Viciados por trabalho

092412_1232_Viciadospor11Na rotina diária da vida estamos frequentemente expostos a situações geradoras de tensão: trânsito, problemas pessoais, doenças, situação financeira, etc.

Para evitarmos o estresse no trabalho é preciso um auto-conhecimento. Através do auto-conhecimento aprendemos a nos conhecer e perceber melhor nossos limites, pois sabemos que o trabalho é importante, mas quando é demais pode comprometer toda nossa vida.

Precisamos manter um equilíbrio em nossa vida de modo geral. Temos regras e obrigações em nossa vida como: acordar no horário para estudar e trabalhar, mas geralmente não fazemos da mesma forma com o lazer e as demais coisas que também nos dão prazer como se estas não fossem importantes em nossa vida. É fundamental cultivarmos esses momentos de lazer para preservarmos nossa saúde mental tanto na vida pessoal quanto profissional. E o estresse é apenas um sinal de alerta de que estamos excedendo nossos limites e precisamos “desacelerar”. O trabalho deve ser algo que traga satisfação e prazer e não ser considerado somente como um meio de subsistência.

Necessidade de aprovação e medo:

O que causa o estresse não é a quantidade de trabalho e sim a forma como lidamos com as pessoas e com as tarefas que executamos no dia a dia . Muitas pessoas acreditam que fazer um bom trabalho é sinônimo de estar o tempo todo ocupado, ficam sobrecarregadas, mas acreditam que assim garantirão seu emprego.

Baixa auto-estima :

Pessoas com baixa auto-estima, por exemplo, consideram-se inferiores em relação aos outros e sentem a necessidade de dar conta do trabalho para provar que podem pra si mesmo. Excedem os seus próprios limites, se cobram cada vez mais, convivem com uma pressão interna insuportável ficam estressadas.

O processo psicoterapêutico aliado a exercícios físicos e de relaxamento é a forma mais adequada para minimizar o stress.

Além disso, é importante consultar um médico, pois alguns sintomas do stress podem ser de origem física e devem ser tratados, mas em sua maioria, a hipótese de anomalia física é descartada e precisamos tratar as causas emocionais.

Procure a sua melhor forma de relaxar, algo que lhe faça bem e lhe satisfaça. Distante das tensões do cotidiano, procure olhar pra dentro de si e perceber o que o seu corpo está lhe pedindo e dê mais atenção a você mesmo, além disso, é fundamental dormir bem e manter uma boa alimentação.

Comece a perceber seus pensamentos e ações: se o seu ritmo de trabalho está muito acelerado ou se você tem uma sensação de cansaço sem fim como se algo lhe tivesse sugado todas as suas energias, ou ainda se o seu relacionamento vai mal. Pare um e perceba se a forma como está lidando com seu trabalho não está afetando sua vida de modo geral. Muitas pessoas fazem trabalho extra todos os dias, deixam de cuidar de si próprias e de sua família, abandonam seus amigos em função de suas atividades profissionais, acreditando que todo esse empenho fará a diferença em sua vida! Cuidado!

Nenhum comentário »

No comments yet.

Deixe o seu Comentário


© psicologaregina.com.br - Todos os direitos reservados