à construção da individualidade. Buscamos nos destacar dentro do grupo ao qual estamos inseridos e desta forma queremos ser especiais e diferentes para chamar a atenção. E as propagandas vendiam isto antigamente (hoje este cenário mudou um pouco):

Quem fumava era mais “adulto”, sensual, mais erotizado. E qual jovem não gostaria de se sentir assim?

A vaidade contribuiu para nos viciarmos a favor do cigarro. Hoje para lutarmos contra o vício temos que fazer com que nossa vaidade mude de lado..Atualmente fumar é “fora de moda” , além de ser proibido em vários lugares públicos, ou seja, deixou de ser uma vaidade para ser quase vergonhoso, fato que pode ajudar os fumantes a combater o vício.

A vaidade sempre existirá, mas porque não usarmos ela em nosso benefício e dos que nos cercam? A vaidade está em não fumar. Somos mais fortes que o vício, não somos proibidos de frequentar lugares, ganhamos em saúde, enfim tudo conspira a favor do fim do cigarro.

Passam os anos e fica uma leve saudade do cigarro, afinal fez parte de nossa vida, nos aconchegou e amparou nos momentos difíceis e nos trazia uma “certa segurança” apesar dos seus malefícios.

O cigarro então entra em nossa vida pela via da vaidade e pelo desejo de independência. Fumamos quando nos sentimos desamparados e também quando queremos completar um total bem estar (oralidade).

O desamparo faz parte da vida do ser humano e sempre irá existir. Sempre em algum momento de nossas vidas iremos nos sentir desamparados em relação ao universo. Quando enfrentamos o desamparo de verdade, isto nos leva a pensar em questões muito profundas que não sabemos responder e fogem ao nosso modo lógico de pensar.

Temos uma inquietação oral que confundimos muitas vezes com o desejo pelo cigarro. Na verdade a inquietação oral existe independentemente do desejo pelo cigarro, pois ela irá sempre estar presente sinalizando um sentimento de desamparo que temos desde a infância e tentamos amenizar através da boca.

É um desamparo da condição de sermos humanos e que devemos atenuar procurando compreender mais intensamente tal condição numa reflexão religiosa ou em relacionamentos amorosos consistentes que possam atenuar. Em geral as pessoas que se afastam das drogas se aproximam da religião. As pessoas passam a ter que fazer uma reflexão mais séria da questão do desamparo a partir das concepções religiosas.

O que não podemos é usar qualquer tipo de vício para resolver o problema.

O mais difícil para o ser humano é aceitar a expressão “nunca mais”. Nunca mais fumar é bastante doloroso como tudo que cortamos definitivamente em nossas vidas. Na medida em que vamos ficando mais velhos iremos entendendo melhor as perdas definitivas, já que o próprio corpo nos revela através do envelhecimento que perdemos algumas coisas ao longo da vida e que nos preparamos para a morte. Aprendemos de alguma forma a conviver com a idéia da morte porque sabemos que em algum momento ela será inevitável. Mas porque temos tanto medo dela?

O medo da morte nos traz a idéia de solidão e medo do desconhecido. A morte quando imaginada como algo ruim nos traz medos às vezes doentios e afetam nossa qualidade de vida.

Conclusões e Sugestões Finais

A recuperação do vício do cigarro é dificílima. Os adolescentes não tem noção do quanto é difícil parar antes de iniciar.

O adolescente utiliza o cigarro para parecer mais maduro, erotizado, adquirir mais coragem em tomar certas ações, ou seja, é um escudo que utilizam sempre que se encontrarem em situações difíceis próprias a fase do adolescente que ainda está se estruturando.

O fato é que uma hora é preciso pensar em parar de fumar. As pessoas ficam com medo da morte em função dos malefícios do cigarro. É constrangedor, mas temos que constatar que somos fracos diante desta droga, o prestígio de fumar é algo do passado e dá lugar a uma vaidade que prioriza os não-fumantes.

É preciso entender (e isto não deve ser feito rapidamente) as razões, o modo, os malefícios do porquê nos viciamos, chegar a uma resolução e, prinicipalmente estar convicto de que se precisa e quer parar de fumar!

No início teremos que alterar alguns hábitos diários de vida. Diminuir a quantidade do cigarro em alguns períodos progressivamente e acrescentar em sua rotina diária coisas que lhe agradem sem a companhia do cigarro.

Desta forma dimimui-se o vínculo dos prazeres ao cigarro e a dependência física. Quando sentir-se mais forte para enfrentar a ausência do cigarro e tiver uma oportunidade (uma gripe por exemplo) cesse o cigarro. Como você já sabe sentirá fortes dores “emocionais” muito intensas em relação a esta abstinência, o desejo é insuportável, mas a dor vai se atenuando e isto acontece gradativamente.

O corpo aos poucos vai “esquecendo do cigarro” e a dificuldade maior é da boca que fica com a sensação de inquietude como se estivesse faltando o cigarro para completar algo.

Na verdade o que nos falta é o aconchego frente a um sentimento de desamparo ameaçador. O que nos falta é o aconche;go que tínhamos quando bebê com nossa mãe. Estávamos protegidos no útero e de repente fomos perdendo tudo de bom.

É neste ponto que surge a oportunidade de crescimento do ser humano. Teremos que parar pra pensar o quanto realmente estamos sozinhos na batalha da vida. Precisamos estruturar melhor nossa individualidade (nosso eu) para termos forças de enfrentar as adversidades da vida sem qualquer tipo de amuleto para isso.

Já que no final desta batalha percebemos que os vícios são caminhos alternativos que escolhemos por medo de enfrentar as adversidades da vida.

Deve-se terminar este processo sem nenhuma vontade de fumar e também em que estar consciente de que um ex fumante não pode fumar de vez em quando, o fumar é pra nunca mais. Também é importante ressaltar que esta tendência de vício à nicotina tem uma tendência a vício por substâncias químicas e desta forma, pode ser também para outras drogas e por isso é bom que não tenha acesso ou diminua o consumo.

Se não fizermos esta busca por nós mesmos ficaremos vazios em nosso interior o que nos faz ficar propensos ao consumo de drogas em busca de algo mais que nem mesmos nos damos conta do que é realmente.

O ser humano atribui grande valor emocional aos objetos porque possui necessidade de fazer vínculos emocinais e este desejo de apego facilita sua adesão aos vícios.

Individualidade e Independência……

Quando nascemos somos totalmente dependentes das pessoas, necessitamos de acolhimento, aconchego, carinho e toda a assistência para nossa sobrevivência.
Na medida em que as crianças vão se desenvolvendo, os pais devem educá-las para a independência fazendo com que adquiram um potencial para autonomia própria de forma que estejam aptas a resolverem seus problemas tornando-se fortes e independentes. Trata-se do processo de individualidade, faz parte da vaidade e sexualidade do ser humano. Individualismo é gostar de estar consigo mesmo.

A superproteção aos filhos pode inibir este processo. A adolescência é uma fase onde querem mostrar que podem ser independentes e quando podados poderão se opor de tal forma a adotar um modelo de vida totalmente contrário aos padrões desta família.

E porque há pais que agem de forma tão superprotetora?

Os filhos devem ser educados e fortalecidos para enfrentar o mundo e no futuro fazer sua própria vida. A grande maioria dos pais criam seus filhos e se apegam afetivamente de tal forma que não conseguem imaginá-lo longe como um ser com uma outra vida, outra história e longe deles. As pessoas estão cada vez mais carentes de afeto.

Por outro lado também existem algumas famílias que são totalmente opostas e que não acompanham seus filhos e não despendem o mínimo de atenção necessária ao desenvolvimento da criança. Nestes casos o indivíduo cresce fraco, revoltado e magoado com os pais, sem perspectivas e bastante propenso ao mundo das drogas.

Então qual é o modelo de educação mais adequado?

Enquanto crianças a palavra é apenas: RECEBER. Receber carinho, atenção, suprimento de suas necessidades, pois ainda terão que ser preparadas para a vida. À medida que for crescendo e adquirindo autonomia e força, os pais devem incentivar que a criança desenvolva cada vez mais sua independência, fazendo suas coisas sozinha. Fazendo trocas com o meio ambiente.

Devem ser estimuladas a fazer pequenas tarefas no meio coletivo de forma a sentir-se produtiva dentro da entidade da família. Devem receber toda a proteção necessária à uma criança e esta deve começar a retribuir com o que estiver ao seu alcance, mas principalmente com trocas satisfatórias : respeito, gratidão e consideração às pessoas.

Educar é dedicação ao desenvolvimento de um ser humano desde o seu nascimento transformando-o num adulto que sabe fazer trocas iguais ( dá e recebe na mesma medida), ou seja um adulto independente.

A independência saudável, construída e desejada é um componente da individualidade. Por isso é importante a educação dos filhos seja boa de forma que o interesse afetivo dos pais não interfira negativamente neste processo.

O período da adolescência é uma fase bastante difícil, pois os adolescentes acham que sabem tudo e é tarefa dos pais mostrar à eles que ainda não sabem e que todos nós sempre estamos aprendendo, sendo fundamental ser humilde para buscar o melhor caminho.

As pessoas com sua individualidade bem construída são mais independentes, não se levam pelos outros, pensam por si próprias e agem conforme seus conceitos. Se orgulham e são vaidosos por tal comportamento. A sociedade tem que auxiliar na preparação de pessoas mais individualizadas, pois estas não aceitarão qualquer modelo de drogas ou de qualquer tipo de governo. Pessoas independentes pensam e não se deixam levar por outros.

Acredito que é muito importante compreendermos toda a complexidade dos vícios para estarmos bem preparados para lutar contra qualquer tipo de vício quando quisermos realmente.

O cigarro é um vício dificílimo de ser largado. São muitos sacrifícios e sofrimentos, mas que acompanham uma evolução interior do ser humano extraordinária e de grande uma emoção.

 

155 Comments »

  1. Boa tarde a todos!
    Hoje fazem 45 dias sem cigarro. Confesso que estou sofrendo um pouco, minhas emoções oscilam entre depressão e agitação, irritabilidade e prostração, enfim. Mas, nesses 45 percebi muitas coisas positiva acontecendo comigo, minha pele, hálito, cabelo, azia ( era constante) tudo melhorou. Meu sono estava ruim mais descobri um fitoterapico ótimo a base de passiflora que me ajuda a dormir. Durante o dia tb tenho tomado muito suco de maracujá, chás, não abri mão do meu cafezinho, continuo tomando menos pq não tenho o cigarro mais como companheiro, optei pela versão descafeinada. Também não abri mão da minha cervejinha do fds, da mesma forma que não vou criar novos vícios tb não vou desfazer dos antigos, é meu momento de descontração e não me causa vontade de fumar, tudo depende da força de vontade da gente.
    Eu fumei por 17 anos, hoje tenho 33, há um venho tentando engravidar e sem sucesso, meu médico pediu para diminuir o número de cigarros por dia, mas eu preferi parar.
    Eu sou da área da saúde, sempre soube dos malefícios do cigarro, mas tb não posso ser hipócrita e falar que eu não gostava do que fazia. Antes de me livrar dele, pesquisei muito mais sobre os malefícios, sobre a abstinência e tal.
    Me despedi dele como se estivesse despedindo de um namorado ou companheiro. Na primeira semana pensei nele todos os dias e horas, mas era como se ” ele” tivesse ido embora e me deixado. Lembrava dos momentos bons que passamos, início de relacionamento sempre é bom, depois período de faculdade, morar sozinha rsrsr, mas me lembrava tb das ” brigas” das ressacas do dia seguinte após a festinha da faculdade, das marcas no corpo ” manchas” dentes e pele, da indigestão, do estresse que ele me causava toda vez que ia ” embora” acabava, enfim, me lembrava de tudo, nossa relação foi duradoura, mas cheia de idas e vindas, larguei ele por várias vezes, mas sempre voltava no 3 ou 4 dia. Como toda relação essa tb foi se desgastando, ele começou a me fazer mais mal do que bem, eu ficava mal a cada dia que passava ao lado dele, e me sentia culpada por não conseguir me livrar dele de uma vez, era uma dependência cruel. Até que um dia surgiu em mim a vontade de ser mãe, e ela veio com tudo, posso dizer que mesmo antes de engravidar meu futuro baby já esta causando transformações em mim. Quando decidi que iria me cuidar pra poder engravidar e ter uma gestação e o um filho saudável, minha relação com o dito cujo cigarro teve fim, foi bom enquanto durou, afinal uma relação de 17 anos não é pouca coisa, espero não encontrar com ele nunca mais, nem ter recaídas por uma bitoquinha, que vá pra bem longe de mim, e de todos nós que estamos cansados desse tipo de relação que só faz mal sem nos dar benefícios.
    Vale a pena parar! É difícil, mas não impossível!
    No início nas duas primeiras semanas sentia falta de alguma coisa na mão, comprei uma agulha e um novelo de lã, e fui aprender a tricotar, nunca havia feito isso na vida, assistia os vídeos na net ensinando os pontos, e não é que aprendi. Toda hora que me dava vontade eu fazia uns pontinhos, acredito que ponto cruz, croche tb ajude. Para os homens aprender um instrumento novo como violão tb deve ajudar. Chazinho de camomila, água, suco de maracujá tb acalma. Outra coisa que fiz foi começar a caminhar 3 x por semana, hoje corro 3 vezes e faço pilates em 2x
    Beijos a todos

    Comment by Nanda — 26/05/2017 @ 13:57

  2. Olá amigos, tenho 28 anos e já fumo há 10. Após diversas tentativas frustradas de parar, descobri nesta última, fazendo uma análise da minha vida e de todas as tentativas passadas, que possuo um nível altíssimo de dependência psicológica, bem como uma pré-disposicao muito forte ao vício, talvez pelo meu histórico familiar. Em todas as vezes em que parei, o início foi “fácil”, o que acaba me fazendo voltar é o início de uma depressão muito forte lá pelo segundo mês sem cigarro. Os adesivos me ajudaram muito, mas quando diminui as miligramas de nicotina (do passo 1 para o 2), os sintomas da abstinência e depressão vieram com tudo. Meu marido tem muita facilidade de parar, se não fosse por mim já teria parado, pois vejo claramente que ele não possui essa predisposição ao vício nem à depressão. Eu sinto como se fosse muito mais ‘viciada’ que ele e como se meu cérebro agisse de forma muito mais agressiva contra mim quando para de receber nicotina. É muito dificil, me preocupo com minha saúde pois tomo anticoncepcional e tenho medo de ter um AVC. Temo que a única forma de parar seja com ajuda de psicólogo ou psiquiatra, pois não tive uma boa experiência quando consultei com um em um momento difícil da minha vida.

    Comment by Ana Carolina — 14/04/2017 @ 09:55

  3. Ola! Está é a primeira vez que estou escrevendo um testimonial sobre ter parado de fumar, li bastante dos comentários (não todos mas alguns) e decidi deixar minha história para ajudar aqueles que estão passando pelo que eu passei e ainda estou passando. Já fazem 2 meses que parei , já tentei parar de fumar várias vezes , lembro que as primeiras vezes que tentei não consegui ir até o terceiro dia, acho que pelo menos uma vez por ano tentei parar uma vez pelo menos, mas todas as vezes sem sucesso,
    Foi quando eu completei 30 anos que eu realmente comecei a levar a sério minhas tentativas, eu percebi que todos aqueles anos de fumo acabou com a minha pele , com tantas tentativas de passar produtos de beleza para ajudar com linhas de expressao, muitas manchas , pele amarela etc nada adiantava, meu dinheiro só ia para o lixo assim como a minha auto estima, acho que esse foi minha maior inspiração para parar de fumar, eu via as minhas amigas mais velhas do que eu aparentarem mais novas do que eu. Eu sabia que a maior causa disso era o cigarro,
    Eu comecei a fumar com 13 anos e hoje tenho 32 , foram 19 anos entre um a um maço e meio por dia.
    sempre depois de ter fumado um cigarro eu pensava que eu queria parar de fumar, mas quando a vontade vinha de novo eu era fraca demais parar aguentar a vontade e acendia mais um pensando em querer parar, era uma briga constante comigo mesma de culpa por fumar mais um e a vontade de parar de vez.
    Um dia eu acordei de manhã e decidi que não fumaria mais e foi o que eu fiz, eu já tinha tentado parar antes com 1 mês e meio de sucesso então eu já sabia o que me aguardava, acho que para cada pessoa varia mas para mim, a minha abstinência foi uma montanha russa de emoções, eu fiquei triste depressiva, irritada ( muito irritada) histérica , tinha crises de ansiedade, suava frio, não conseguia dormir me concentrar enfim… como eu já sabia que ia passar por tudo isso de novo eu coloquei o adesivo de nicotina por 2 semanas para ter um pouco de alívio, mas quando parei com o adesivo todos esse sintomas vieram do mesmo jeito…. enfim… 2 semana atras eu tive uma recaída por estresse e acabei fumando um cigarro , eu lembro que fiquei super triste comigo mesma foi como se eu tivesse me traído da pior forma possível , me senti tão mal que acho que foi até bom ter fumado denovo pq me fez nunca mais querer sentir aquilo de novo, então eu não voltei a fumar mais. Eu trabalho em um clube onde se pode fumar dentro, e é realmente muito difícil manter a decisão de parar de fumar em um ambiente como esse mas eu continuo firme e forte.
    No fim das contas a minha decisão está tomada, eu sinto muita muita falta do cigarro, eu gostava de fumar apesar de todo o mal que ele me fazia, e hoje depois de dois meses tudo está melhorando, minha pele está linda e clarinha, coisa que nunca mais lembrava de ter tido um dia, eu consigo correr na academia sem me cansar por meia hora( é uma vitória para mim), minha mão e pé não ficam mais gelados, eu estou dormindo super bem,
    De manhã eu não tosso mais e não tenho mais pigarros,
    Eu sinto cheiros em tudo, desde o comforter na roupa até o cheiro da grama lá fora ( isso é muito muito bom)
    Meu humor melhorou e a fadiga que eu sentia todo dia de tarde , eu não tenho mais!!! O sexo com meu marido melhorou 100%, e hoje eu tenho muita muita disposição para qualquer coisa que eu faça!
    Parece exagerado mas isso é realmente tudo que mudou em só 2 meses sem cigarro, engracado que isso é tudo que uma pessoa que nunca fumou sente o tempo todo, e o quanto essas pequenas coisas fazem diferença e são boa, e hoje, se tem uma coisa que me deixa triste é saber que eu por causa do meu vicio não deixei meu corpo ….. disso por todos esses anos.
    Às vezes eu penso em fumar só um, porque só um não vai mudar minha pele clarinha nem minha disposição, mas eu sei que isso é só o vicio tentando me fazer a voltar para o velho hábito. eu tenho que me policiar o tempinho todo e me relembrar o porque eu parei, e que todas essas coisas boas que estão acontecendo comigo agora não vale a pena perder pelo meu vicio.
    Não faz muito tempo ainda, mas eu sei que eu cheguei nessa fase da minha vida que eu realmente não quero mais o cigarro, eu não quero mais o mal que ele me faz, e que mesmo que esteja sendo matando um leão por dia por sentir falta dele. Eu vou continuar sem ele porque lá na frente tudo é melhor sem cigarro e parece ridículo falar assim, mas eu me sinto como se eu tivesse em um túnel escuro tentando andar até o final dele onde tem uma luz e cada dia que passa éum pouquinho mais perto da luz….
    espero que vocês consigam parar e espero que eu continue andando em direção a minha luz.

    Comment by Juliana — 05/04/2017 @ 18:18

  4. Ooi eu tenho 21 anos,fumo desde o final de 2014,mas com uma frequência gigantesca…
    …É papo de uns dois maços (por dia).
    Enfim a pouco tempo eu comecei a soluçar enquanto fumava,mal acendia o cigarro,dava dois tragos e começava a soluçar.
    Alguém sabe me dizer o “pq”que isso acontece??
    Obrigada.

    Comment by EDUARDA FERNANDA — 11/03/2017 @ 04:37

  5. Dr.Regina eu acho que voce é uma doutora
    mesmo que nao tenha esse titulo voce e fera ou ja era fumante algum dia brincadeirinha PARABENS.

    Comment by José Antonio de Campos — 02/03/2017 @ 15:44

  6. Bom dia amigos, tenho 28 anos e fumo desde os 15… venho tentando parar de fumar há uns 7 anos, sem sucesso. De uns tempos pra cá percebi que minha pele ficou feia, tenho asia, dor de estômago, e problemas no intestino (o cigarro também é causador de problemas no sistema digestório), sem contar o desconforto que sinto com o cheiro e o bafo do cigarro, meu namorado detesta o cheiro, minha irmã também, e meus amigos também, além disso eu sou uma mulher vaidosa, gosto de andar cheirosa e bonita, na verdade todos falam que eu não combino com o cigarro… e eu não consigo largar esse maldito ! Estou desde 1° do ano tentando parar, usando adesivos e sempre recaio, dia 16 eu fiz uma promessa à Deus e consegui ficar por 6 dias sem fumar, eu estava indo bem e achei que dessa vez seria definitivo. Acontece que eu sofro de TPM severa e nesta semana eu tive esses dias de sintomas típicos e agravou minha vontade de fumar. Eu chorei, fumei… me sinto muito mal por ter fumado, me sinto fraca, com tantos depoimentos vitoriosos aqui e eu sem conseguir. Eu sei que tem que querer parar, tem que ter força de vontade, e eu realmente não quero mais fumar, eu quero ter saúde e me libertar desse vício! Mas parece uma tentação, só de pensar em não fumar me dá mais vontade ainda. Amigos isto foi um desabafo… eu tomei a decisão de não fumar mais, foi muito bom ler esses depoimentos, me deu uma força a mais. Não vou dizer que quero, melhor, digo que voltarei aqui para dar meu depoimento de ex fumante !! a quem está começando a fumar, pare agora.

    Comment by Isa — 24/02/2017 @ 10:12

  7. Estou com 28 anos e fumei a 14 anos, estou a 5 dias sem fumar sinto muitas dores nas costas como se estivesse com dores nos pulmões, sinto muita falta de ar a sensação é que tem alguém me enforcando, estou totalmente desequilibrada emocionante, mas mesmo assim sinto uma enorme vontade de continuar na luta contra este vício

    Comment by Leticia — 04/02/2017 @ 21:15

  8. Lendo todos os comentários aqui sinto que tomei a decisão certa. Tenho 33 anos e fumava desde os 14 anos, 19 anos fumando e nunca consegui ficar mais que 2 ou 3 dias sem o maldito. Decidi parar pois minha filha mais nova ao me ver fumando, tem 3 anos e peguei ela uma vez fumando o canudo e isso pra mim foi a gota e decidi parar. Estou a 56 dias sem fumar e me sinto outra pessoa, os lábios que já eram todos queimados pela fumaça já estão ficando vermelhos novamente, consigo respirar, dormir e caminhar com uma disposição que nem me lembrava mais como era. Estou realmente decidido a parar e meu conselho a todos é nunca esqueçam o motivo pelo qual decidiram parar de fumar, não tentem se mostrar forte pra si mesmo pensando vou fumar só um, já sou mais forte que o vicio porque e tudo mentira. Somos viciados e sempre seremos, não tentem testar o vicio e no mais forca e fé que Deus nos ajuda a vencer esse vício, lembrem se “não nascemos fumando e não dependemos dele pra viver”.

    Comment by Robson — 27/01/2017 @ 18:15

  9. Tenho 40 anos fumei p.22 anos..estou a 17 dias sem fumar,,,a. Abstinência não é fácil..tenho picos de pânico e ansiedade devido a abstinência aí vem tonturas,,pernas bambas,,, depressão,,,minha pressão sobi devido ao pânico,,mas fiquem firme pq esses picos de pânico passa após alguns minutos,,muita oração pq só c Jesus a gente consegue vencer esse vicio maldito…me ajudou muito ler os comentários pois vi q o q sinto é normal devido a abstinência..força a TDS ,,pois viver sem cigarro é infinitamente melhor… Deus abençoe a todos…

    Comment by Ronie — 27/11/2016 @ 01:37

  10. Este é o melhor e mais completo texto que já li sobre “parar de fumar. Muito completo! Parabéns!

    Comment by Luís Emilio de Moraes — 11/11/2016 @ 17:11

  11. Estou há 5 dias sem fumar, claro com ajuda de remédios fitoterápicos, mas eu decidi parar pois estou com 33 anos e fumo há 16 anos de um tempo pra cá vim diminuindo a quantidade de cigarros, ate que decidi parar de fumar, até agora estou resistindo, não é toda hora que tenho vontade de fumar, e quando tenho essa vontade, tento me distrair com qualquer outra coisa me fazendo esquecer a vontade de fumar, sei que é difícil, mas acredito que quem tem força de vontade consegue, assim quando a gente tem objetivos na vida e acabamos alcançando – os.
    Sintam – se todos vitoriosos por terem tomado essa ótima iniciativa de parar de fumar e tenho certeza que com fé em Deus todos nós conseguiremos.

    Comment by Renato Ferreira — 10/11/2016 @ 08:45

  12. Bom dia, será que pode me ajudar, parei de fumar há mais de um mês , tudo melhorou depois que parei até a apneia … melhorei muito depois que parei de fumar só que tenho pesadelos todos os dias isso é normal? Se puder me ajudar desde já agradeço!

    Comment by Rosemeire Abreu — 08/11/2016 @ 09:50

  13. prezados bom dia, deixei de fumar a pouco mais de um mês, mas de uma semana para ca, comecei a ter uns sintomas de coisas ruins dentro de mim, de pensamentos ruins, de falta de ar, de angustia, coração acelera e meu corpo fica inquieto, como se tivesse entrando em panico, oque mais me assusta são os pensamentos ruins, em pensamentos ate de tirar a própria vida ou de pessoas que amo, fico angustiado principalmente pelo segundo pensamento, espero que tenha haver com o cigarro, pois sei que sera uma fase e depois passará, caso contrario estarei perdido, desde já grato e conto com a colaboração de voces. abraço.

    Comment by jhone — 31/10/2016 @ 14:29

  14. Meu Deus,estou lendo e pensando na minha vez.Ja pus em mente oq fazer com a abstinência.Fazer flexões pra descarregar,rir da cara dos outros,por puro descontrole,brigar(de lei)mas sou fdp,e nao vou querer dar motivo,pq o mundo vai apontar o dedão na minha cara e dizer,sabe oq e isso??cigarro!!!pois e,ninguém sabe dos meus planos,so vcs e Deus,pq na minha casa,Deus me livre,me internam.Bom,agua,bicarbonato de sodio na lingua,estevia,flexoes,caminhadas,etc…Mas,oq mais me apego e num recursso.A vontade de fumar passa com alguns minutos.Esses minutos,eu mudo de pensamento,como se um interfone,telefone,tocasse,algo assim.Eu vou me distraindo,dando “olés” na vontade.Ja vi q bebi cafe,e esqueci d fumar,tava conversando e não lembrei.Isso deve ser a providência divina.Pq sou fumante a desde 14 anos estou com 48 e nunca larguei,nem gravida.Foda ne???mais,oq ta me movendo e minha aparencia e minha saude,ambas estão pessimas.vou na rua de abusada,pq to me sentindo muito judiada,pele feia,e cigarro te torna amarela papelão,sei la,cadaverica,magraaa,de dar inveja a qualquer uma delas que fazem dieta.Brinacadeiras a parte,vai dar pra parar de fumar,juntando menopausa,estresses diarios etal??Reparei q aqui so se falam dos efeitos da abstinencia,mas eu so penso nas vantagens,ok que ja fumei hj,mas to com as horas contadas,aliás o cigarro.Eu sou muito marrenta,e to com muita vontade de me impor com minha familia,e quero sinceramente ter um aspecto de gente.Bom,vou encerrando,detalhe,fui na rua agora com um pepino da minha filha na mao,a separação dela eo ex marido ta dando pano pra manga,mas,eu pensei,isso vai me estressar,vou comprar cigarro,pois e,nao comprei.O problema e deles,na minha epoca de divorcio me fudi sozinha.Eu me casei com o pai dela,e fui me divorciar sozinha,depois de voltar ao cartorio 4 vezes e pegar as senhas 486,caia em exigencia dai eu voltava ao forum,e voltava pra fila,muita determinação de me livrar daquele homen,com o sobrenome.enfim,sou pica,sou capaz.E isso,não deixa problema domestico,dos outros,te fazer cair não.Nem no cigarro,nem na vida,nem em nada.Pq para-se de fumar,e muita gente ta dando um tempo da cerveja pra poder parar de fumar.Eu to nem ai pra cerveja,mas ja estive.E uma junção de “prazeres” falsos,que um vai puxando o outro.Troca tudo isso por uma saude,um corpo legal,acabeça boa.E qdo estiver apto,beba uma cerveja,mas ciente dq e so ali e tchau!!Um bom amor tambem,da um tapa na alto estima.boa sorte pra nos alienigenas fumantes.Tinha q postar nossas caras chorando edepois rindo,com os dentes branquinhos,sem nicotina.abraços anna paula formoso.

    Comment by ANNA PAULA FORMOSO — 26/10/2016 @ 09:31

  15. Boa tarde, estou fazendo tratamento em grupo contra o tabagismo e já estou a 1 mês sem fumar e em conseguência estou sem beber tbm pois bebia mt e fumava mais estou mt feliz estar sóbrio desses dois vicios que tanto nos faz mal e torço por tds vcs que estão neste mesmo caminho q é de se livrar desde vicio sejam persitente e não olhem para traz tenho fé q nãosó vcs mais eu tbm vms conseguir.
    Abraços a tds.

    Comment by Reginaldo Ferreira — 25/10/2016 @ 16:37

  16. Olá tenho 26 anos fumo desde os 14 anos e tive a decisão de parar ontem já estou 11 30 minutos sem fumar. E as vezes tenho a sensação de que não vou conseguir porém não gosto de cigarros com filtro eu tinha que fumar cigarro feito de fumo e fumava uns sete por dia. Porém era a primeira coisa que fazia quando acordava!

    Comment by Juliana — 21/10/2016 @ 13:10

  17. Tenho 21e fumo a 3 anos ,já tentei parar varias vezes mas não consegui ,fico no maximo 3 dias sem fumar ,depois disso começo a sofrer muita insonia e tremedeira ,não aguento mais .
    Esse é o pior vicio q existe !

    Comment by Dynho — 20/10/2016 @ 14:29

  18. Tenho 32 anos fumei 17 anos desde dos 15,
    Estou vencendo a casa dia,estou 6dias sem fumar,me sinto vitoriosa por esta conseguindo, mt difícil muita abstinência, dores de cabeça, nervosismo,insônia ,crises de chorro, mais decidi a nunca mais fumar, força pra todos nós, so quem tem o vício sabe o tamanho da nossa luta,
    É parabéns que possamos seguir firme
    Com fé em Deus.

    Comment by Kelly — 18/10/2016 @ 05:44

  19. Olá Boa tarde! Tenho 32 anos comecei a fumar aos 15,fumei 17anos, estou tentando a 6 dias estou sem fumar nenhum cigarro,e quero continuar enquanto eu viver,tenho passado mt mal com a abstinência, mts dores de cabeça estresse,náuseas ,insonia crises e chorro,É uma luta difícil s vencer mais não impossível o sofrimento é Grande,devemos pedir força pra Deus pra ele nos libertar pq esse vício é tão maldito que até pra parar pensamos aí vamos morrer, não nao nacemos fumando e não podemos aceitar que o cigarro nos mate,tenha força e fe em Deus, hj estou vendendo a mais um dia,um dia e cada vez,cada dia que passa a gente nos tornamos capazes tenha fe vc vai conseguir.

    Comment by Kelly — 18/10/2016 @ 16:58

  20. Em pleno feriado,eu e o cigarro em casa.Não tenho vida,estou no fundo do poço,me isolei em casa só café e cigarro e sozinha.Tenho vergonha de mim não me conheço mais,agora tomei uma decisão não quero fumar,estou horrível por dentro e por fora.Deus ou alguém me ajude!! Pedi muito,e peço outra vez.Só que tenho que tomar a decisão sozinha ou eu ou o cigarro.Até da gim em minha vida pensei.Eu sou meu pior inimigo e o cigarro tbm.

    Comment by Evanize — 12/10/2016 @ 11:37

  21. Então depois de ler todos os comentários resolvi deixar minha experiência .Ontem completei 48 anos e pedi a Deus que meu presente era deixar de fumar. Comecei fumar tinha 14 anos mas não era sempre aos 21 anos me casei e meu marido também fumava , então nós fumavamos muito todos os dias eram 3 carteira de cigarro uma pra min duas pra ele e meu sonho era deixar de fumar e venho me preparando a uns seis meses e até as coisas que são boas pra desintoxicação havia comprado até que chegou o dia fui a farmácia e comprei uma caixa de adesivos e comecei a medicação e assistir vídeos no yotub , e eu imaginava que nunca deixaria de fumar entrava em pânico quando pensava que nunca ia fumar não me imaginava sem cigarros e hoje já faz dois meses que entrei nessa luta mas meu último cigarro foi a 15 dias .pois ficava o dia todo sem cigarro mas meu esposo chegava e sempre me recaia pois sou muito ansiosa então fui ao medico e me receitou o Bup então descobri que era ansiedade simplesmente não fumo mais .uma vez ou outra vem a vontade de fumar mas é só 5 minutos e volta o normal ,e minha surpresa foi que meu esposo tambem hoje faz 5 dias que ele nao fuma pois viu o resultado da minha decisão .Meus dentes bem mais claros e a pele sem manchas e sem nenhum fedor , estou muito feliz cigarro nunca mais , penso poderia ter feito antes, basta querer gente somos mais forte que esse maldito vício.

    Comment by Gislene — 10/10/2016 @ 10:24

  22. Boa noite, sou fumante a 40 anos tomei decisão de parar. Nunca tinha tentado, mas resolvi usei adesivo, fumei por uma semana cinco cigarro por dia, sendo que fumava dois maços. Peguei o último cigarro fumei, falei para meu filho que nunca mais joguei cinzeiro e tudo hoje estou a dezessete dias sem fumar, não estou sentindo falta apenas lembro como se fosse alguém que se foi deixando muita saudade. Espero continuar firme e não por mais esse veneno na boca .Se Deus quiser eu vou conseguir

    Comment by Gisa Rodrigues — 05/10/2016 @ 20:14

  23. Olá, tenho 34 anos e fumei durante 11 anos, estou a 2 meses sem fumar, me sinto muito bem, eu decidi que nao iria mais fumar e não fumei…
    Foi bastante complicado no único, mas a cada dia sem o cigarro eu me sinto mais forte para continuar a luta
    Tem dias que parece que não vou conseguir,mas o meu segredo foi não ter nenh cigarro em casa,rsss
    A vontade as x vem mas depois de alguns minutos ela se vai,e assim eu vou vencendo o vício
    Mas a vontade de parar é essencial para vencer o cigarro.

    Comment by Beto — 02/10/2016 @ 00:48

  24. fumo des dos 18 anos tem 03 dias que to sem fumar e muito difícil e o dia todo pensando no tal cigarro

    Comment by Deiner — 14/09/2016 @ 17:56

  25. Chamo-me Valter:
    Entrei neste site pois fumo há 42 anos, já tive algumas internações por este motivo é dizer que não fui orientado pelos médicos e seria injusto de minha parte não comentar!
    Tenho uma netabde 12 anos que vive comigo e minha filha, ela come muito, ainda nao está numa fase crítica de gordura, já levei-a a uma nutricionista e tive que ouvir algilumas palavras duras para minha neta, suporte e procurei passar a ela de forma séria para que levasse em consideração a fala da médica!
    É ouvi o seguinte:
    Se pode fumar e sabe que não lhe faz bem, porque acha que vou parar de comer?
    Então lhe fiz uma proposta, que caso eu parasse de fumar, (que não é minha vontade), ela levaria a risca a “dieta” que a nutricionista lhe passou?
    Ela concordou e sei que sofreremos juntos, mas tenho medo, pois ja me enganei várias vezes e escondia que ainda fumava, por outras questões e não esta, Dra. Regina, pode me aconselhar em algo, combinamos do início ser dia 16/09, vai ser difícil para ela, mas tenho medo de não conseguir honrar meu compromisso, o que seria pior ainda para o crescimento dela!
    Tenho remédios receitados desde as outras vezes que fui internado pela falta de ar que tive, são calmantes, (fracos bem da verdade, nada de tarja preta) mas nunca tomei dlnenhum deles!
    O meu problema é que mudo de humor RADICALMENTE, fico agressivo nas respostas, mas não sei se estes remédios me ajudarão!

    Comment by Valter Moreira — 11/09/2016 @ 14:07

  26. Gostaria de saber quem deixou o cigarro fumando menos aos poucos!!!
    Como foi?? quanto tempo vc demorou da diminuição ate parar!?!?

    Comment by Ivn — 05/09/2016 @ 21:08

  27. Boa tarde!
    Parei de fumar em fevereiro deste ano e já fazem 5 meses e 18 dias sem fumar, eu consumia em média 8 cigarros por dia, o que não é uma quantidade exagerada, mas a forma como eu fumava é que caracteriza a dependência,pois precisava fumar todos os dias antes do café da manhã e antes de dormir, obrigatoriamente. Durante o dia não fazia tanta questão de fumar, mas em casa não resistia, entre uma atividade e outra, era como uma forma de recompensar pelo stress e pelo dia puxado. Mas comecei a ter taquicardia durante o sono, o que me deixou assustada, poderia ter um infarto dormindo, e então resolvi parar. Simplesmente parando de passar na padaria mais próxima para comprar o tal do cigarro semanal! O maço acabou e eu simplesmente não comprei mais. Foi como terminar um relacionamento e não atender mais o telefone…hahaha! É sofrido mas depois vale a pena, pois passamos pela fase do luto, parece que morreu alguém e depois começamos a querer substituir a falta dele por comida, mas comecei a tomar suco detox para desintoxicar meu organismo e graças a Deus nunca mais peguei num cigarro e olha que minhas amigas fumam na minha frente e eu nem me abalo com isso. Precisa ter força de vontade e opinião, pois fumei durante 15 anos e não queria parar até então, nem fazia questão disso. Mas a sensação de independência e de não ter mais o constrangimento de estar cheirando cigarro na frente dos outros, isso não tem preço!

    Comment by Cleusa — 29/08/2016 @ 16:00

  28. Boa tarde! Tenha força de vontade, meu pai faleceu a um mês de câncer de pulmão. Assista a alguns vídeos de pessoas com enfisema pulmonar e também câncer terminal, isso irá te ajudar a parar. Depois que meu pai foi diagnosticado eu parei. Fumei durante 23 anos.

    Comment by fabio — 15/09/2016 @ 13:08

  29. fumei durante 23 anos, nos ultimos 5 anos estava fumando 2 maços por dia, utilizei adesivos para diminuir a quantidade por 2 semanas devido ao custo dos adesivos resolvi nao colocalos mais,hoje estou com 8 dias sem fumar, a vontade e grande, estou sentindo muitas dores no corpo, mais com fé em Deus nao voltarei a fumar.

    Comment by marcelo forte brocanelli brocanelli — 24/08/2016 @ 14:50

  30. Boa noite! Meu pai vai para uma biopsia para ver se tem cancer ou tuberculose, fumou durante 50 anos e está a 30 dias em agonia e desespero sem fumo. Fumei durante 23 anos e estou há alguns dias sem fumar. A forma mais fácil de parar é ver a realidade, vá à um hospital de cancer e veja os pacientes com tumor no pulmão e voce nunca mais irá fumar. Hoje tenho nojo e ódio de um dia ter fumado. Cigarro deveria ser proibido no mundo, mas infelizmente o dinheiro é tudo para esta sociedade falida de consciência.
    Quem fuma 20 anos , mesmo que pare a chance de ter cancer é enorme, o que acontece é que os outros problemas não se acentuam como o enfisema, ou seja o cancer será um fantasma até o seu último dia de vida. Parem de fumar enquanto dá tempo, pois depois do diagnóstico maligno será tarde demais. A dor e a falta de ar são insuportáveis.

    Comment by Fabio — 18/07/2016 @ 23:13

  31. “mas as sensações físicas da inalação da fumaça não existem ou são desagradáveis.”
    Existem e são MUITO agradáveis. Somente alguém que nunca fumou falaria issol O prazer de uma tragada para o viciado é enorme!!! O porém é que com o tempo ess prazer some e vira simplesmente uma dependencia QUIMICA inutil. Meu desafio foi a dependencia QUIMICA e nao a psicologica.

    Comment by Lalala — 09/07/2016 @ 20:26

  32. Olá eu sou iago tenho 21 anos, comecei a fumar cigarro com 13 anos, passei para maconha depois para cocaina dentre outras coisa(bala, doce,exstasy) hoje estou a 15 dias sem fumar maconha, 11 sem fumar cigarro 18 se usar cocaina, estou vencendo a cada dia que é muito difícil pra mim, mas encontrei em Deus (comecei a frequentar a igreja) uma força q eu não tinha para largar tudo isso as vezes sinto muita vontade tarde de fumar um cigarro oq mais me dar vontade e o cigarro, não sou um viciado muito compulsivo pois fumava um ou dois cigarros por dia, a não sei quando eu usava drogas q fama até 3 carteira em uma noite , enfim pessoal estou perseverando graças a Deus e vou vencer esse maldito essa noite até sonhei q estava fumando acordei louco pensando q tava fumando de verdade aí no meu sonho eu fala perdi, perdi mas quando acordei vir q era só um sonho, e com fé e Jesus Cristo não vou nunca mais boa um cigarro na minha boca. Amém

    Comment by Iago — 29/06/2016 @ 09:28

  33. Como é bom servir de exemplo para nós mesmo!!! Neste mês faz 8 meses que sou ex-fumante, durante este percurso, já havia parado de fumar 2 anos, o que me ajudou foi o uso de adesivos e exercício físico em momentos de fissura. Entretanto voltei a fumar em baladas o L.A de cereja, achando que não voltaria a me viciar, isto ocorreu em meados de 2011 em 2015 tive inúmeras novas tentativas, ficava 2 meses sem fumar e voltava, mas em novembro acordei e me veio aquela grande força de vontade, não acendi o cigarro matinal ( que por sinal era o mais importante e fumava uns 5 pela manhã assim que acordasse) e cá estou fechando 8 meses sem fumar, mas desta vez não me privei de beber álcool aos fins de semana, aos que estão tentando parar posso dizer que os 3 primeiros dias a fissura vem de 5 em 5 minutos, mas passa, apesar da grande irritação vai passar em segundos, após passado esses ataques de irritabilidade e fúria, ira vir a dificuldade de dormir e perda de concentração,tonturas e falta de ar quiça até depressão, mas também vai passar em questão de uns 90 à 120 dias, porém você pode ter certeza, parar de fumar transformou a minha vida para muito melhor, além de economia e mal cheiro que são fatores relevantes perto do real benefício que é a qualidade de vida, hoje treino todos os dias, subo escadas, pulo corda, jogo bola, inspiro e expiro o ar sentido o cheiro das plantas e arvores, minhas paranoias em não querer por exemplo ficar vendo um filme no cinema por quê tenho vontade de fumar, irritabilidade em filas para poder logo fumar, isto é transformador! Espero que possa ter ajudado e enfatizo o melhor presente que você pode dar a si mesmo é parar de fumar!

    Comment by natacha — 11/06/2016 @ 08:52

  34. Oi pessoal. Comecei a fumar com 20 anos hj estou com 43.nesse espaço parei de fumar 3 vezes. Agora necessito parar de fumar pois sinto falta de ar e fico engolindo um muco toda hora.os médicos falam q e ansiedade. Mas eu acho q tá tudo ligado ao cigarro. No momento estou sem fumar à 5 dias e tenho fé que vou conseguir,apesar de ter sido na tora sem remédio nenhum. Poxa Nunca vi tanta abstinência. Eu era muuuito viciada.falta de ar,salivação, garganta ardendo,tremedeira,e uma vontade louca de fumar. Na minha cabeça só um. Mas a certeza de que esse só um começaria te de novo.quando paramos algum vício precisamos desabafar e nem sempre encontramos em casa.fé e força pra todos.

    Comment by Patricia — 10/06/2016 @ 22:48

  35. Ta tenso! 5 dias sem fumar, tenho 36 e fumo desde os 14, primeira vez que tento parar. Estou me sentindo aérea, deprimida e a vontade de fumar vem com tudo e dura uns 5 min e depois alivia, depois volta de novo. O cigarro p mim era como uma recompensa, qualquer tarefa realizada era finalizada com uma bela tragada. Perdeu a graça fazer as coisas. Não é fácil largar seu companheiro de 22 anos assim, mas sinto la no fundo que nossa relação precisa acabar, estava sentindo dores no pulmão e na garganta pelo abuso dos ultimos meses com esse camarada. Vou continuar seguindo na luta, não vai ser fácil e espero conseguir. Força aí p todos.

    Comment by Amanda — 31/05/2016 @ 03:09

  36. fumei por 53 anos,
    ate 2012 nao sentia nada.
    mas começo de 2013 comecei sentir muita alteracao na pressao.
    quando percebi parei de fumar no inicio de 2013.
    hoje fazem 3 anos que parei de fumar…outra saude
    nao sinto vontade de fumar.
    tenho nojo de cigarro

    Comment by correa pontes — 25/05/2016 @ 17:07

  37. fumei durante 40 anos,tentei deixar antes usando adesivo de nicotina,antidepressivo especifica para a o vicio e nada funcionou, até o dia que eu realmente quis deixar o vicio. hoje faz mais de 3 anos que não fumo,se realmente queres deixar de fumar tens que querer,ai você deixa sem usar nada,basta REALMENTE querer,pode acreditar.

    Comment by Jorge Fernandes — 24/05/2016 @ 14:34

  38. Boa noite, parei de fumar a 8 meses, fui diminuindo a quantidade de cigarros , até chegar em 1 por dia , quando colocava o maldito na boca sentia muita ânsia de vômito ,nojo do cigarro, até que resolvi largar de vez. A primeira semana foi difícil, noites mal dormidas o pouco que adormecia tive pesadelos e acordava toda suada , nervosismo , irritabilidade, coração acelerado, crise de sinusite sensação de bolo na garganta e até minha gastrite atacou por causa da ansiedade, Fiquei um bom tempo sem vontade de fumar , mas do nada me vem uma vontade enorme de colocar o cigarro na boca. è difícil mas não é impossível. Temos que lembrar que a vida é tão gostosa de ser vivida, ver nossos filhos tão dependentes, é tão maior que esse maldito vício. Decidida mesmo seguir com essa luta nunca mais irei voltar a fumar e quero ser um exemplo para vocês que estão determinadas a parar não desistam estamos todos no mesmo barco.

    Comment by Cristiane — 06/05/2016 @ 00:26

  39. Boa noite , eu fumei durante 32 anos hoje tenho 46 anos e resolvi dar uma basta nesse vicio na minha vida .Hoje completei 65 dias sem fumar , mais me apareceram varias situações como dor nos pé, sinusite, dor de cabeça , muita falta de ar e me sinto muito nervoso mais com fé em Deus já venci essa batalha e desejo o mesmo a todos vocês. Alguém pode me orientar a melhorar essa falta de ar que eu sinto?

    Comment by Maria Conceção — 13/04/2016 @ 21:21

  40. Parei de fumar vai para 3 meses. muito estranho que nunca tive dores de gargantas e meu sono era tranquilo, ultimamente tenho dito pesadelos e acordo com muitas dores de cabeça. Isso e normal?

    Comment by Telma Almeida — 07/04/2016 @ 06:38

  41. Ola!!! fumei 30 anos e de repente senti a necessidade de parar de fumar, procurei ajuda num projeto q tem em minha cidade e muito bom. atraves deste projto e determinação consegui parar. Fácil não é, mas é possivel. Fazem 1 ano e 7 meses que parei, não sinto vontade nenhuma mais. Melhorei minha saúde, sou mais tranquila e hoje posso ver o quanto era escrava deste vicio. Só me trouxe coisas boas. bjs a todos.

    Comment by Luzia — 25/02/2016 @ 10:49

  42. estou so espiando e querendo tomar atitude

    Comment by branco — 21/02/2016 @ 15:39

  43. boa noite, eu parei de fumar vai fazer 4 meses, estou muito feliz,mais os 3 primeiros dias foi triste eu ate chorei mas estou conseguindo graças a bom Deus e o pessoal do PAIT e agradeço muito o DR Carlos e Dra Carla e minha amiga Flavia que me convidou para participar deste grupo parei de fumar usando adesivo eu nem acredito que parei!

    Comment by gilmara — 20/02/2016 @ 22:55

  44. Olá. Fumei dos 15 aos 17 anos. Parei e sentia nojo do cigarro. Voltei a fumar aos 21, fumei por mais dois anos, voltei a sentir nojo do cigarro. Voltei a fumar aos 25 e continuo hoje aos 27. Não fumo todos os dias, normalmente aos finais de semana (1 ou duas carteiras), mas sinto falta do cigarro durante a semana, as vezes não durmo, as vezes durmo demais, as vezes fico agitado, as vezes fico depressivo. A questão psicológica é realmente complicada, eu acredito que se for pra fumar, fume sem preocupação, quando achar que é pra parar, pare e nunca mais ponha um cigarro na boca, esse vai e vem te enlouquece mais do que ficar sem fumar, acredite.

    Comment by Matias Carvalho Morais — 18/02/2016 @ 14:52

  45. ola eu sou Noé Eduardo. sou angolano.
    Colaboro em uma instituição de nome Desafio Jovem que tem como objectivo o Combate ao consumo excessivo de bebidas alcoólica e de drogas.. ora durante muito tempo em Angola, na província de Benguela fundamentalmente temos procurado passar a sociedade todos os risco que acarretam o uso excessivos destas coisas. ora é comovente ver os vossos comentários.. da nossa parte, temos apenas a escolher coisas boas e até as vossas experiências e transmitir aos outros. temos um espaço da rádio.. que se me permitem eu gostaria de copiar cada exemplo de superação e leva-los para a rádio hoje.

    atentamente: Noé Eduardo!!

    Comment by Noé Eduardo — 14/01/2016 @ 10:52

  46. dificil vai de cada pessoa para alguns e mais dificil outros nem tanto negocio e evitar o maximo ocupar a cabeça e seu tempo com coisas q vai te fazer prorrogar aquele momento de fumar, eu como nao consigo pedir cigarro para alguem na rua vinha trabalhar so com documento carteira deixava em casa pois sem dinheiro nao tem como comprar, a noite saia fazer caminhada ou academia pq vc em casa parado quando a vontade vem é muito dificil e se ocupando nao sente tanto evita o maximo estar perto de quem fuma e situaçoes q vai confundir seu objetivo q vai escutar aquela voz so um num da nada so um trago na hora q perceber começo tudo novamente

    Comment by Marcelo — 21/12/2015 @ 07:14

  47. Oi bom dia! Meu nome é Luciana tenho 42anos fique sem fumar 70 dias e voltei o que fazer

    Comment by Luciana Silva — 17/12/2015 @ 10:25

  48. Parei por 05 vezes por um período de 03 meses cada.mais todas as vezes acontece situações muito difíceis de serem suportadas.estou me preparando novamente para parar de vez.agora diminuindo a quantidade de cigarros,já sinto algumas melhorias tanto na respiração quanto no raciocínio,só que agora momentos que eram banais quando eu fumava mais de um maço por dia,estão se tornando obstaculos, provas muito difíceis de serem vencidas sem o cigarro,o comentário que li da psicóloga está sendo muito útil no meu esclarecimento sobre este vício.
    Fumo desde os 14 anos e estou com 57 daqui a alguns dias estarei dando este presente para mim obrigado.

    Comment by Nivaldo martinez — 13/12/2015 @ 15:19

  49. Olá e parabéns a todos que conseguiram parar! Tenho 39 anos e fumo há mais de 22 anos. Estou há um mês exatos sem fumar, usando adesivos Niquitim (14mg) todos os dias. Sinto dia sim dia não enjoos fortes desde o primeiro dia. Não tenho comido nada que não seja leve e saudável, pois me sinto ainda muito vulnerável a inúmeros tipos de alimentos. Sinto também uma adaptação em relação ao sono, as primeiras noites foram terríveis com pesadelos homéricos ou falta de sono.Tenho tomado muita água gelada (com limão algumas vezes pra amenizar os enjoos). Acredito ser todo o meu corpo se adaptando a uma nova vida e mesmo à um novo corpo. Se alguém tiver relatos de enjoos assim, adoraria saber. Fico, quando neste estado, deitada sem forças pra mais nada. No mais, estou há um mês praticamente sem desejo algum (muito nojo a maior parte do tempo) de fumar. Tenho certeza que conseguiremos todos. Um grande abraço

    Comment by luciana — 08/12/2015 @ 19:22

  50. segue em frente, mantenha se firme faça exames q vai dar tudo certo, algumas pessoas depois de passar por uma situação dessa q acha q vai morrer, consegue parar de um jeito q nao sente vontade mas o medo faz isso com algumas pessoas e aproveitar isso para ficar firme depois q melhorar

    Comment by marcelo — 16/11/2015 @ 07:23

  51. Ola tenho 37ano e fumo desde os 16anos por varias vezes tentei parar com esse vicio e nunca que conseguia ate no dia 5 de outubro passei mal no meu trabalho foi fumar o primeiro cigaro do dia e passei mal me deu muita falta de ar que acabei parando no hospital mas mas ai fui e passou a falra de ar desde la entao nao fumei mas ate hoje e nem bebi mas tambem parei tudo de fumar e beber bebisas alcoolicas comecei me azercita caminhar tre quilometros por de segunda a sexta passi a me sentir melhor mas disposto melhorou 70% minha vida sude mas de la pra fico sentindo falata de ar de vez enquando e isso me preucupa fico comedo de me sufocar e nao conseguir reapirar mas e gracas a Deus nao sinto mas vontade de fumar so oque me preocupa é essa falta de ar que sinto aquela reapiracao as vezea pessada se alguem pode me mostra um caminho de melhora agradeço de coracao.

    Comment by Marco antonio — 16/11/2015 @ 01:26

  52. Parar de fumar pra mim nao foi uma decisao que tomei de uma hora pra outra, mas sim pensada e repensada. Apos varias tentativas sem sucesso, na ultima, consegui. Depois de fazer e refazer uma serie de exames especificos de mama e de um resultado duvidoso sobre um nodulo mamario. O medico disse claramente os exames sao impreciaos quanto a ser benigno ou nao, mas nos diz que esta evoluindo, crescendo o nodulo, o que me faz decidir que temos de remover por cirurgia e terminar as investigaçoes do diagnostico apos a retirada. De toda maneira tera que retirar. Entao, comecei a fazer os exames de risco cirurgico e decidi que eu nao ia mais fumar.Pois imagina se o resultado for de cencer, terei que me tratar e ficarei fragilizada perante o tratamento, se eu tiver fumando as chances de conseguir sucesso no tratamento vai ser muito menor.Estava decidida, por mim, por todos os meus (filhos,netos,irmas,namoradoenfim,amigos)enfim, eu teria q ter punhp firme. Pois bem,eu tive, parei. Depois da cirurgia veio o diagnostico ,estava td bem, era malugno mas pequeno foi completamente excluido e eu nao teria q fazer quimioterapia. Somente um controle. Maravilha!!! Hoje eu estou vivendo muito melhor sem o cigarro e seus maleficios. As vezes ainda tenho vontade, e ja se faz um ano e dois meses q parei.Mas penso no quanto foi dificil sustentar a minha decisao, os primeiros meses a abstinencia e a força que tive de vencer tudo. Dai eu penso que uma recaida podera ser pra sempre e que pra sempre pode nao demorar se eu estiver fumando. Nao quero isso lra mim! Eu me amo e sou dona de minha preciosa vida .De todas as decisoes que tpmei na vida esta de abandonar o vicio do cigarro e sem duvida nenhuma a que mais me orgulho. Para parar e preciso querer, e decidir por se so a se livrar , e necessario muita força de vontade, amor propio e acima de tudo opiniao.

    Comment by Lucineia Silva — 15/11/2015 @ 20:54

  53. Boa tarde a todos! Estava procurando na internet algo para me ajudar a largar esse vício horrível, além do medicamento e achei aqui vários depoimentos que me fizeram chorar, pq vi que não sou só eu que estou passando por essa situação…. Gente, está sendo muito difícil controlar a ansiedade. Ainda não parei totalmente, com o medicamento passei de + ou – 30 cigarros para uns 5 ou 6 por dia…nunca achei que iria conseguir isso. Daqui alguns dias quero voltar aqui e contar que já consegui parar por completo e que estou me sentindo melhor… Obrigada a todos e força para todos nós

    Comment by Berenice — 13/11/2015 @ 15:21

  54. Fumei por 40 anos, agora tenho 4 meses sem fumar, mais arrumei tanta dor, dor nas pernas, braços e tem uma semana que daria tudo por um cigarro. Meu corpo estava tanto sobre controle da nicotina, que virei um bagaço sem ela. VOU em frente.

    Comment by Isabel de Castro — 13/11/2015 @ 02:50

  55. Olá.. Resolvi escrever pq de todas as páginas que li sobre o cigarro está foi a que mais gostei. Tenho 60 anos e fumo desde os 14. Todas as vezes que resolvi parar de fumar foi usando um “método” e foram inúmeras vezes..TODAS sem sucesso. Creio que só existe uma forma de parar de fumar: PARANDO! ESTA VONTADE VEM DE DENTRO PARA FORA! hoje faz uma semana ou 10 dias ( não contei e acho que isso não faz nenhuma diferença) que parei..parei na marra..na raça e decidi que não quero mais ser escrava! Os malefícios do cigarro são falados a todo instante mas esquecemos de falar sobre o prazer que ele nos dá ( não importa se momentâneo ou ilusório! O fato é que ele dá) Ao meu ver este é o melhor argumento para parar..não demonizar o cigarro mas enfrenta- lo mesmo ele sendo fonte de prazer.. Está sendo fácil?? Claro que não! Está sendo dificílimo! Dormi durante 4 dias ( não sai da cama nem para tomar banho! Levantava, comia e bebia e dormia!) Apareceram urticárias no meu corpo todo, estou com tremores, braços formulando, dor de cabeça, tosse, chiado no peito,nariz entupido, gases como nunca tive, uma vontade de chorar por qq coisa e muita tristeza! Bem, tenho certeza que todos esses sintomas passarão e preciso ter em mente que não quero nunca mais sentir isso..logo..não posso voltar a fumar. A não ser que resolva nunca mais parar! Que TB é uma opção que tenho e sou livre para escolher! Exatamente por dar tanto valor a minha liberdade, que agora, resolvi dar um basta!

    Comment by Angela — 06/11/2015 @ 00:13

  56. esses dias sem cigarro esta muito complicado nao consigo me concentrar tenho pressao na face falta de ar insonia mas estou seguindo firme se tem uma coisa é q agente nao posso ser vitima de nos mesmo, quem tem o controle da nossa vida, ou vc vai continuar sendo vitima de um cigarro vai dizer q nao consegue q ele é mais forte q vai ver ele arrebentar com seu corpo e mesmo assim continuar sendo a vitima, eu fui vitima muitos anos e agora decido quem tem o controle da minha vida e nao vai atraz de pessoas q quer te expor ao vicio fazer com q vc acabe tendo uma recaida pq se essa pessoa se importasse com vc estaria ali te ajudando nesse momento dificil deixando mais facil e nao tornando mais dificil se apegue em Deus e siga em frente “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.”

    Comment by Marcelo — 05/11/2015 @ 07:58

  57. Pessoal hoje faz 11 dias que não fumo a crise de abstinência é complicadíssima mas estou superando pedindo muito a Deus para me dar forças pois a depressão vem e tenta te derrubar mas vamos nos fortalecer um nos outros, cada depoimento colocado aqui nos revigora. Comecei a caminhar e isso tem me ajudado bastante e venho buscando uma FÉ que garanto a vocês estava adormecida mas estou fazendo de tudo para reaver novamente porque só com muita FÉ em Deus e determinação para termos força e expulsar de uma vez por toda esse inimigo chamado cigarro de nossas vidas.
    Nós conseguiremos com FÉ em Deus abandonar quem quer nos matar da forma mais traiçoeira.
    A cada momento de superação vou socializando com vocês.
    FORÇA nós vamos conseguir.

    Comment by Jaqueline Maria de Souza — 03/11/2015 @ 05:48

  58. Estou parando de fumar hoje dia 2 de novembro, só de pensar em parar já dá vontade de fumar. tenho 29 anos sou fumante a 11 anos, já penso em parar a algum tempo minha vó morreu por causa do cigarro. Mas não é só por isso que decidir para hojé. Estou fumando demais mal acordo e já pego um cigarro só na parte da manhã fumo em torno de 10 cigarros odeio fumar isso já tenho consciência só que na prática é difícil mas fé em Deus vou parar. E espero que todos consigam

    Comment by Marco — 01/11/2015 @ 23:20

  59. parabens a todos aki, a batalha é constante, para alguns menos doloroso mas outros como mexe com pisicologico parece q vc nao vai conseguir de tao foda q é esse vicio, eu nao dormia anoite ia dar sono na hora d ir trabalhar aquela fissura de manha pressao craniana as vezes peito pesado a barriga esquisita as vezes q dormia sonhava q estava fumando sem paciencia so q nao me deixei dessistir, ainda mais depois q vi a materia da mulher q ta com tubo de oxigenio q nao pode mais nem sair de casa e nao faz mais nada da vida e mesmo assim ainda fuma é triste de ver, mesmo q vc cair se levante independente das vezes q cair pois uma hora a vitoria vem mesmo q seja doloroso o caminho

    Comment by Marcelo — 27/10/2015 @ 10:28

  60. ESTOU PASSANDO POR UM MOMENTO MUITO DIFÍCIL ABSTINÊNCIA ATÉ PENSAR EM SUICÍDIO EU PENSEI MAS DEUS É MAIOR E EU CREIO EM JESUS CRISTO QUE EU VOU CONSEGUIR LARGAR ESSE VÍCIO QUE JÁ MATOU MEU PAI E MINHA TIA QUE SOFRE COM UM CÂNCER POR CAUSA DO CIGARRO.

    Comment by Jaqueline Maria de Souza — 24/10/2015 @ 16:32

  61. Parei de fumar no domingo( 18/10/2015) já estou a 3 dias sem fumar, a sensação é horrível, uma ansiedade enorme e muita tristeza… Quando serão que irá passar? Obrigada. Paula

    Comment by Paula — 20/10/2015 @ 20:25

  62. Caros Amigos: Parei de fumar a 12 dias, fumei durante 45 anos. Foram várias razões para eu parar de fumar, e antes estudei e planejei como iria fazer…”Fume seu último cigarro antes de dormir”, no dia seguinte tente de todas as formas não fumar, pois tb é mais fácil devido a nicotina não estar mais presente no organismo e a partir de 8 horas o monóxido de carbono tb. Então seja forte, tenha em mente todos males do cigarro e todos os benefícios em parar de fumar…Sei que não será fácil, para mim a abstinência me faz sentir tonturas, inquietação, mal estar entre outras coisas, mas entendo que posso continuar sem cigarro. Caros amigos tentem, sejam fortes e tenham fé! Um forte abraço!

    Comment by Amadeo — 03/10/2015 @ 20:50

  63. tenho 26 anos e fumo desde dos 15 desde de quando comecei a fumar não lembro de ter parado um dia, Hoje eu tento parar mais não imaginava que era difícil assim mais tenho fé q largarei pelo menos até o Final do ano

    Comment by Aldeir Menezes — 03/10/2015 @ 19:27

  64. Oi meus amigos hoje faz 42 dias que estou sem o cigarro e tenho fé em Deus que vou conseguir ,está difícil mais não nasci fumando nasci mamando e larguei porque não o cigarro ?agora estava lendo essa página da psicologa que me ajudou mais ainda ter determinação tenho 47anos e fumava dês dos 14 anos nunca e nem me preocupei com o dinheiro gasto ,pois dinheiro ganha outro mais não compra a vida ,então por isso não me arrependo pelo dinheiro gastos mais me arrependo pela minha saúde que graças a Deus está muito bem ,e por estar muito bem que resolvi a parar de fumar pois não queria esperar o médico chegar e mandar eu parar .estou muito feliz pois não tenho dor de cabeça pelo contrário tinha quando fumava não tenho tontura a única coisa que ainda sinto e nervoso de vês enguando .mais tenho fé em Deus e nas orações da minha mãezinha que tenho o privilégio de pegar firme em oração por mim ela tem 89 anos e 53 de evangélica tenho muito orgulho de minha mãezinha que está me ajudando muito .meus amigos tenha fé em Deus que vamos conseguir e Dr Regina pode ter certeza que minha mãe estará orando para que Deus lhe abençoe a cada dia é que suas palavras venham dia a pôs dias ajudar muitas e muitas pessoas .bjos a todos e fiquem com Deus .

    Comment by Marta — 02/10/2015 @ 10:46

  65. Oi Juliana .estamos juntas na batalha, eu também faz o mesmo tempo que você e com fé em Deus vamos conseguir.

    Comment by Marta — 04/10/2015 @ 21:20

  66. Fumei quase vinte anos, estou há 49 dias sem fumar. Estou suplicando forças a Deus pois a depressão e a vontade de morrer são insistentes. Mas eu creio na vitória, maior é o que está em mim do que aquele que no mundo está.

    Comment by Juliana — 28/09/2015 @ 17:37

  67. Sou fumante desde adolescente; Hoje com 57 anos e após muitas tentativas frustadas de parar, experimentei os efeitos do maleficio da nicotina. O cigarro comprometeu o bom funcionamento do meu coração, e como consequência extrema, fui vitimado por uma parada cardíaca, revertida em tempo por um desfibrilador automático implantado no meu peito. Esse evento foi meu marco pelo abandono definitivo desse vicio. Hoje estou comemorando o quarto dia longe do cigarro, coisa que para mim sempre foi algo intangível. Posso afirmar que as sensações da abstinência,praticamente já não existem. Desejo a todos sucesso nessa dura e necessária empreitada de abandonar o “grande companheiro”.

    Comment by miranda — 27/09/2015 @ 10:35

  68. fumo 1 maço de cigarro por dia tou no 3 dia sem fumar mais ta muito dificil so que nao aquento quando chega pessoal que fuma aqui na loja nao aquentoi mais o cheiro da pessoa to ate com nojo do cheiro mais muita vontade de fumar espero aquentar to ficando desesperado

    Comment by sidney — 26/09/2015 @ 11:08

  69. BOA TARDE TODOS EU TENHO 3 ANOS QUE PAREI DE FUMAR MINHA VIDA MELHORO MUITO MAIS ATE HOJE SINTO MUITO MAL FIQUEI MUITO ESTRSADO NERVOSO TRISTE ESPERO COM OS ANOS ISSO MELHORA MAIS O CONSELHO QUE DEIXO NUNCA DESISTA VALE A PENA LARGA ESSE VICIO

    Comment by CLAUDINEI — 25/09/2015 @ 18:06

  70. Tenho 53 anos e fumo há 36 anos. Minha esposa também fuma, com 60 anos e desde os 16. Quando a conheci, há 18 anos atrás, ela me dizia que ia parar de fumar. Continua me dizendo isso e fumando, ainda mais do que quando a conheci. Eu também aumentei a dose. Hoje os efeitos estão mais visíveis, pois só agora tenho pigarro, coisa que nunca tive. Gostaria muito de parar de fumar e não sei como, principalmente porque sou muito ligado à minha esposa. Na verdade, quero parar de fumar por medo de ficar doente ou ver minha esposa também. Alguém poderia me dar uma dica, um conselho, para que eu possa parar com ela, sem ser autoritário, sem conflitos ?

    Comment by Myriam — 03/09/2015 @ 13:45

  71. Fumo desdo os 18 anos, hj estou com 38. No ano de 2013 eu tive um principio de enfisema pulmonar e fui obrigada a parar de fumar. Melhorei bastante, mas minhas idas a um centro e ficar cambonando me fizeram a vontade voltar e eu acabei cedendo e voltando. Meu esposo que já havia parado a 3 anos voltou junto comigo.
    Vivemos juntos todos os males desse maldito. Como mal cheiro, nas roupas, casa e em nós.
    Devido a falta de grana, resolvemos parar de fumar, meu esposo disse esse é o meu último maço e parou no sábado dia 29/08/2015. Eu disse que pararia de fumar na segunda dia 31/08/2015, pois durante o meu trabalho eu passo o dia inteiro sem fumar. então achei que seria fácil.
    Na segunda meu último cigarro foi as 19hs, Jantei, tomei meu banho e dormir. Tive pesadelos a noite inteira, mas consegui. (sou uma fumante que acorda 2 a 3 vezes na noite pra ir ao banheiro e fumar). Durante a terça feira, a vontade veio, mas eu me controlei até a hora do almoço, onde fui na rua e tentei comprar um varejo. Não achei o tal do varejo e resolvi comprar um doce. Bom o dia foi pensativo, e quando fui pra casa, entrei na casa de meu primo e peguei um cigarro dele.
    Nossa, tive tonteira,e falei que não queria isso pra mim.
    Hoje, quarta feira, com a pressão no trabalho que foram muitas, eu simplesmente surtei.
    As 10:00hs da manhã comecei a chorar de soluçar. Meu único pensamento era que ia dar a hora do almoço e eu não iria poder fumar.
    Não almocei, fui direto pra casa, ainda chorando, soluçando, tentei ajuda do meu marido, mas ele meio indiferente, continuou seus afazeres, eu me senti sozinha, ao mesmo tempo perdida, a única coisa q eu queria era acender um cigarro e tragar.
    Bom infelizmente eu comprei um maço, acendi e como se fosse num passe de mágica, eu simplesmente melhorei.
    Será que eu vou conseguir parar?
    Eu tenho certeza que minha dependência do cigarro é mais psicológica do que quimica.
    Preciso de ajuda!

    Comment by Vania Carvalho — 02/09/2015 @ 14:19

  72. Oii…nossa faz um mes que estou sem fumar nao sinto vontade mais…mas os efeitos colaterais e terrivel…enjoo. leve tontura desanimo…depresao . Ate quando vaou ficar assim…DEUS EU VOU VENCER.

    Comment by ailton de lima — 29/08/2015 @ 13:38

  73. Estou com quase 70 anos. Fumo há 42 anos. Em 30 de maio de 2015, após vacina da gripe em 23-05 ,05-15, fiquei febril todos os dias e fui ao médico no dia 29-05. Ele constatou que eu estava com início de pneumonia. Estava muito encatarrada e fumando…..fumando……Até que tomei esta decisão. Hoje com quase 2 meses de abstinência, ainda sinto falta, às vezes choro, parece que a vida ficou sem sentido.
    Não pedi ajuda a ninguém, eu mesma decidi. Comprei por conta própria chicletes na farmácia.
    O que posso fazer para amenizar este vicio infernal!!!! Preciso procurar o médico

    Comment by fernanda — 26/07/2015 @ 10:40

  74. *Entrei

    Comment by Renata — 25/07/2015 @ 23:43

  75. Parei de fumar há duas semanas. Entre em depressão. Não estou conseguindo mudar meus sentimentos: sinto tristeza profunda, sem explicação. Não quero voltar a fumar, mas está muito difícil. Há momentos em que o peito dói. Esta já deve ser a quinta vez que tento. Sentirei muita vergonha se eu não conseguir. São 30 anos fumando.

    Comment by Renata — 25/07/2015 @ 23:38

  76. Ola pessoal…tenho 29 anos e fumei por 15 amos..estou a 6 dias sem o maldito…estou tendo crises horríveis de abstinência.. Dores no corpo..tremedeiras..enjôos.. Palpitações.. Quase desmaios…pensamentos de morte…sensação tbm de morte…terríveis….só quem passa sabe como é…se eu soubesse que seria assim nunca teria colocado um cigarro na minha boca…
    Gostaria de saber de vcs que já pararam qnto tempo duraram esses sintomas..e cm esta a vida de vcs agora.

    Comment by silvia — 25/07/2015 @ 14:56

  77. olá pessoal estou a 14 dias sem fumar, comecei a fumar aos 15 anos hoje estou com 60 e decidi nao fumar mais estou usando adesivo e estou me sentindo bem , nao sinto vontade de fumar vou continuar até esquecer o maldito , n~~ao sinto insonia e nem depressão
    se continuar assim não vou sofrer com a falta daquele q eu achava q era meu amigo.
    experimente o adesivo acho q vale a pena.somos mais forte que ele.

    Comment by maria helena — 24/07/2015 @ 23:12

  78. Sofro demais por ser usuária do cigarro. Sou criticada,insultada,humilhada,como se vc fosse uma falta de vergonha cara,não é nada disso,eu choro muito por isso. Meu maior medo na verdade em para de fumar é que há alguns meses atrás eu tentei e perdi a vontade de viver, tive depressão,pensamentos de morte o tempo todo!!! Será que existe algum medicamento para aliviar a depressão e a perda de vontade de viver?

    Comment by GILCINEIA — 19/07/2015 @ 22:27

  79. Eu Hermínia sou fumadora á 7 anos eu agora quero deixar de fumar durante o dia ainda vou aguentando mas o pior é durante a noite pois comecei a ter insónia quando pensei em deixar o maldito cigarro pois durante a noite bem constantemente o pensamento do cigarro como devo fazer para mudar esse pensamento. Aguardo a vossa resposta. Obrigada

    Comment by Maria Hermínia Melo — 17/07/2015 @ 13:43

  80. estou muito afim de para de fuma vou consegi abraço pra todos boa sorte galera……

    Comment by julio cesar — 07/07/2015 @ 18:19

  81. Ola sou fumante, faz sete mes que virei emvangelico, bebia e usava droga mas o SENHO: me libertou estou muito afim de para de fuma tenho certesa que meu DEUS VAI ME AJUDA,um abraço pra todos…..

    Comment by julio cesar — 07/07/2015 @ 18:16

  82. Olá pessoal estou a 73 dias sem fumar. Eu fumei durante 23 anos hoje tenho 38 anos e estou passando por uma situação muito difícil. Pois não sinto mais vontade e a agonia a angustia a dor no peito a sensação de que algo fica na sua garganta impedindo o ar de passar . fora os choros que ai sim aliviam um pouco a fadiga. Que horror, eu queria saber se é normal essa sensação. Cigarro nunca mais e tem algum prazo para esses sintomas desaparecer. Um abraço aguardo uma resposta

    Comment by Flavia — 08/06/2015 @ 19:53

  83. Faz 6 meses que nao fumo ainda sinto tonturas coracao acelerado dores musculares ansiedade zumbido no ouvido isso tudo e normal.

    Comment by Jaqueline — 04/06/2015 @ 21:40

  84. faz 2 dias que não fumo. desta vez vai dar certo… estou usando chiclete de canela para enganar a vontade…

    Comment by Rogerio — 04/06/2015 @ 13:14

  85. Olá. Comecei a fumar com 14 anos e parei com 25 anos. Foi muito difícil nas duas primeiras semanas, depois passou. Infelizmente, voltei a fumar com 27 anos, muito mais do que fumava antes de parar pela primeira vez. Muito mais mesmo, passei a comer o cigarro, tragando com força até o fim. Isso quando não ascendia um na bituca do outro. Hoje, com 32 anos, estou parando novamente. Estou no terceiro dias sem tabaco. Mas por já ter conseguido uma vez, tenho certeza que conseguirei de novo. Espero nunca mais voltar. Mas uma coisa eu apreendi na primeira vez que larguei, tem que ser de uma só vez. Não adianta passar alguns dias sem fumar e cair na tentação mais para frente. Só serve para voltar à estaca zero, prorrogar o sofrimento e perder tudo o quê já foi conquistado. É um passo de cada vez. Se tropessar, levanta e vai de novo, mas NUNCA DESISTA. Boa sorte aos que irão parar, e parabéns aos que já se livraram, dessa merda de cigarro.

    Comment by TJ - 02/06/2015 — 02/06/2015 @ 19:45

  86. Estou a 23 dias sem fumar e nem beber nd alcoólico. Minha vida é preciosa p Deus e p os meus filhos. O q me ajudou muito no começo foi o “cigarro” caseiro de camomila, mas n vale comprar vc tem q fazer, nas horas de muita fissura me ajudou muito, agora to livre, cheirosa e rumo a uma vida c.saúde em nome de Jesus. Eu achei q nunca conseguiria, tremia,.ficava super nervosa, até sonhava c o fedidinho kkkkk, mas passou. Sou uma ex fumante, um dia de cada vez, olho as pessoas fumando n tenho vontade.nenhumaaaaa. Penso como eu pude fumar por 17 anos aff. Vc tem q querer, e n.deixar as suas próprias desculpas atrapalharem. Sorte e força p todos. Bjs

    Comment by vanessa vaz — 05/05/2015 @ 07:12

  87. Oi Ju… Tenho espisódios de.depressao desde pequena, procure ajuda profissional, ve c o médicp.algum.remédio, faz.terapia e ore muito principalmente. Bjs melhpras p vc

    Comment by vanessa vaz — 05/05/2015 @ 07:19

  88. Estou ha 36 dias sem o cigarro, tem 15 anos que trato ansiedade e depressão, de verdade, so queria que as pessoas que me cercam, entendessem que as crises, a depressão, a ansiedade, nao é pq estou sendo fraca. Estou tentando ser forte.
    Nao sinto nenhuma vontade de fumar, mas meu emocional esta um trapo.
    Não sei mais como lidar com esses sentimentos, voltar a fumar nao esta em questão, mas esta muito dificil lidar com a depressão, vontade de morres, medo.

    Comment by Ju — 15/04/2015 @ 17:39

  89. boa noite pessoal estou aqui pra relatar que tentei uma vez e falhei.
    mas hoje vou iniciar de novo ,tenho um filho que quer muito que eu pare de fumar
    até disse pra mim q ele não vai mais beber refrigerante por 1 mes .e enquanto isso
    e pra eu não fumar tbm. Que DEUS me ajude tenho 44 anos fumo desde os 15 .
    fumar e horrivel o cheiro o nosso tempo o dinheiro q queimamos meu DEUS só coisas ruins
    acabando com nossa saúde .vamos lutar eu vou dessa vez lutar com tda minha força
    assim que for vencendo o vicio vou contando minhas vitórias iniciei agora 14/04/2015 as 00;34
    BOA NOITE A TDOS

    Comment by silvana — 14/04/2015 @ 00:35

  90. tenho 22 anos parei aos 20 e a 1 ano atrás voltei a fumar!
    nao está nada fácil
    mas tenho fé em deus e estou muito determinada
    e NUNCA mais vou colocar um cigarro na boca
    ja me sinto uma vencedora, pois eu nunca achei q ficaria nem um dia sem fumar
    e ja esta fechando 3 dias sem cigarros…
    nao vejo a hora dessa vontade passar

    Comment by Maryel de oliveira — 12/04/2015 @ 01:14

  91. hoje estou no terceiro dia nunca imaginei que conseguiria ficar sem esse pessimo
    habitos, com as GRAÇAS DE DEUS estou conseguindo.
    na vdd estou encantada com essa materia .esse texto pode ajudar muita gente q tem
    vontade de largar o cigarro
    PARABÉNS DR REGINA

    Comment by silvana — 08/04/2015 @ 12:40

  92. Tenho 60 anos e estou morrendo!
    Fumo 2 maços de Hilton longo por dia.
    Cheguei a iniciar tratamento no IPQ aqui em São Paulo.
    Porém, além do Governo ter parado de fornecer os adesivos, pastilhas
    e medicamentos, após uma cirurgia de Artrodese de coluna lombar,
    contrai infecção hospitalar.
    Passei por 30 sessões de Câmara Hiperbárica no H Cor do Hospital São Luiz.
    Para esse tratamento é proibido o uso de emplastros.
    Fiquei quase 3 meses internada e estou em Home Care há 2 ( meses).
    Tenho problema sério na coluna cervical para o qual não há indicação cirúrgica
    devido aos elevados riscos de tetraplegia.
    Para finalizar, tenho: Diabetes tipo II. Hipertensão, Fenômeno de Raynaud,
    entupimento nas artérias do coração, Febre Reumática, Artrite Reumatóide,
    Fibrimialgia , Pneumonia Recorrente e depressão CID- 10 ( F33+F41).
    Concluindo: PRECISO PARAR DE FUMAR E NÃO TENHO RECURSOS PARA TRATAMENTO.
    Estou muito endividada, os problemas financeiros me atormentam, não tenho condições de parar de fumar! Resolvi não fazer nenhum dos exames que o cardiologista me pediu ontem, nem continuar nenhum tratamento, desisto! Vou jogar a toalha! Não consigo ficar sem fumar!
    Cansei de me sentir fraca, todos te acham fraca…

    Comment by Maria Milede Foschini — 04/04/2015 @ 05:10

  93. Oi amigos.
    Fico muito feliz em poder dar meu depoimento :
    Tenho 37anos e fumei 12anos, mais ou menos 30 cigarros por dia. Qd um belo dia fui parar no posto de saúde com muita tosse, a médica disse que eu estava com bronquite. Mas como assim!! Nunca tive bronquite nem mesmo quando era bebê.
    Foi qd pedi pra média dar um encaminhamento do tabagismo, e fazem 3semanas que não fumo, estou deprimida, me sentindo sozinha, sonho que estou fumando, acordo assustada e aliviada ao mesmo tempo por ser tido só um sonho. Tenho muita recaída nos finais de semana pois são os dias de descanso e de mais tempo de ficar pensando no cigarro. Nossa tenho muita vontade mesmo, mas como deisse a nossa médica, quer parar de fumar?? “tire da sua casa”e com certeza desde o começo abandonei até o isqueiro. Seu que vou conseguir pois tenho muitos motivos pra parar, já que perdi meu pai com 51anos e tbem estou muito consciente que estava fazendo muito mal pra mim.
    Esse amigo inseparável, não quero mais na minha vida, e não vai fazer parte da minha vida a partir do momento que aprendi a me separar das coisas que diminuem na minha vida. Amigos vamos até o fim nessa luta que vai ter um final feliz. Um grande abraço a todos.

    Comment by Rosana AP. De Oliveira Aroucha — 30/03/2015 @ 20:18

  94. hoje faz 26 dias que não fumo,tenho 40 anos e desde os 10 anos de idade fumo 1 maço por dia e aos finais de semana 2 maços por dia ,estou super preocupado as reações estão cada vez pior,dores no peito com frequencia,falta de ar com frequencia,ansiedade demais ,pouco nervoso e a vontade de dar um trago é demais,e o resultado estou engordando já,estou numa batalha gigantesca e não sei dizer o final dessa guerra,pois confesso ta muito dificil,galera espero que todos vcs lute contra esse mal,vou lutar aki tbem,vo me cuidar fazer uma bateria de exames e continuar nessa luto NÃO QUERO FUMAR MAIS, DEUS ME LIBERTE DESSE MAL DE UMA VEZ POOR TODAS,EU SEI QUE PROCUREI QUANDO JOVEM MAS TÚ DA FORÇA PRA MIM VENCER.

    Comment by Romilton — 29/03/2015 @ 01:37

  95. Estou sem fumar a 60 dias toda hora lembro dele mais vou levando o problema é o nervo que dá Ta osso mais vamos conseguir toda hora brinco com amigos ooooo saudade dele kkkkkk

    Comment by Vagner — 28/03/2015 @ 22:13

  96. Hoje esta fazendo 3 dias que eu estou tentando para pois fumei por 15 anos estou enganando a vontade com balas doces e agua e vou ficar sem fumar o resto da minha vida agora se Deus quiser

    Comment by Valdir Amorim — 19/03/2015 @ 16:39

  97. Oi gustavo eu fumo a 25 anos hj faz 23 dias q nao fumo eu fumava uma carteira e meia por dia estou otima nao quero fumar nunca mas e vc consegue tbm bjs

    Comment by maarly freitas — 10/03/2015 @ 16:47

  98. Eu tenho 31 anos e faz um ano e cinco meses que comecei a fumar depois que meu pai se internou no hospital por conta di maldito cigarro, infelizmente ele se foi e continuo no vicio e fumo muito mais quando estou no meu trabalho a noite é muito ruim depois dessa idade ta fumando. Será que saio dessa fácil por ter pouco tempo de fumante? Sem muito sofrer? Espero uma resposta.obrigado a todos.

    Comment by gustavo — 24/02/2015 @ 09:46

  99. Ola adorei os depoimentos em nome de Jesus iremos largar esse vicio terrivel e difícil Forco Forca e fe

    Comment by jessica — 20/01/2015 @ 18:25

  100. tem 06 meses que parei de fuma , nos primeiro meses não senti nada e nem vontade de fuma . agora eu estou toda inchada .me sentindo triste. formigamento no rosto , nas penas . e a vontade de fuma voltou . mais estou firme . não quero mais fuma ,e estou na igreja e Deus esta me ajudando .só que é horivel .da uma sensação,de morte mesmo .,uma agonia tremenda a ponto de vc não querer fica só . um bolo na garganta que parece que vai prendendo a sua respiração . estou indo pra varios medicos . e nada , mais estou comfiante quem vai me cura vai ser o meu Deus e ele é maior do que tudo . foça a gente vai consegui .eu comecei a fuma com 26 anos e parei com 43 anos

    Comment by CRISTIANA — 12/01/2015 @ 12:22

  101. força fé vitoria
    vamos vencer hoje estou com 3 dias sem
    esse cigarro .nossa não to nem acreditando
    super feliz estou um pouco ansiosa mas vai passar….

    Comment by silvana — 08/04/2015 @ 12:48

  102. Depois de muitos anos como fumante resolvi não mais coloca-lo na minha boca!! Meu Deus como é dificil parar de fumar, eu amava o meu cigarrinho, nesse momento minha boca ta seca, to irritado, ansioso, com vontade chorar, de correr , pular, mas sei que esses sintomas são causados pela ausencia do maldito cigarro, nem jogar buraco to conseguindo estou muito nervoso, o meu coração parece que fica batendo muito rapido, mas eu sei que é devido a falta do maldito cigarro. Até minha pressão aumenta por falta do maldito cigarro!!! Amigos, somos mais fortes do que o maldito cigarro, ele não vai me vencer, estou sofrendo demais mas não fumo nunca mais, antes até minha respiração fedia cigarro, hoje to me sentindo muito bem, nem me cansando tanto estou mais!! Peça força pra Deus, e ele lhe ajudará!!!!!

    Comment by Claudomiro Farago Guedes — 15/12/2014 @ 15:45

  103. Hoje esta fazendo 08 dias sem fumar, estou certo que vou deixar esse vicio maldito, Fumo desde os13 anos hoje tenho 45 anos.
    Gente não é fácil mais vamos chegar lá.
    Eu estou fazendo um regra que um ex fumante me indicou é simples: Basta dizer para vc mesmo quem manda em mim sou eu, quando der a vontade de fumar.
    O mais importante ter fé em Deus, que tudo vai dar certo

    Comment by Juvenil Henrique da silva — 15/11/2014 @ 12:27

  104. Na verdade e difícil deixar de fumar não sou um grande fumador media 5 cigarros dia mas o psicológico
    Todos dias diz e só mais um e já lá vaom 20 anos a fumar vou deixar hoje mesmo de fumar obrigado pelo texto esta espetacular

    Comment by Carlos pina — 10/11/2014 @ 07:40

  105. Gostei muito deste texto.
    Realmente o vício de fumar é muito mais complexo do que imaginava.
    Muito obrigado pelas excelentes considerações e explicações.

    Comment by Marcelo — 30/10/2014 @ 20:25

  106. Oi Ivan, você já é um vitorioso por pensar em parar. Claro que você vai conseguir sim. Assim como você, eu fumei 30 anos. Faz 6 meses que parei e a cada dia, vou vencendo esse maldito vício. Continua firme viu?

    Comment by Eliane Figueiredo — 18/12/2014 @ 10:44

  107. Ola, hoje fazem 21 dias que parei de fumar, confesso que não me considero um ex-fumante, pois sinto duvidas sobre conseguir manter esse desejo de parar.
    Ainda bem que não li esses depoimentos antes de para, pois acho que teria desistido de parar de fumar.
    Esta extremamente difícil continuar, mas se Deus quiser, eu vou conseguir, pois tenho uma dependência psíquica absurda, estou de luto, muito triste, choro por volta de 3 vz por dia, me sinto muito só, e muita falta do cigarro.
    Estou tomando remédio BUP, duas vz ao dia, nicoreti, e um ansiolítico a noite, e mesmo assim esta extremamente difícil.
    Amanha irei novamente ao medico, pneumo, pois fiz todos os exames que me pediu, e todos eles deram normais, graças a Deus, pois meu pulmão , apesar de fumar a 27 anos, ainda não tem nenhum dano, já fiz todos os exames, inclusive espirometria, e nada, como se nunca tivesse fumado.
    Este exame fiz com 7 dias após ter parado, e como havia sofrido tanto, fiquei com medo de voltar e ter que passar por tudo isso de novo.
    Estou extremamente depremido, e agora sei a causa especifica, e estou vendo que não é so no meu caso, pois esses relatos definem exatamente o que sinto.
    Obrigado pelo artigo, foi muito bom ter lido, não so o artigo ,como também os depoimentos, vou tentar me manter firme em meu proposito.
    Tenho 44 anos, fumo a 27 anos, achava que quando quisesse pararia, e hoje vejo que sou extremamente dependente e viciado, pois levantava de madrugada para fumar, e assim que acordava fumava antes mesmo de escovar os dentes.
    Espero conseguir, e que todos vcs consigam, pois caso não consiga, não vou desistir, vou continuar tentando…..
    mas vou conseguir…..

    Comment by Ivan — 28/10/2014 @ 14:56

  108. hj fz 15 dias que estou sem fumar não é facil mas ta valendo a pena estou me sentindo mas bonita e cheiroza minha auto estima melhorou muito … comecei a fuma eu tinha 14 anos e hj tenho 31 fumava uma carteira por dia e as vezes ainda uma so não dava e fumei sempre aqueles cigarros paraguai..afinal é sempre o mas barato tenho medo sim de ter uma recaida mas se deus quiser não ´´ eu penso nele quase toda hora ,,, não vejo ha hora que eu passar o dia sem me lembra dele e sentir sua falta tomara que isto acontesa logo bjjjjjjjj e vamos seguir firme nesta nova vida pessoal

    Comment by claudia — 20/01/2015 @ 12:35

  109. digo, que lí até hoje

    Comment by margareth pedrosa — 20/10/2014 @ 08:17

  110. Foi a melhor matéria e lí até hoje – obrigada

    Comment by margareth pedrosa — 20/10/2014 @ 08:16

  111. Como está difícil ! Primeiro dia e estou sentindo tontura , sensaçao de desmaio , sonolencia, ja derrubei várias coisas no chao por falta de atençao …..sinto que vou morrer se nao fumar, mas sei que é ao contrário, se eu continuar fumando vou morrer disso e das consequencias do fumo….
    Nao sei se vou ter sucesso, mas eu to fazendo o melhor que posso para parar de fumar ….
    Eu nao imaginava que parar de fumar dava tanta sonolencia ……deve ter uma explicacao pra isso ….

    Comment by Cyntia — 07/10/2014 @ 13:23

  112. parei de fumar a 30 dias po e muito dificiu mas nao impossivel fumei durante 17 anos e ainda simto muita falta de ar quando fumava nao sintia essa falta de ar e pratincando esporte e agora quando parei me canso mas do que quando fumava pq me canso mas agora ?
    quando fumava nao sintia tanto casaço e praticava esportes e nao me cansava tanto quanto agora
    alguem saber pq ?

    Comment by daniel — 05/10/2014 @ 20:43

  113. ola a todos sou fumante a 18 anos hoje tenho 35 anos e estou tentando parar de fumar faz 6 dias que não fumo e ja estou sentindo os efeitos da ausencia da nicotina sendo que no sexto dia fiquei de cama com dor no pulmão e muita febre. me sinto extremamente irritado e sem vontade de trabalhar .quando amanhece não tenho vontade de levantar prq sempre que eu levantava a primeira coisa que eu fazia era fumar um cigarro com um café preto .agora não posso mais fazer isso então perdi a vontade de levantar.acho que estou começando a ficar depressivo.e para me ajudar minha mulher fuma e não ta nem ai se eu quero parar de fumar . ela fuma na minha frente e um cigarro atrás do outro mas estou decidido a não fumar mais a todos muita saude e que consigam atingir seus objetivos sejam eles quais for .abraço

    Comment by luis fernando — 05/09/2014 @ 08:41

  114. Estou aqui para Agradecer a DEUS e ao texto que terminei de ler… Fui fumante por muitos anos… Comecei com 17 anos hoje estou com 50 anos… Nunca gostei do cheiro e da fumaça do cigarro… Mais a sensação que sentia ao fumar me acalmava enfim… Dizem que sou uma bela mulher e muitas vezes hoje na família e em sociedade me senti descriminada… Vc fuma? Nossa tão linda com cigarro!! Eu estou a 5 dias nesta luta… Eu acredito que DEUS E JESUS não me deixara sozinha… Vou ser mais forte e quero vencer… Vamos amigos fumantes e ex fumantes ser fortes… se uns conseguem nós tbém iremos… Não existe nada que com vontade não conseguimos… é nossa saúde… estou senindo formigar meu braço e na boca do lado esquerdo… mais quero provar p mim mesma que me amo e preciso cuidar de mim… Forças a todos.. QUE JESUS NOS AJUDE… AMÉM!!

    Comment by Yda — 08/08/2014 @ 13:41

  115. Comecei minha luta ontem, 22/7/2014. Espero vencê-la sem precisar usar QUÍMICAS, pois se quero parar de fumar, pra desintoxicar meu corpo, como vou ingerir então, drogas pra acalmar minha ‘dor’ da separação? Já sinto formigamento nas mãos e rosto MAS VOU VENCER!!! Eu QUERO!

    Comment by Sonyr Ahrens — 23/07/2014 @ 20:09

  116. Fumante compulsiva por 18 anos (adoraaaaava fumar meus 2 maços ao dia) estou a 12 dias sem fumar.
    Difícil mesmo é a primeira semana, tive crise de abstinência e fui parar na emergência hospitalar… Mas não recuei, nem vou recuar. E não tem truque, não estou usando remédios, nada! Apenas informar ao cérebro que sou ex-fumante e a decisão seria e inquestionável de parar é o que tem funcionado comigo. Força gente, nos primeiros dias vi diferenças em minha pele, cheiro e circulação! Vale a pena o esforço…
    Ex-fumantes: avante que a vida tem pressa!

    Comment by Antonia — 18/07/2014 @ 06:05

  117. Hoje fazem 22 dias q larguei o cigarro, acredito que parar aos poucos não adianta porque desta forma nunca ficaremos independentes, está difícil, a impressão que me dá é que um companheiro de mtos anos foi embora e me sinto sozinha, mas creio em Deus que não terei nenhuma recaida e nunca mais irei fumar, boa sorte a todos.

    Comment by Sandra Gomes — 28/05/2014 @ 07:29

  118. TRINTA DIAS SEM FUMAR HOJE 16/05/14…TA DIFICEL MAS CONTINUO NA LUTA E NÃO RECAI E TAMBÉM NÃO FUJO DE QUEM TA FUMANDO ACREDITO QUE SE EU DECIDI DEIXAR O CIGARRO NÃO IMPORTA SE TEM QUEM FUMA PERTO OU NÃO…SINTO MAIS VONTADE DE FUMAR A NOITE, POIS ERA O HORÁRIO QUE EU RELAXAVA E FUMAVA JA QUE DURANTE O DIA EU TRABALHO…TENHO MEDO DE ENGORDAR, TO ME POLICIANDO….ME SINTO MUITO IRRITADA E SEM ANIMO, PARECE QUE DEIXEI DE FUMAR E FIQUEI MAIS PREGUIÇOSA, ANTES O CIGARRO DAVA UM ANIMO PRA TUDO, MAS MESMO ASSIM ESTOU CERTA QUE NÃO QUERO MAIS FUMAR….UM ABRAÇO A TODOS E VAMOS A LUTA…..

    Comment by Dalva Castilhos — 16/05/2014 @ 15:13

  119. ESTOU A OITO DIAS SEM FUMAR, TRACEI UMA BRIGA ENTRE EU E O CIGARRO….VOU VENCER ESTA BRIGA….O CIGARRO MANDOU EM MIM ATÉ OITO DIAS ATRAS, MAS AGORA CHEGA, EU MANDO EM MIM E NÃO QUERO NEM VOU PERMITIR MAIS CIGARRO NA MINHA VIDA…CONFESSO QUE NÃO ESTA SENDO FÁCIL, MAS CADA DIA SEM CIGARRO É UMA VITÓRIA PRA MIM….BEIJUS E BOA SORTE PARA TODOS EX FUMANTES…BOA SORTE ACHO QUE NÃO É A PALAVRA CERTA….PARABÉNS PARA TODOS NÓS EX FUMANTES FICA BEM MELHOR.

    Comment by Dalva Castilhos — 23/04/2014 @ 11:50

  120. To querendo muito parar de fuma .fais 20 anos que estou no esse vicii nao aguento mais alguem me ajuda ??

    Comment by marlene — 16/04/2014 @ 19:55

  121. faz 2 anos que deixei de fumar mas ainda sinto falta ,mas espero nao voltar pq a saude melhorou bastante so tenho dores nas pernas

    Comment by norman — 22/03/2014 @ 21:50

  122. Oi Me Chamo Rebeca, Meu Namorado Fuma Cigarro à 9 anos,e à 1 mês descobriu que estava com pneumonia e resolveu para de fumar. Mais ele sente dor de cabeça frequentemente e muita diarréia.Isso é normal? Se não for o que faço?

    Comment by Rebeca Teixeira Farias — 22/03/2014 @ 08:25

  123. Melhor material que li sobre o cigarro e a dependência, estou a quase 2 meses sem fumar, não é fácil, mas estou certo que não vou voltar. Parabéns! Certo de que o material pode ajudar sendo esclarecedor para muitas pessoas principalmente referente aos aspectos psicológicos. Grato.

    Comment by fernando — 20/03/2014 @ 22:04

  124. quero comentar que ,apos 50 anos fumando,consegui parar de vez,depois de ler documentarios à respeito e de medicos doutorados no assunto ,me convenci q estava me matando s/ perceber.NUNCA me preocupei c/ as opinioes criticando o vicio,sempre me senti livre desse negocio de sociedade,mas me conscientizei e por vontade PROPIA deixei o vicio e me sinto feliz de ter tido a capacidade de compreeçao do mal que fazia a mim mesma

    Comment by anesia falcão — 22/02/2014 @ 14:09

  125. O texto é excelente.Desde outubro estou tentando parar de fumar. Estava indo mto bem, mas tive uma recaida. Não desisti, continuo tentando. abraços

    Comment by iVONE — 11/02/2014 @ 15:17

  126. Gente estou ha 8 dias sem fumar ,ta dificil
    Mas de Deus quiser vou conseguir que Deus
    Nos ajude bjs.

    Comment by leonice — 31/01/2014 @ 19:26

  127. Tenho 17 anos, e tem uns 2 ou 3 meses que eu fumo, fumo uns 5 ou 6 cigarros por dia. Mas ja faz umas 2 semanas q eu tomei a decisão de parar, e ao contrario do que muitos possam pensar, não é fácil, mesmo pra mim que comecei a pouco tempo. Mas eu vou ser forte e vou parar!
    Comecei fumar mais por causa do erotismo msm, e pq tenho uma banda. Mas eu ja compreendi que isso é enganoso e que te escraviza e causa muitos males. Estou com uma carteira ainda cheia aki em casa, mas assim que ela acabar, eu não vou comprar mais e vou começar a lutar contra as crises de abstinencia. O motivo que mais me fez querer parar de fumar, é q eu ja emagreci uns 2 kg, e eu ja era magro, o dia q subi na balança e vi isso, fiquei com ódio do cigarro. E quem se preocupa em parar de fumar achando q vai engordar, eu recomendo uma academia, vai se sentir bem e ter um corpo bonito, se sentindo bem de novo. Força a todos nós, e parabéns ao texto.

    Comment by Paulo Borges — 19/01/2014 @ 10:02

  128. Olá! Sou professor, tenho 35 anos e comecei a fumar aos 28. Já parei e voltei umas 4 vezes, mas agora estou decidido, pois tenho medo de câncer de pulmão. Comecei a diminuir e se Deus quiser, no início do ano de 2014 vou largar de vez. Duas coisas que li são importantes: Não devemos confundir a inquietação oral com o desejo de fumar e, depois de largar, nunca mais colocar cigarro na boca novamente. Às vezes, eu bebo cerveja, mas decidi que nem isso eu quero mais. Vou entrar pra academia e optar por um estilo de vida mais saudável. Força aos colegas. Não será fácil, pois quem fuma geralmente é ansioso, assim como eu. Mas sei que vou ter de enfrentar essa situação e me controlar. Ótimo texto! O melhor e mais completo que já li. Abraço e sucesso a todos!

    Comment by Wenis — 31/12/2013 @ 00:45

  129. Tenho 52 anos, fumei por uns 30 anos, estou 6 meses sem fumar.
    No meu caso, a tal Síndrome de Abstinência por Nicotina tem sido razoavelmente severa! eheheh
    Acho que, em geral, nos textos sobre parar de fumar, se ameniza muito tal síndrome.
    Parabéns pelo seu texto, Regina! Foi, sim, o mais “completo” que já li até hoje!
    Tem duas coisas que me ajudam a driblar a síndrome: esporte e leitura!
    Tenho lido sobre psicologia, em particular terapia cognitiva… um livro de Judith Beck… muito bom!
    Aprendi a “mapear” e “entender” a minha ansiedade/tristeza por não fumar.
    Com isto, consigo controla-las até que muito bem! Abraços a todos! Celso

    Comment by Celso — 09/11/2013 @ 10:26

  130. Uma curiosidade, comecei a fumar com 14 anos mas fumava apenas quando ingerisse alcool e isso foi ate a 3 meses atraz pois parei de fumar mesmo ingerindo alcool.
    A questao que faco é sera que era viciado ?
    Sera que tenho sequelas ou poderei sofrer no futuro?

    Obrigado

    Comment by kaizer — 08/11/2013 @ 04:52

  131. Eu fumo tem 21 anos tenho 35 anos, sou viciado demais… Gostaria muito de parar já tentei várias vezes, sem resultados satisfatórios a abstinências que senti e surpreendente e insuportável como você mesmo… Sinto que já está na hora de fazer essa luta contra este vício, pois me atrapalha bastante. a vontade de parar está tão grande que sinto nojo pelo cigarro, estou diminuindo bastante, mas quero ficar livre por completo.

    Obrigado pelo texto me ajudou bastante a ter mais conhecimentos a este respeito, pretendo em breve parar e a primeira coisa e postar algum texto ou recado para ajudar outros nesta luta contra este vício.

    Abs
    Marcos.

    Comment by Marcos L. — 17/09/2013 @ 03:38

  132. Obrigado, estou retornando aqui para dizer que este post me ajudou a parar de fumar. Hoje eu troquei o hábito de fumar pelos exercícios físicos, quando eu sentia vontade de fumar eu dava uma volta correndo no quarteirão de casa. E se não tivesse como correr, eu fazia exercício de 5 barras para cada vontade. Com boa vontade é possível mandar a personalidade do cigarro ir embora e nunca mais voltar. O que mais me agrada é que hoje tenho força, alegria e muito fôlego! Obrigado Regina!

    Comment by Felipe Galvão — 05/09/2013 @ 00:44

  133. Olá sou fumante desde os 14 anos, hj tenho 40 e estou determinada a parar de fumar de uma vez, sei que vou sofrer, nas não to com medo pq tb sofro de me olhar no espelho e ver meu rosto manchado, meus dentes manchados e o meu corpo magro. não sinto fome isto me incomoda demais. tenho um namorado maravilhoso personal e me apoia sem me pressionar..e hj tomei esta decisão. Não vou admitir que o cigarro me vença .sou viciada sim mas tb sou forte…se tiver que chorar pq to sem cigarro vou chorar mas sei que é por um tempo depois vai vir o prazer de me ver no espelho mais linda..estudei 4 anos de psicologia amo..não consegui terminar por razões financeiras e tenho um pouco de conhecimento no que diz respeito do efeito da nicotina e como sofremos com a falta da mesma. já estou na academia e comecei fazer aula de axé isto me dá muito prazer e bola p frente e que Deus me ajude a não fraquejar….ah otima esta matéria vai ajudar muitas pessoas

    Comment by Roselaine — 03/09/2013 @ 16:33

  134. Olá sou fumante desde os 14 anos, hj tenho 40 e estou determinada a parar de fumar de uma vez, sei que vou sofrer, nas não to com medo pq tb sofro de me olhar no espelho e ver meu rosto manchado, meus dentes se perdendo e o meu corpo magro. não sinto fome isto me incomoda demais. tenho um namorado maravilhoso personal e me apoia sem me pressionar..e hj tomei esta decisão. Não vou admitir que o cigarro me vença .sou viciada sim mas tb sou forte…se tiver que chorar pq to sem cigarro vou chorar mas sei que é por um tempo depois vai vir o prazer de me ver no espelho mais linda..estudei 4 anos de psicologia amo..não consegui terminar por razões financeiras e tenho um pouco de conhecimento no que diz respeito do efeito da nicotina e como sofremos com a falta da mesma. já estou na academia e comecei fazer aula de axé isto me dá muito prazer e bola p frente e que Deus me ajude a não fraquejar….ah otima esta matéria vai ajudar muitas pessoas

    Comment by Roselaine — 03/09/2013 @ 16:30

  135. Meu pai parou de fumar, no entanto vive depressivo, diz que tem vontade de morrer, que a vida não tem sentido, que sente uma angustia enorme, estou aflita, se alguem poder me ajudar .agradeço!

    Comment by hiksandra — 23/08/2013 @ 17:38

  136. Ola
    Sou fumante a 20 anos.
    tou a tentar larger, ja tou a um mes sem Tabaco e sinto me mt bem.custa sim mas minha gente (fumantes) vamos tentar larger esse maldito vicio…digo por experiencia propria que nao ta facil, mas eu quero um dia poder dizer assim: ” Obrigada meu Deus por esta Dadiva” Ilumine os outros tambem. Amen, pq e’ uma droga mesmo, coisa ruim.

    Comment by Hamy — 25/07/2013 @ 06:39

  137. Fumo desde os 14 anos hj tenho 55 ,por favor me ajude, ja tentei,mais por cuasa dos meus problemas de saude, e as vz nervoso ai eu fumo, geralmente fumo quase 3 maços por dia, sou uma pessoa diabetica, pressão alta, e um cancer no esofago…me ajude obrigada!!!

    Comment by Eleudis da Silva Marinho — 23/07/2013 @ 13:55

  138. Olá estou na luta para parar de fumar sou muito ansiosa tenho 30 anos fumo desde os 18 sei que tô me estragando mais quando quero parar não consigo dai que fumo mais ainda porque sinto fracassada de não conseguir .vou começa a faze academia e me entupir de agua sei lá muda a alimentação acho que sozinha eu não consigo mais vou tentar tem dia que chego a ter ansia de tanto fumar .sinto um peso na conciencia porque e um vicio nojento e além disso fumo e tomo café Preto preciso de orientação

    Comment by angela — 18/07/2013 @ 19:00

  139. sou fumante desde os 19 anos .hoje tenho 51 estou tentando parar de fumar mas ta complicado estou sentindo fortes dores no corpo ;irritada demais maltratando quem mais me ama minha familia .psicologa regina esse progama foi a melhor que ja li
    mas presciso muito de ajuda para largar esse vicio maldito mande para mim forças atraves de suas palavras desde ja agradeço.abraços

    Comment by ivaneide eugenia hermsdorf — 02/06/2013 @ 19:50

  140. Ione,
    Hoje estou fazendo 78 dias sem fumar ,nao sinto mais vontade nenhuma de fumar porem estou sofrendo com a abstinencia só pode ser isso pois ja fiz todos os exames possiveis e mais avançados e nao identificou nada. Sinto muita dor no peito,falta de ar,fadiga e depressao. Sei que isso ira passar e por isso não vou dar trégua para este maldito vicio ,resolvi parar de fumar antes de saber de alguma doença grave. Ione não desista nao facilite para o cigarro ,força que vc consegue eu estou conseguindo e lutando. um abraço e boa saude.

    Comment by elias — 01/08/2013 @ 12:22

  141. Olá,eu fumava a 19 anos,quase 3 maços por dia e resolvi parar por conta própria,sem uma ajuda de remédios ou médicos.Os primeiros 5 dias,foi difícil mas era só ter que controlar a vontade de fumar.O maior problema veio no 6 dia,que eu passei a chorar o tempo todo,sem vontade de fazer nada,só de ficar trancada no quarto,sem consegui comer,uma tristeza,um vazio sei lá….Procurei um médico e ele me falou que eu estou com depressão,mas que nada tem haver com deixar o cigarro,pq o cigarro não provoca depressão…..Voltei para casa e resolvi fumar um cigarro para ver se ficava melhor,até fiquei mais calma,mas detestei o gosto,cheiro me deu nojo e eu pude ver que realmente eu não quero mais fumar…Ai uma amiga me enviou esse site aonde eu pude esclarecer todas as minhas duvidas…..Bom eu tenho 39 anos e estou a 11 dias sem fumar.Ops,hoje no 11 dia fumei um…Mas agora estou com mais forças pois sei que essa depre tb vai passar..

    Comment by Ione Gomes filha Siqueira — 01/06/2013 @ 23:29

  142. Não desitam de lutar nunca, a vida é rapida, vamos tentar viver melhor enquanto estamos vivos, imagine que pegamos nosso dinheiro suado e queimamos e ainda usamos essa fumaça para nos matar aos poucos. hoje faz 45 dias sem fumar depois de 39 anos fumando, esta dificil, ja chorei, fiquei sem dormir direito todos esses dias, mas o beneficio é maravilhoso, respiração, bem estar, sem inchaço, pele clara, dentes clareando, tenho 58 anos…não desistam de voces mesmos

    Comment by celia — 04/07/2014 @ 10:59

  143. Estou hj a 16 dias sem fumar mais nao esta dando mais vou tr q fumar e tentar parar prcurando ajuda sei la qro parar mais nao consigo to deprimida triste e nao qro mais viver assim.

    Comment by Bete — 01/06/2013 @ 14:16

  144. eu nao gosto do gosto do cigarro e nem do cheiro do cigarro mais senpre estou fumando muitas pesoas dizem que eu fuma so pra me amostra mais eu achu chik uma mulher fumando eu ja deixei de fuma umas quatro vezes e voltei sera que um dia eu paro de vez

    Comment by mca — 07/05/2013 @ 20:02

  145. Estou a 8 meses sem fumar!muita luta,mas muito gratificante.Esse sem duvida o melhor texto sobre o cigarro que li!muito esclarecedor!Estou mais motivado ainda a continuar minha luta!OBrigado!

    Comment by Gerson santana — 18/04/2013 @ 03:35

  146. ola, fumo o mesmo tempo q vc e tenho a mesma idade 36, sinto tbem as mesmas coisa q vc sente, hj, faz tres dias q nao fumo, nao ta facil, mas vou tentar mais… abraço

    Comment by adriano — 21/02/2015 @ 16:36

  147. DESDE OS 17 ANOS FUMO E JÁ TENTEI PARAR VÁRIAS VEZES, MAIS A CRISE DE ABESTINENCIA E TÃO GRANDE QUE ACORDO GRITANDO E FICO ME SENTINDO TERRIVELMENTE SÓ. PORÉM É PRATICAMENTE UM SONHO PARAR DE FUMAR, COMECEI COMO MUITOS DE BRINCADEIRA NA ESCOLA, PEGUEI O CIGARRO DE UM COLEGA E DEPOIS DECIDI QUE TINHA QUE APRENDER A FUMAR POIS FOI UM LONGO PERIODO PARA QUE EU APRENDESSE ANTES TIVESSE APRENDIDO ALGÉBRA. HOJE ESTOU COM VÁRIOS PROBLEMAS DE SAÚDE POR CAUSA DO VÍCIO SINTO FALTA DE AR, INCHO AS PERNAS PÉS E ATÉ OS BRAÇOS, SINTO MUITA FADIGA E ATÉ MESMO DOR NO PEITO, TENHO SÓ 36 ANOS, QUERO MUITO PARAR JÁ FUI EM IGREJAS EVANGELICAS, CATÓLICAS E ETC. PEÇO A DEUS QUE ME DÉ CORAGEM TODOS OS DIAS PARA PARAR, POIS VOU DIMINUINDO A QUANTIDADE TODOS OS DIAS, GOSTARIA DE NUNCA MAIS OLHAR PARA O INFELIZ. ESTE AMIGO FALSO QUE ARRUMEI E QUE AGORA QUER ME MATAR.

    Comment by LANA — 31/03/2013 @ 11:59

  148. Oi Davi,hoje dia 9 de maio de 2013,depois de mais de 40 anos,estou deixando de fumar…..to indo devagarinho e tentando enganar o vicio e sei q vou conseguir sem muito problema ou saudade desse companheiro q foi pra mim até hoje.Foi muito bom pra mim ter lido essa reportagem da Dra.Regina…..daqui mais alguns dias falo contigo de novo e falando q parei total de fumar e sem dor alguma ta? Deus nos abensoe e esteja ao nosso lado sempre,…..grande abraso de mais uma guerreira contra o vício…….

    Comment by magda — 10/05/2013 @ 09:06

  149. Ola gente, entre muitos comentarios que ja lir, sobre os males e a depedencia do Madito cigarro, este e o Melhor, os meus PARABENS A EQUIPE DA PSICOLOGAREGINA.COM.BR. Sim tenho 51 Anos de idade, comecei a fumar com 16 Anos, Fumei 35 Anos ou seja mim iludir com este vicio durante todo este tempo, Hoje estou Gracas a DEUS, com 50 dias sem fumar. É extremamente maravilhoso não ser mais um escravo do cigarro, não ser discriminado pela sociedade etc. Minha saúde esta cada dia Melhor, mais vigor fisico, mais alta estima, melhor concentação em tudo e etc. Passei e ainda passo pela Sidrome da Abstinencia é horrivel, mesmo usando niquitim adesivo, calmantes, meche com todo o corpo é triste, claro que hoje a sidrome esta com menor intensidade. Mesmo assim, nao discuido um só estatante, O Cigarro e Surtil e Maldito. Eu externo os meus Agradecimentos ao Maravilho JESUS CRISTO, sem ajuda dele eu não conseguiria. Boa Sorte para todos.

    Comment by david souza — 20/03/2013 @ 08:08

  150. a primeira coisa para parar de fumar é a OPNIÃO, A 2ª É A FORÇA DE VONTADE junta as duas que ele consegue!

    Comment by tato — 23/04/2014 @ 16:17

  151. Oi eu tenho 16 anos e meu namorado é fumante e ele quer para de fuma e preciso de ajuda como posso ajuda lo ? estou desesperada pq não sei oque posso fazer ‘..’

    Comment by rafaella — 12/02/2013 @ 15:51

  152. fumo desde meu aniversario de 14 anos e nao tenho a minima vontade de parar , mas eu sei que estou me alto prejudicando com o que eu estou fazendo…. quando eu nao fumo eu fico extressado e raivoso ,,queria saber o que eu preciso fazer parar mi adequar a esse novo geito de viver ??

    Comment by jonathan alves — 06/02/2013 @ 11:22

  153. como e dificio mais estou vencedo com a graça d deus tive que para na marra sem remedio sem nada mais tenho fe que nao fumo mais

    Comment by daniele dos santos prado — 28/01/2015 @ 08:21

  154. O SEGREDO NÃO É DIMINUIR A QUANTIDADES DE CIGARROS QUE VC VAI FUMAR, POIS NÃO EXISTEM MEDICAMENTOS QUE POSSA IMPEDIR VC DE LARGAR O CIGARROS, VC TEM QUE TOMAR UMA DESICÃO E PARAR DE VEZ TEM QUE DETERMINAR, EU FIZ ASSIM E CONSEGUI, É DIFICIL MAIS NÃO IMPOSSÍVEL

    Comment by ana raio — 13/08/2014 @ 12:18

  155. fumei dos doze aos vinte e trez anos,agora brincando to fumando ate trez quatro cigarros por dia,as vezes nem fumo,mas sinto falta.tenho o abito de tomar um copo de leite apos o cigarro isto faz alguma diferença?

    Comment by marcia — 26/12/2012 @ 11:54

Deixe o seu Comentário


© psicologaregina.com.br - Todos os direitos reservados